domingo, 16 de setembro de 2012

Quando o suicídio parece ser a única saída

Homem que foi injustamente acusado de violação por uma das vítimas de se o autor duma terrível série de ataques na zona ocidental de Sydney afirmou que a situação destruiu a sua vida e deixou-o a contemplar o suicídio.

Joey de Mesa, hoje com 27 anos, tornou-se conhecido como o violador "buck-tooth" depois da polícia o ter formalmente acusado de ter atacado seis adolescentes entre Abril de Junho de 2008. Quando evidências ADN o ilibaram, Mesa pensou que o pesadelo ficaria para trás.

No entanto, passados que estão 4 anos, ele confessou, ao The Sunday Telegraph, desesperado, que ele não consegue fugir dos insultos e das mentiras em torno do seu carácter.

É muito difícil eu ter um emprego a tempo inteiro. Tentei, mas sempre que consigo um, perco-o.

Joey de Mesa acrescentou ainda que já perdeu a conta do número de "job knockbacks". Mesa teme que os patrões façam uma busca na internet pelo seu nome e descubram o seu passado, e, consequentemente, o despeçam.

Nunca sei se ele fizeram uma verificação do meu background. Muitas pessoas perguntam-me e dizem coisas que geram temas de conversa. Elas chegam perto de mim e dizem coisas como 'Eu conheço-te de algum lado,' 'Eu já vi a tua cara em algum lugar' Muitas pessoas falam disto.

Eu gosto de trabalhar. Já me candidatei para trabalhar em hospitais como "wardsman".

Ele diz que já teve 4 empregos de armazém na zona ocidental de Sydney nos últimos 4 anos, o mais recente numa companhia onde ele só ficou duas semanas.

Disseram-me que não havia trabalho suficiente.

A sua parceira de longa data, Marcianne Mendiola, de 23 anos, disse que ele foi vítima de discriminação uma vez que não era por falta de dedicação que ele estava a ser despedido.

Ele está sempre a mudar de emprego.

Mesa diz que a sua vida foi destroçada quando uma das vítimas incorrectamente o identificou depois de o ter visto numa imagem CCTV libertada pelos órgãos de informação. Depois disso, ele passou 48 horas na prisão até que evidências ADN o ilibaram das acusações.

O verdadeiro culpado, Arvin Longabella, então com 23 anos e pai de três crianças, foi preso duas semanas depois e sentenciado a 17 anos de prisão por 15 ofensas contra 7 vítimas.

Na altura da prisão, Mesa trabalhava num mercado de fruta Edgecliff, mas o seu patrão dispensou-o.

Às vezes penso que a coisa mais fácil de fazer é suicidar-me. Hoje em dia evito toda a gente. Não tenho amigos. Os meus antigos amigos falam disto. Eles dizem coisas como "és o violador buck-tooth".

A mãe de Joey de Mesa sofreu um ataque do coração depois de ter sido interrogada na sua casa pela polícia.

A minha mãe esteve sentada durante 18 horas, rígida que nem um tronco.

Joey sabe que fez os seus erros; na altura em que foi preso, ele estava sob fiança por ter pontapeado um homem durante uma luta (29 de Junho). No entanto, ele quer uma ficha limpa e que o primeiro passo é a remoção da prisão do seu registo criminal.

Uma mulher polícia disse que a polícia "falou com o homem e com a sua família imediata depois de ter sido liberto, e emitiu um pedido de desculpas formal" - algo que Mesa nega ter ocorrido - "e consultou com eles [Mesa e a família] sobre a informação a veicular à imprensa, que anunciou que todas as acusações foram retiradas."

* * * * * * *

Este é um ângulo da falsa acusação que raramente - se alguma vez - é falado pelas feministas (especialmente por aquelas cuja venda de livros depende - e muito - da propagação do mito da "cultura de violação" ou "cultura de estupro"). A verdade dos factos é que, longe de vivermos numa "cultura de estupro", vivemos sim numa cultura onde qualquer mulher pode destruir a vida de qualquer homem com uma falsa acusação de "violação" ou "assédio."


Sem comentários:

Publicar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT