segunda-feira, 1 de Agosto de 2011

Os efeitos nocivos do feminismo para as mulheres

"Então a serpente disse à mulher: Certamente, não morrereis.
Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal."
Génesis 3:4-5

No seu post com o título "As feministas estão colhendo o que plantaram", a Andrea Patrícia foi gentil o suficiente para citar um texto que havia sido colocado aqui neste blogue (Feminista envelhecida queixa-se que os homens nada querem com ela). A discussão que se seguiu posteriormente revelou um pouco do imenso mal que o feminismo tem feito às mulheres.

Eis aqui alguns dos comentários:

  • "Lamentável!"
  • "Se essa realidade ficasse restrita somente a elas, as feminazis, “menos” mal… mas nós, que nunca estivemos muito a fim de abraçar a causa, também recebemos respingos de lama, pra não dizer banho."
  • "Pois é, Karina, esse é o problema: nós não passamos procuração para que elas decidissem sobre nossas vidas, mas no fim das contas sobrou para nós! Complicado."
A isto eu acrescentei mais ou menos o seguinte:
Na minha humilde opinião, uma das formas de dar à volta a esta usurpação por parte das feministas do que as VERDADEIRAS mulheres realmente querem, é as mulheres não-feministas fazerem um ataque frontal, organizado e sem misericórdia às feministas.

Expôr que o que elas [as feministas] querem não é o mesmo que a esmagadora das mulheres quer.

Aquilo que eu às vezes noto é que, embora muitas mulheres não se alinhem com as feministas, estas dão-lhes, no entanto, espaço de manobra devido a coisas como “igualdade” e “mesmos direitos” outras slogans usados pelas feministas.

Mas isto é tudo falso. Elas, as feministas, não querem igualdade: elas querem supremacia e para isso usam as mulheres (mesmo as não-feministas) para avançar com a sua política.

Enquanto as mulheres não apontarem o dedo às feministas e mostrar que elas são uma minoria não-representativa das mulheres, todas as mulheres vão pagar pelas políticas anti-vida, anti-casamento, anti-homem das feministas.

Se as próprias feministas já se aperceberam que o feminismo é uma farsa ("Fui enganada pelo feminismo", "O amor que nunca vai ser expresso") não é a hora das restantes mulheres agirem de forma a remover estas sanguessugas ideológicas e víboras politicamente motivadas do seu seio?

Se elas [as mulheres não-feministas] genuinamente desprezam o mal que o feminismo está a fazer entre si (e não temos razões para assumir o contrário), porque é que não agem em conformidade? Com a excepção do blogue da Andrea e alguns outros poucos blogues conservadores, os blogues feitos por mulheres a atacar o feminismo fazem-se notar pela raridade.

A meu vêr, a esmagadora maioria das mulheres não-feministas não age contra as feministas provavelmente porque julgam poder (de facto) adquirir "direitos" e "concessões" através da dialéctica extremista das feministas. Ou seja, usam as feministas como batedoras de novo território, esperando, posteriormente, adquirir um "pedaço de terra" no terreno social.

Mas se olharmos para as feministas não como líderes dum movimento histórico benéfico, inexorável e inevitável da sociedade (o "Grande Salto em Frente" das mulheres), mas sim como pessoas com um propósito análogo ao de Satanás no Jardim do Éden ("Se fizeres o que eu te digo, vais ser tão inteligente como Deus"), podemos começar a vêr que a complacência das mulheres em relação à retórica extremista das feministas é auto-destrutiva.

As áreas da sexualidade e do casamento (ou da falta deles, no caso das mulheres solteiras com idades superiores a 35/40 anos) são provavelmente algumas das áreas mais visíveis (e emotivas) que afectam todas as mulheres. Como diz o artigo,

O problema (para as feministas) é que, sem o protector vínculo do casamento, as feministas ficam à mercê dos itens que os homens consideram mais valiosos na sua realização da liberdade sexual: beleza e juventude.

Ou seja, uma vez que há "liberdade sexual", os homens (principalmente os alfas, aqueles que as feministas tanto desejam) vão buscar as mais jovens e as mais atraentes em detrimento das mais velhas e menos atraentes.

Mas esta não é a única área onde o feminismo tem prejudicado as mulheres. O aborto, outra ideologia maligna promovida ardentemente pelas feministas sedentas de sangue inocente, tem um efeito duplamente destrutivo: a criança morre e a mulher fica marcada para toda a vida.

Se a isto, juntar-mos a sexualização das mulheres e a destruição da família, podemos vêr que o feminismo é destrutivo para quem o promove e mesmo para quem não o promove mas é complacente.

Portanto, a noção de que as mulheres não-feministas podem de alguma forma lucrar com o avanço do feminismo é refutado pelas evidências. Dada esta situação, torna-se urgente as mulheres anti-feministas repudiarem esta ideologia política destrutiva e expulsarem as feministas do seu seio.

Enquanto elas não o fizerem, os comentários como os presentes no blogue da Andreia vão-se multiplicar.

8 comentários:

  1. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. (Gênesis 6:3)Ao homem foi dado por Deus a prerrogativa de ser o líder da comunidade humana criada por Deus. A história porém parece se repetir porque, sem dúvida alguma a mulher foi e continua sendo suceptível ao engano. O X da questão é: por que Adão comeu com ela o fruto proibido? Ele poderia ter interferido quando Eva estava tendo a conversa com a serpente; ele estava ali o tempo todo,(leia de novo o versículo acima...e deu também ao seu marido e ele comeu com ela.)Hoje a pergunta é: O que estava o homem fazendo antes do feminismo? Bem o feminismo começou logo depois da 2.a guerra mundial! Guerra? Sim. Eles estavam criando a guerra. As mulheres foram para as fábricas montar avião para a guerra que eles criaram. E por que muitas mulheres tem de trabalhar fora? Porque são feministas? Não! Mas quem vai alimentar os filhos delas quando ele for embora com uma mulher mais nova? Ou mais de uma até? Até quando os homens vão culpar a Deus pelas mazelas e à mulher? Até quando eles irão se omitir daquele papel que lhes foi dado por Deus?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Respostas:

      1. muitas mulheres mentem bem e são muito insistentes (como o demônio); ou Adão foi enganado ou foi importunado até o fim de sua paciência; é fazer logo a vontade da "patroa" para ficar livre dela;

      2. antes do feminismo, o homem estava construindo a civilização (algo que as feministas estão ajudando a destruir);

      3. muitas mulheres que resolveram trabalhar fora não o fizeram porque o marido fugiu com outra mais jovem (mulher safada = produto do feminismo, com homem safado = machismo liberal imoral) ; pobreza, viuvez, feminismo podem ser outras possibilidades;

      4. os homens não culpam Deus; Deus puniu a mulher mais por incitar a desobediência do que o homem (por abusos de iniciativa e mau uso do livre-arbítrio, a mulher é mais indecisa e seu discernimento é pior do que do homem - para fazer menos estragos);

      5. nós, homens, cumpriremos nosso papel quando vocês mulheres deixarem de usurpá-lo com sua sanha agressiva e irracional pela supremacia do poder e de usarem o aparato policial-judiciário-educacional para nos neutralizarem sob as desculpas da igualdade e da liberdade; já que Deus nos deu o papel de cabeça do lar, saiam dos lugares que não pertencem a vocês.

      Eliminar
    2. Devo discordar só em "já que Deus nos deu o papel de cabeça do lar, saiam dos lugares que não pertencem a vocês."
      Um lar não é instituído por uma cabeça e um auxiliar, mas sim estipulado pela união do casal, eles sim são a cabeça do lar, um lar não está completo só com o homem, nem completo só com a mulher. Logo a cabeça está concentrada na união dos dois.
      Se ambos juntos agem em cumplicidade, respeito, sem se sobrepor um ao outro, aí temos um lar. Mas se no lar um começa a querer ter mais "poder" do que o outro, traz-se a ruína.

      Eliminar
    3. Diga-me, SP, como é administrar algo com duas cabeças? Como é obedecer a dois chefes com pensamentos conflitantes?

      Deus estabeleceu o homem como cabeça e a mulher como coração do corpo familiar. Quem estabeleceu esse corpo com duas cabeças igualitárias, o liberalismo ou o marxismo?

      Corrigindo: quando uma feminista quer ter mais poder do que o outro (o marido), vem a ruína. Um lar é completo com uma cabeça, não duas.

      Feminismo: o mais perigoso não é o agressivo, mas o enrustido e cultural...

      Eliminar
    4. A tempos não vinha neste post.
      Bem, explicando. Eu quis dizer que o lar é uma união (dois seres complementares)
      Quando li o seu comentário interpretei mal e escrevi palavras más escolhidas.
      Quando eu escrevi quis dizer que a mãe era a "cabeça" do ensino da crianças, da manutenção diária do lar e o pai a "cabeça" administrativa que dirige as escolhas referente ao lar.
      Era essa as tais duas "cabeças", mas analisando as palavras realmente fica complicado kkk.
      Obrigada pela correção (;

      Eliminar
  2. Lamento ter enviado o comentário duas vezes. Fazia tempo que não usava conta de google.

    ResponderEliminar
  3. Em primeiro lugar, quero deixar bem claro que não sou feminista, e tampouco uma apreciadora da causa. Mas,isso não me impede de acreditar que Homens e Mulheres podem sim ser iguais em alguns aspectos, e que se uma mulher quiser trabalhar em alguma área em que lhe dê prazer, que pois bem, o faça.
    Não vou dizer que é machismo um homem achar que uma mulher deve é ficar em casa cuidando dos filhos e da casa, mas porquê não nós não podemos ser donas de casa e trabalhadoras ao mesmo tempo? O que tem de errado nisso?
    Negar o direito de uma mulher de trabalhar é pura ignorância. Não são todas as mulheres que se utilizam do trabalho para humilhar o sexo masculino.Algumas trabalham por que sentem prazer em fazê-lo.
    Quanto a ideia de que ao aumentar a mão-de-obra traz um barateamento ás indústrias e companhias é um tanto quanto equivocado. Pois cada função possui o seu salário,e não muda nada o fato de se ter mão-de-obra se ela não for qualificada.

    ResponderEliminar
  4. Antes de tudo, quero deixar bem claro que não sou feminista, e tampouco uma apreciadora da causa.
    Mas porque uma mulher não pode trabalhar? Não são todas as moças que insistem em utilizar o trabalho para humilhar os homens. Algumas também trabalham porque lhes dá prazer realizar algo que ela goste.
    Não vejo mal algum em uma mulher trabalhar e cuidar da casa e do marido ao mesmo tempo.Não se trata de se tornar maior ou melhor que o homem, mas de apenas partilhar dos mesmos direitos e responsabilidades.
    E quanto a observação de que ao aumentar a mão-de-obra ,se abaixam os salários pagos pelas indústrias e companhias,acho um equívoco.Peguemos o Brasil, por exemplo: possuímos muita mão-de-obra, mas pouquíssima mão-de-obra qualificada. Portanto,não importam o número de pessoas que se dispõem a preencher uma vaga em algum emprego,se essas pessoas não possuírem o que é preciso para realizar as funções de tal emprego.
    E se uma mulher conseguiu (de forma honesta e justa, é claro) um emprego maior ou melhor em uma companhia, ao passo que um mesmo homem que estava se candidatando para a vaga não o conseguiu, não vejo porque a mulher teria qualquer culpa na falta de qualificação deste homem.
    Todos nós sabemos como o mercado de trabalho está competitivo.Portanto, não culpem a todas as mulheres pela falta de emprego.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT