terça-feira, 5 de junho de 2012

Mulheres enojadas com as marchas das vadias

Desde o início que as marchas das vadias se revelaram um circo sem qualquer tipo de sentido tendo em conta a forma como as mesmas surgiram. Para além dos normais ataques a todos os homens (como se todos os homens fossem violadores), ao Cristianismo e especialmente à Igreja Católica, as marchas falharam em mostrar como as mesmas de alguma forma foram eficientes no combate às violações. Lembrem-se que era esse o propósito: ensinar os homens (todos os homens) a não violar mulheres.

Mas há uma distância enorme entre o que elas falam (propaganda) e a forma como as feministas agem. Devido à forma ridícula e claramente misândrica como elas se comportam, algumas mulheres ainda não totalmente imersas nas mentiras feministas resolveram verbalizar o seu desgosto pelas marchas.




Mas afinal, o que é que causou a que estas (e outras) mulheres se revoltassem contra o espírito das "marchas da vadias"? Não foram estas marchas especialmente feitas para o bem das mulheres? As fotos seguintes talvez sirvam de evidência.

Antes de continuar, tenho que pedir desculpas aos leitores que correctamente não usam e nem aprovam o tipo de linguagem vulgar presente nas marchas das vadias. No entanto, o impacto total das marchas das vadias depende em muito daquilo que elas dizem de si mesmas. O nojo que nós sentimos de algumas expressões e atitudes aqui presentes têm que ser dirigidas às feministas que usam estas marchas como formas de intimidação e marketing.

Começamos com uma foto que demonstra o quão baixo um homem [mangina] pode descer no seu propósito de promover o esquerdismo a todo o custo.

Os ignorantes da foto de cima não sabem (ou não querem saber) do ódio que o movimento feminista tem pelos homens. Eis o que a doente mental Valerie Solanas diz:

Subsistem ainda fêmeas com mente cívica, responsáveis, em busca de emoções fortes e prontas a subverter o governo, eliminar o sistema monetário . . . . e destruir o sexo masculino.
Robin Morgan acrescenta:
Sinto que o ódio aos homens é um acto político nobre e viável, e que os oprimidos possuem o direito de ódio de classes contra a classe que os oprime.
Andreia Dworkin diz:
Quero ver um homem espancado até sangrar e com um salto alto enfiado na sua boca, tipo uma maçã enfiada na boca dum porco.
Germaine Greer:
Acho que a testosterona é um veneno raro.
Catherine MacKinnon:
Toda a actividade sexual, mesmo a consensual entre um casal, é um acto de violência perpetrado contra a mulher.
Marilyn French:
Todos os homens são violadores e é isso que eles são.

Tendo isto em conta, de que forma é que o feminismo"liberta" os homens?

Continuamos com mais uma demonstração do "respeito" que a esquerda militante tem pelo Cristianismo. Espero ansiosamente que as feministas "Cristãs" condenem este gesto cristofóbico ao mesmo tempo que espero que as feministas levem a cabo iniciativas semelhantes em mesquitas.


Como não poderia deixar de ser, as feministas fazem apelos à violência contra o "machismo" (seja lá qual for a definição semanal de "machismo"):

Obviamente que se os papéis estivessem invertidos, e um grupo de homens apelasse à violência conta o feminismo, esses mesmos homens seriam publicamente condenados pelos seus actos. Agora, as "oprimidas" feministas não tem problemas nenhuns em fazer isso.

Antes que alguém diga que o ataque é a machismo e não aos homens, basta lembrar que o machismo não pode ser combatido com pedras.


Em baixo, mais um "homem" que foi "liberto" pelo feminismo.



A foto seguinte é mais um ataque ao Cristianismo.



A foto de cima é referência à estupidez aborcionista que declara que o bebé que se encontra no útero feminino faz parte do corpo da mulher. Se o bebé realmente fizesse parte do corpo da mulher, o sistema imunitário da mãe nunca consideraria o bebé como alguém distinto de si. Como é isso que acontece, então o corpo da mulher é distinto do corpo do bebé.



Não é degradante ser mulher (excepto se for feminista) e nem é degradante ser homem. O que é degradante é um homem tentar ser o que nunca vai ser, e uma mulher tentar ser o que nunca vai ser (um homem).


Palavras para quê?



O uso de crianças numa marcha onde estão presentes mulheres em trajes menores é algo condenável. No entanto, como isso foi levado a cabo por membros da esquerda militante, está tudo "bem".




Tal como defende o lobby gay, que diz que oposição à agenda homossexual é evidência de homossexualismo enrustido, aparentemente algumas feministas pensam que todos nós temos algo de feminista dentro de nós.


Quão apropriado que algumas feministas façam o símbolo de adoradoras de Satanás. Ela provavelmente nem sabe o que símbolo significa.

"Liberdade para as banhas" é uma frase interessante? "Liberdade" para o quê mesmo? Para ser gorda? Ela já tem essa liberdade. Existe alguma lei contra as gordas? Se elas se queixam do estereótipo da mulher esquelética, que é publicitado pelos média como um "ideal de beleza", as feministas que se zanguem com os seus amigos esquerdistas homossexuais uma vez que são eles que controlam o mundo da moda e são eles que criam a ilusão de que os homens gostam de mulheres com aparência de rapazinhos esfomeados, quando isso é falso.


Levando em conta que o feminismo promove o aborto, e como todos os abortos matam um ser humano, é seguro dizer que o feminismo tem as mãos cobertas de sangue inocente. Quem escreveu este cartaz ou é burra ou acha que os bebés não são humanos enquanto não saem do útero.



Ou seja, usa a sala de aula para indoutrinar os alunos.



O governo não é dono do útero EXCEPTO se o governo pagar o aborto. Ai, sim, o governo já se pode intrometer no útero das feministas.

Repetindo o que foi dito em cima, o útero da mulher é dela mas o bebé que se encontra no útero é outro ser humano distinto.



Sim, a feminista pode escolher manter os joelhos unidos como forma de evitar a gravidez. Mas, como se sabe, afirmar que as pessoas devem modificar o seu comportamento como forma de evitar um certo tipo de consequências é algo anátema para as feministas. Para elas, não é a mulher que deve evitar ter relações sexuais como forma de evitar a gravidez, mas o resto da mundo é quem tem que pagar para que ela não se veja forçada a assumir a responsabilidade do seu comportamento.

Isso também é feminismo.



Demasiado nojento para comentar.


Só que ser feminista não é um "favor a si mesma" mas sim um favor à elite globalista que usa a psicologia feminina para destruir a família. Quanto mais feminista for uma sociedade, mais infeliz vai ser a mulher.


Sem surpresa alguma, a militância feminista e o lesbianismo andam (literalmente) de mãos dadas. Isto não deveria ser surpresa algum se levarmos em conta que para muitas feministas o acto íntimo entre um homem e uma mulher é uma forma de "opressão" para a mulher.



Exacto. O corpo da mulher só pode ser tratado como um objecto nas marchas das vadias.




Por acaso, define. Uma mulher que anda com o sutiã e os seios à mostra no meio da rua revela problemas de carácter.


Então o mangina tem que falar com as organizadoras das marchas das vadias e dizer que elas não têm nada que andar com roupas reveladoras uma vez que isso é "tratar as mulheres como um objecto".


Não se entende bem como é que andar com os seios à mostra vai reduzir os abusos sexuais das mulheres.


Não só é feio como é clinicamente auto-destrutivo e perigoso para a mulher. Além disso, como se pode ver no vídeo, é muito vergonhoso.

video



Isto é o mesmo que dizer "sou judeu e sou nazista".



Mas.....a marcha não se chama "marcha das VADIAS" ?


Como disse o Edu Testosterona, "chamem-me quando fizeram uma marcha pela alfabetização".


Hipócritas são aqueles que fazem uma marcha como o nome de "marcha das vadias" mas depois não querem ser chamadas de vadias.



Frase curiosa, se levarmos em conta que mais em cima se via um cartaz que dizia "nem santa nem vadia; mulher".

Coerência não parece ser algo que as feministas gostem de seguir.



Depende sempre da "história" que se quer fazer. Além disso, será que este cartaz está a apelar às mulheres que sejam "mal comportadas" como forma de "fazerem história"? Que tipo de mensagem isto passa às meninas?


Com um aspecto e atitude destas, não é de estranhar que esteja sozinha.


Ficamos a saber que a feminista de amarelo usa os joelhos como suporte para outro tipo de "actividades", e a feminista ao seu lado pensa que o aborto é um privilégio das ricas.

Primeiro, não se sabe como é que a feminista de amarelo pensa combater o abuso sexual declarando ao mundo o que faz quando está de joelhos. Será que, quando souberem o que ela faz quando está de joelhos, os violadores pensarão duas vezes em lhe violar ?

Segundo, mesmo que "as ricas" tenham mais posses para matar o próprio filho, isso não torna essa práctica moralmente correcta. Em séculos passados só pessoas com algumas posses é que possuíam escravos. Isto não muda a natureza do acto em si?

É irrelevante se as ricas abortam mas as pobres não. O que interessa é que o aborto é a matança dum ser humano inocente, quer seja feito por uma rica ou por uma pobre.



E....? Como é que esta cetácea feminista combate o "machismo" e os abusos sexuais declarando ao mundo a satisfação que obtêm na sua vida sexual?


Eis aqui algumas imagens dos "privilégios" dos homens:




Claro que o mangina não sabe disto. O professor da universidade não lhe disse, e como tal ele não sabe. Tudo o que ele sabe é que homem = demónio e mulher = anjo.

Conclusão:

Como esperado, a marcha das vadias foi mais um momento de intimidação e não algo que de forma genuína visasse acabar com os abusos sexuais contra as mulheres. Estas marchas seriam mais correctamente entendidas se elas tivessem um título que melhor as qualificasse:

  • Marcha da intimidação
  • Marcha da irresponsabilidade
  • Marcha das infantis
  • Marcha das mulheres que não querem aceitar que actos geram consequências.

etc, etc.

Tal como se mostrou no início, estas marchas estão a ficar tão estúpidas e tão ridículas que até outras mulheres estão a ficar fartas delas. Será que isto pode ser o princípio do fim? Esperemos bem que sim.

87 comentários:

  1. O prêmio de seres débeis já começa com o seu nome de batismo. Nada mais apropriado que "vadias", para rotular o que eles realmente representam para a sociedade.

    ResponderEliminar
  2. Análise sensacional do autor.

    E todos esses que participaram dessa marcha, na verdade, são CÂNCERES da sociedade. Nunca vi tanta podridão num movimento só. É um amontoado de egoísmos e feminazismos que nos causam assombro. Exemplos clássicos da completa irracionalidade humana. Feras em seu estado mais natural.

    Se as coisas se mantiverem do jeito que estão, logo será criada uma lei em que qualquer um pode matar os homens, sem que para isso seja aplicada qualquer sanção às criminosas e aos criminosos.

    ResponderEliminar
  3. nossa kra essa matéria sua ficou otima meus parabens !!
    porem deêm uma olhada nisso !!!
    http://www.youtube.com/watch?v=AwCMkEsLO-0
    como que podem ser tão incovenientes essas pessoas !!! invadem o local de culto das pessoas comentendo um crime previsto na constituição de ultrage a culto e ainda se achão na razão !!! parece ke só muda a "causa" pela qual estes seres lutão pois o comportamento primata de histeria coletiva e emocionalismo irracional através do odio truculento gratuito ke a militancia ( ke parece ser uma espécie de ss ( http://pt.wikipedia.org/wiki/SS ) impondo suas subverções e a engenharia social subverciva a grupos de pessoas que provavelmente se recusa a aceitar ) manda odiar e eles passão a odiar !!
    o mais contraditorio disso tudo é ke se vc for no face da "marcha das vadias" vc vera fotos do kra ke mostrou o dedo para as manifestantes e pasmem foi preso !! para kem ao credita este é o link http://www.facebook.com/photo.php?fbid=331835940219100&set=a.331856563550371.69130.156169641119065&type=1&theater Agora eu pergunto será ke as "militantes" da ss brasileira esquerdista ke invadirão a igreja e cometerão o crime de ultrage a culto forão presas ?!?! parece ke a justiça só existe para um lado e para o outro não, ao menos é o que os fatos indica
    http://www.youtube.com/watch?v=e6CBqYxFcF4
    ( dizem ke alem de mostar o dedo mostrou o genital fazendo um atentado ao pudor ) é dificil acreditar em feminista pois todos sabem como são os comunas mais vamos supor que seja verdade
    cadeia tb para as ke invadirão a igreja ( crime de ultraje a culto ) fazendo um protesto mostrando os seios ( ou seja fazendo a msm coisa ke esse cidadão fez pois ele podia ter atuado de forma menos irracional ) porem como se nota apenas um lado pode é punido por fazer coisas erradas agora para o outro lado ele não tem punição nenhuma.
    Cade os "direitos iguais" nessas horas ? esta no mesmo lugar onde esta o resto das conveniencias em que este grupo busca uma igauldade unilateral ( deveres iguais e punição no mesmo nivel é algo não interessa a essas pessoas )
    Vejão como estavão tentando acertar esse cara que fez esse protesto de forma infeliz e o mais engraçado é uma mulher histérica aos 1: 14 batendo algo em direção do rapaz que parecia uma bolsa acertando o chão seguidas vezes ( visivelmente porque não alcançava o cara de onde batia ).
    Reparem como em grupo elas se reduzem a urros de gorilas que batem no peito se fazendo de heróis quando, reunidos em bando armado de paus e pedras, cercam o inimigo solitário e ainda o chamam de agressor . o mais contraditório é que isso acontece numa época em que tanto se gargarejam os “direitos das minorias”, ninguém está mais exposto a agressões do que a minoria absoluta, a minoria de um só.– e depois ainda contam o que fizeram, ostentando a covardia como se fosse um mérito.
    Agora o mais contraditorio nisso tudo é ke na invasão da igreja na qual elas fizerão não havia ninguem fazendo um movimento brusco se ker em direção delas e apenas o que havia erão policiais impedindo elas de adentrar na parte interna do local.
    veja essa reportagem por inteiro e reparem na parte da reportagem que mostra uma senhora que teve o ferimento na mão e repare que visivelmente notace que ela era uma das pessoas que estavão dentro da igreja e provavelmente saiu para fora e foi atacada pela gangue histerica das vadias
    http://www.youtube.com/watch?v=ayIbYfbmc6Y
    É essa a "igualdade" unilateral que essas pessoas desejão a impunidade de atacar pessoas e invadir locais onde há pessoas que discordão da agenda feminista e agredir essas pessoas

    ResponderEliminar
  4. Isto faz-me lembrar as marchas homossexuais, já não é luta é uma verdadeira estupidez de quem nao tem mais nada que fazer.
    Afinal elas lutam pelo quê?
    Eu tenho os meus ideais e não é por isso que ando a fazer estas figuras na rua, muito menos iria lutar pelo meu posto de "mulher" chamando-me de vadia!!!

    ResponderEliminar
  5. O legal é ver marxistas que não entendem o que é hegemonia...
    Coitados dos Homens, brancos, héteros e cristãos, são tão oprimidos...

    ResponderEliminar
  6. Credo, fiquei com nojo e não aguentei ver metade das fotos.

    Eis aqui outra foto boa dos "privilégios" dos homens:

    http://24.media.tumblr.com/tumblr_m34kajkVtK1rsxy78o1_400.jpg

    ResponderEliminar
  7. Muito boa postagem, como de costume.

    Algumas coisas que me chamam a atenção:

    1-Tempos atrás, o Silas Malafaia, um pastor aqui do Brasil bastante proeminente, disse que os Católicos - em desagravo ao uso de imagens de Santos em passeata de orgulho gay - deveriam cair de pau em cima disto. O que ele visou dizer é que deveriam condenar, e buscar até os meios judiciais para isto. Os gays fizeram o escândalo típico e já esperaram, e disseram que ele estava promovendo o uso da violência física contra os gays. Ele foi formalmente indiciado, processado, mas inocentado, e o juiz fez um belo discurso ao isentá-lo de culpa.

    Agora eis que me deparo com a foto 45, em que claramente é uma apologia de apedrejar o machismo. Ou, melhor colocando, os homens. Isto nenhum esquerdista nota nessas horas...

    2-Como sempre, foi uma passeata abortista, visando direitos que não são lícitos a mulher. Queria ver a ci menoni e o mangina dela negarem isto agora.

    3-Numa das fotos, elas dizem que roupa não define caráter. Que saiam então com uniformes nazistas e portando suásticas, para ver se define ou não.

    4-Numa das fotos, há um cartaz de o governo não ser dono do útero. Ora, a minha casa está em meu nome, eu posso ser o proprietário legítimo dela. E ainda assim, eu não posso transformar minha casa em bordel, em boca de fumo, em motel de pedófilos, em masmorra para tortura e assassinato. É evidente que as feministas não querem liberdade legítima, mas descompromissada e anárquica. E materem assim os nenéns que são reféns inocentes em seus ventres.

    5-A foto 32 mostra uma professora. Por essas e outras, pais, busquem o home schooling. Os professores aqui do Brasil são ineptos, desqualificados, agentes do esquerdismo. Levar seu filho para um colégio onde ele terá aulas gráficas de educação sexual, aprenderá a como "calçar camisinha", que a masturbação é algo benéfico, onde será mandado colher esperma no banheiro para análise em classe, a ouvir que homossexualismo é bom, bonito e de igual valor a qualquer forma de sexualidade, é tão ruim quanto entregar seu filho a um predador sexual tarado que ensinará obscenidades a ele. Simplesmente não há diferença, entre matricular uma criança num colégio Brasileiro, e deixá-la passar um período com um pederasta.

    6-A foto das gordas protestando é realmente hilárias. O que elas querem? Impor o padrão estético delas? Forçar os homens a se casarem com gordas e preferirem-nas? O homem agora deve sentir-se culpado em preferir mulheres com formas melhor encorpadas do que excessivamente acima do peso? Isto é bem hipócrita, sabiam? Por ali há lésbicas que não se importam de dizer que preferem exclusivamente mulheres, à exclusão dos homens. Nem por isto os homens montam uma "marcha dos excluídos" protestando contra as lésbicas. Agora, um homem preferir uma magra ou uma só um pouco preenchida é algum tipo de crime e opressão contra as gordas.

    7-A foto 30 é ótima. Se aquilo é uma marcha de vadias, e ela diz que a pessoa veio do útero dela, então ela chamou todo mundo que viu a cena de filho da...

    8-Minha predileta foi a foto 42, que eu gostaria de com prazer esfregar na cara da ci menoni, que depois diz que os homens tem parcela de culpa em tentarem não impedir a mulher de abortar. Cansei de bater nesta tecla na outra reportagem da marcha. As feministas lutaram com todas as forças não só pelo direito de abortar, mas em tornar isto uma decisão única da mulher. A maioria dos homens nem deve saber que a mulher engravidou e abortou. Se é feito na ilegalidade, ela não conta para quase ninguém. Se é feito pelos trâmites legais, a decisão é só dela. E um homem que transa irresponsavelmente com um desconhecida, sem nem deixar um telefone ou caixa postal, apesar de canalha, não é culpado por um desdobramento de aborto. A decisão é sempre dela, e o único ponto determinante.

    ResponderEliminar
  8. Observe também, camarada, que o ódio por homens também está explicitado num fato, mulheres são feministas, homens são só simpatizantes. Não são aceitos homens no feminismo que supostamente luta por igualdade. "Não pode ter masculinismo, secretaria dos homens porque o feminismo não briga por supremacia, é direitos iguais" ou seja, nós temos que aceitá-las como nossas representantes e ao brigar por direitos para as mulheres isso de alguma forma mística e oculta que não compreendemos por não sermos iniciados no feminismo esotérico é igualdade.

    ResponderEliminar
  9. Excelente trabalho, parabéns!

    Uma resposta à altura, um baita "cala a boca" para essas vadias feministas!

    Um bando de mulheres feias, estúpidas, pervertidas, ignorantes, nojentas, analfabetas e retardadas (adjetivos cumulativos ou não) com um grupinho de efeminados igualmente imbecis!

    O feminismo precisa ser desmascarado como um movimento de ódio e de inveja contra os homens.

    Sinto muito, mas isso não é o fim. As novas gerações já estão sendo pervertidas pelo veneno marxista pelas próprias feministas em casa e nas escolas.

    As mulheres ainda hão de quebrar muito a cara com esse ódio e essa desconfiança contra nós (culpa em parte dos cafajestes e em parte das próprias mulheres, que se deixam envolver por eles ou os preferem - são os caras com "atitude" - aos bons rapazes ,"betas", "ômegas" e outras letras, além de se lançarem aos braços dos bandidos graças ao comportamento de...vadias - excesso de exposição dos corpos, frequência a lugares de risco como bares e discotecas, excessiva liberdade, bebidas, farras, etc. Que tratem de escolher melhor suas companhias avaliando o caráter dos homens, não os seus bens.

    Enquanto são jovens, vão divertindo-se com seus corpos, seus salários (para torrarem seu dinheiro em gastos imbecis e irresponsáveis ao invés de investirem em um patrimônio que favoreça a formação de sua família ou mesmo um investimento em sua educação), seus sonhos de paraísos terrestres marxistas, suas revistinhas feministas (Cláudia, Lola, Nova, Marie-Claire, etc), suas roupinhas e maquiagens, etc.

    Depois, curtam a ressaca da solidão e do desprezo (a começar por parte das próprias "amigas" - um bando de falsas com mentalidade adolescente)...e da inveja quanto às gerações mais novas, que tomam o "poder" e que cairão no mesmo buraco.

    São essas que acham que a administração dum lar ou duma empresa deve ficar em suas mãos... Que homem ou empresário gostaria de ter "isso" como sócia? É essa a liderança que querem exercer - a destruição do patrimônio e do matrimônio, o afundamento da civilização na promiscuidade, na permissividade, na corrupção das instituições e desmoralização das famílias, no genocídio de inocentes abortados, os quais não tiveram o direito de decidir pela própria vida nem pelos próprios corpos?

    Aborteira é como um motorista de ônibus (=autocarro?), que resolve matar seus passageiros por sua direção irresponsável. Que pensariam os inocentes passageiros disso? Por que o motorista acha que pode matar aqueles que carrega e transporta?

    Isso vai acabar, sim. É só uma questão de tempo...Mas demorará mais do que imaginamos. É preciso chegar ao fundo do poço primeiro (estamos chegando lá mas, primeiro, as feministas ainda precisam conquistar os privilégios de bancarem uma família sozinhas, de irem para uma frente de combate, de defenderem-se com suas próprias mãos dos agressores, de realizarem serviços perigosos e insalubres, etc). Os empregadores, os banqueiros e a maçonaria da nova ordem mundial precisam festejar mais essa queda primeiro: muito lucro com o excesso de mão-de-obra (e menores salários), muitas p#%@s disponíveis para cafajestes, sociedade desunida sem condições de resistir a pilantragens dos políticos, bastantes famílias desajustadas a fornecerem um grande mercado consumidor de drogas e pornografia...Claro que alguém vai querer lucrar com isso!

    Façamos a nossa parte: neguemos qualquer atenção a uma feminista. Que busquem a companhia de seus bichos de estimação e de outras feministas!

    E se querem justiça contra as cachorradas dos pais, maridos, estupradores etc, que a cobrem deles, não de gerações posteriores ou do homem mais próximo, pois agir dessa forma é tão justo e covarde (aliás, covardia é a marca registrada das feministas) como querer espancar um jovem e pacato turista alemão pelos crimes do Hitler.

    ResponderEliminar
  10. Caramba mano... Me arrepiei com esse texto. Demais! Parabéns!
    Graças a Deus que somos a maioria. Esse tipo de mulher não se valorizar e quer ser valorizada... são muitos contraditórias.

    Essas mulheres recalacadas, frígidas, feias, frustradas... Não representam as mulheres de honra, de bem, de princípios...

    Mais uma vez, parabéns!

    ResponderEliminar
  11. fantastico, a nossa sociedade esta caminhado a passos largos para a total degeneração, as feministas ateias se esquecem que muitos cristãos tombarem em constatinopla, na idade media, para defender as mulheres ocidentais do imperio otomano, se não fossem os bravos homens cristãos, hoje todas estariam usando burca e sendo apedrejadas em praça publica, e e assim que nos pagam, com sexismos e querendo trasformar os homens em androgenos, mas graça a deus temos homens honrados como os que idealizam este blog, para resistir , parabens senhores !!!

    ResponderEliminar
  12. O privilégio masculino é neste caso, a menos que esteja preso, você nunca vive com medo de ser violado. Não é alvo de piropos na rua que o fazem sentir incomodado. As mulheres vivem com isso todos os dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Christina,
      O privilégio masculino é neste caso, a menos que esteja preso, você nunca vive com medo de ser violado.

      Tu vives com medo de ser violada onde quer que te encontres rodeada de homens? Ficas em pânico e temes ser violada a qualquer momento?

      A tua vida deve ser um stress constante visto que um pouco menos de metade do mundo são homens.

      Não é alvo de piropos na rua que o fazem sentir incomodado.

      Sem querer justificar aquilo que de facto pode ser incomodativo, tu acreditas que ser apreciada pela sua beleza é uma "desvantagem" para as mulheres?

      As mulheres vivem com isso todos os dias.

      Oh, o sofrimento.

      Sem dúvida que receber assobios por ser bonita é bem pior que perder uma perna ou um braço numa guerra.

      Eliminar
    2. É a histeria de achar que cada homem é um tarado estuprador. Quantos já estupraram você só este ano? Nenhum? Ah, bom...

      Os homens ao redor não vão além de assobios ou gracejos? Bem diferente de estupros ou atentados ao pudor, não?

      Há outros perigos para os homens: se assaltados, a probabilidade de serem mortos ou gravemente feridos é muito maior do que se fossem mulheres (os bandidos não consideram mulheres, ao contrário dos homens, como ameaças de reação ao roubo). Se mais jovens, podem ser estuprados por um homossexual pedófilo. Podem ir a uma guerra, enfrentar tiroteios com marginais, arriscar a vida em operações de busca e salvamento, etc).

      Pobres mocinhas! Se estiver tão perigoso aqui fora, não saiam de casa! Um bom motivo para se tornarem donas-de-casa, não é mesmo? Ou freiras enclausuradas...

      Eliminar
  13. Há tempos que não lia seu blog. Essa postagem foi indicada providencialmente depois de uma discussão que tive com colegas de faculdade e de fora dela, no facebook, por eeu não concordar com a marcha das vadias e com o feminismo.

    É frequente que pessoas com este tipo de visão procedam de uma forma peculiar, no que noto:

    1. dizer que a pessoa precisa estudar mais ou se informar
    no caso em tela, eu já compareci a reuniões destas senhoras feministas, já li sobre o assunto e ouvi palestras exaustivas, tudo para poder dizer "sim, eu estou informada, e minha opinião difere da apresentada"
    2. buscar argumentos ofensivos ou intimidadores, geralmente tentando fazer com que a vítima da ofensa se exalte e acabe por ser indelicada ou grosseira, isso é particularmente útil para que se façam de vítimas do preconceito posteriormente se o intento funciona
    3. sair do campo (parco) da ideologia ou estudo discutido radicalmente e distorcer tudo em uma ofensa pessoal contra a pessoa que emitiu opinião

    as vezes os métodos são mais requintados, mas no geral, é isso que ocorre, e ocorreu comigo só por postar algo em um conceito próprio, e até bem humorado, sem a intenção de criar atrito, simplesmente ser irônica, mas aparentemente há muitas pessoas que não levam a liberdade de pensamento a sério ou então não sabem o significado de "levar na esportiva".

    eu tento ser moderada, para mim as pessoas merecem respeito, e realmente sofro quando elas não agem da mesma forma, o que é mais frequente que eu gostaria.

    bem, eu falei demais, mas pensei que isso complementaria bem a sua postagem, então deixo o link da situação para quem quiser ver até onde vai falta de diplomacia das pessoas enquanto eu tento não criar brigas com quem quer que seja.

    https://www.facebook.com/?ref=logo#!/ladybaginski/posts/234890919955832

    Boa semana.

    Cibele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cibele,

      Achei engraçado o título do tal post, mas não consigo comentar lá.

      Eliminar
    2. Finalmente uma compatriota que pensa! Parabéns!

      Eis a hora de mostrar a força dos (seus) argumentos e degustar os argumentos (delas) da força...

      Avante, sem temor!

      Eliminar
  14. O machismo mata, o feminismo nunca matou rs. A logica delas é esta se o homem é machista e mata aí a culpa é do machismo, se uma mulher é feminista e mata aí ela não é feminismo. Como o feminismo não mata se é sectarista, hegemonico, se diz clamar pelo fim do "machismo" mas so luta por privilegios e regalias femininas, se elas mesmas dizem que os homens devem lutar por seus direitos o que em sí é sexismo, pois a verdade é, se uma mulher intoxicada por esta ideologia hegemonista feminista MATA a alguém que não pertence a seu grupo, no caso genero, isso é feminismo sim, sem contar o que citado no texto, sobre abortos.

    ResponderEliminar
  15. Quando não se há debate politico suficiente pra se colocar uma posição, o discurso acaba se tonando vazio. Foi somente isso que percebi nesse texto, um discurso vazio sobre um tema tão amplo. O que vi nesse texto foi o total desconhecimento do que é e o que representa o Feminismo e quais as reivindicações do movimento. As mulheres que compões a Marcha da Vadias não odeiam todos os homens, elas apenas querem ser tratadas iguais aos homens, sem nenhuma distinção. Hoje metade da classe trabalhadora é feminina, e ainda assim as mulheres continuam com os menores salários. E quanto aos privilégio dos homens: não adianta colocar fotos de homens, que são agredidos por outros homens, em uma disputa ridícula de poder, como em guerras. Os dados de violência contras a mulheres, praticado por homens, é muito mais absurdo, a cada 2 minutos uma mulher é agredida, só enquanto eu escrevo este texto, quase 5 mulheres já foram agredidas e estão com seus rostos tão deformados quanto desse soldados que você coloca.

    e ao contrário do que diz, uma mulher usar a roupa que lhe faz sentir mais confortável não deve gerar uma estupro, ou seja, essa ação não deve gerar uma consequência. Esse debate não é sobre sexo, não é sobre quem é melhor, se o homem ou a mulher, esse debate é sobretudo, sobre violência, sobre o combate ao machismo.

    Não dar pra fazer todo o debate politico necessário em um único comentário, mas se quiser, lhe convido a conversar mais sobre o assunto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luan

      O que vi nesse texto foi o total desconhecimento do que é e o que representa o Feminismo e quais as reivindicações do movimento.

      Feminismo = supremacia feminina; o uso da psicologia feminina como forma de avançar os interesses da esquerda militante; movimento sexual (lésbico) e político usado como forma de destruir a estrutura família. Nós sabemos o que o feminismo REALMENTE é.

      As mulheres que compões a Marcha da Vadias não odeiam todos os homens, elas apenas querem ser tratadas iguais aos homens, sem nenhuma distinção.

      Então se querem ser tratadas como os homens, elas têm que saber que há acções que geram reacções negativas.

      Hoje metade da classe trabalhadora é feminina, e ainda assim as mulheres continuam com os menores salários.

      Isso é porque elas produzem menos que os homens.

      http://omarxismocultural.blogspot.pt/2012/03/impureza-ideologica-do-jose-manuel.html

      E quanto aos privilégio dos homens: não adianta colocar fotos de homens, que são agredidos por outros homens, em uma disputa ridícula de poder, como em guerras.

      AS guerras são feitas para proteger toda a sociedade (incluindo as feministas).

      Os dados de violência contras a mulheres, praticado por homens, é muito mais absurdo,

      Os dados da violência, practicada pela mulher de hoje, está a tornar-se um absurdo também.

      a cada 2 minutos uma mulher é agredida, só enquanto eu escrevo este texto, quase 5 mulheres já foram agredidas e estão com seus rostos tão deformados quanto desse soldados que você coloca.

      Quantas dessas mulheres foram agredidas por outras mulheres? Quantas foram agredidas por homens em legítima defesa? quantas foram agredidas pela parceira lésbica? Infelizmente, como é normal na lucrativa indústria da violência doméstica, isso não nos é dito.

      e ao contrário do que diz, uma mulher usar a roupa que lhe faz sentir mais confortável não deve gerar uma estupro

      Onde é que eu disse isso, ó mentiroso? Quem é que disse que uma mulher com roupa provocante DEVE gerar um estupro?

      ou seja, essa ação não deve gerar uma consequência.

      Essa acção não deve gerar consequência, mas gera. Do mesmo modo, se eu deixar o meu carro destrancado numa zona perigosa da cidade, eu não estou a pedir para ser roubado. Mas posso ser roubado. Cabe-me a mim tomar cuidado.

      Do mesmo modo, uma mulher que se veste de modo provocante perto de homens potencialmente perigosos não está a pedir para ser violada, mas isso acontece. Ela tem que se precaver.

      O que se passa com as burras feministas é que elas confundem O QUE ACONTECE com o que DEVERIA acontecer.

      Esse debate não é sobre sexo, não é sobre quem é melhor, se o homem ou a mulher, esse debate é sobretudo, sobre violência, sobre o combate ao machismo.

      Volta a ler este post e diz-me de que forma é que mulheres com o seios à mostra combatem a violência. Quantos estupros as marchas das vadias já impediram?

      Eliminar
    2. Dá para usar roupas confortáveis sem se vestir como uma vadia. Vai dizer-me que roupas apertadas ou decotadas são confortáveis?

      A violência contra os homens é muito maior do que a cometida contra as mulheres (no Brasil, há cerca de 10 homens assassinados para cada mulher assassinada).

      As vadias não odeiam tanto os homens; odeiam-nos mais do que você pensa, Luan, ao ponto de desejarem varrer-nos da face da terra. Elas já o fazem com os abortos, um verdadeiro genocídio!

      Elas ganham menos? Deveriam trabalhar melhor ou arriscar-se em profissões melhor pagas. Seu diploma de Economia foi comprado onde?

      Querem ser tratadas como os homens? Que tal dar-lhes o direito a servir às forças armadas, a obrigação de bancar suas famílias sem a choradeira que promovem quando o têm que fazer, revogar as leis que as beneficiam (aposentadoria na mesma idade, revogação de punições mais graves para homens que as agridem, competição mais acirrada pelo mercado de trabalho, proibição de trabalhos perigosos e insalubres, etc)?

      O discurso não está vazio, Luan; vazio é o que se encontra entre suas orelhas!

      Eliminar
    3. Ah, então quer dizer que as feministas querem apenas ser tratadas iguais aos homens? Pois muito bem.

      O dia que eu ver uma feminista lutando para ter o tempo de contribuição e de idade iguais aos do homem para se aposentar, para não terem qualquer privilégio na hora de serem salvas em situações de risco, de terem alistamento militar obrigatório e uma lei que pune especificamente a violência doméstica de esposas contra maridos, aí sim podemos começar a conversar.

      Feminismo é exigência de direitos sem os respectivos deveres; apenas isso.

      Eliminar
    4. Luan, você conseguiu expressar exatamente o que é o feminismo.
      O pessoal desse blog confunde muito Feminismo com FEMISMO [que esse sim é igual ao machismo, que prega o ódio contra os homens].
      A intenção da marcha foi chamar a atenção para um problema ignorado durante anos: A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER !
      Ou será que tem alguém aqui que NUNCA teve uma mãe, irmã, vizinha, namorada ou conhecida que tenha sido estuprada?
      Ninguém aqui viu o caso da Eloá? Ninguém aqui viu nenhuma notícia onde o namorado/marido/companheiro matou a mulher por ter sido rejeitado?
      O fato é que criticar um movimento onde as mulheres saem com os seios a mostra pra lutar por direitos é fácil. Já o carnaval ? Quem que protesta contra? Porque ? Afinal, é cultura né ...
      Feminista não odeia homem. Tanto é que na marcha os homens caminhavam ao lado de namoradas e esposas. Vocês aqui que são contra as mulheres feministas também estão contra os homens que apoiam o movimento.
      A questão principal não deveria ser o movimento feminista.
      A questão principal devia ser a luta contra a violência, de todos os tipos: desde violência domestica à violência nas ruas onde TODOS [independente de sexo, raça, cor e credo] estamos sujeitos.
      Se você[s] são contra o feminismo, tudo bem. Mas então criem um movimento contra a violência e parem de espalhar ódio [que é o que eu vejo em muitos posts e comentários nesse blog].
      Deveríamos nos unir para parar a violência e não atacar qualquer movimento, seja ele qual for, com palavras de nojo, ódio ou repudio.
      Antes de divulgar ideias assim, deve ser analisado que bem que isso traz para TODOS nós.

      Eliminar
    5. Alguém poderia argumentar (erradamente) que o fato de mais homens do que mulheres serem vítimas de assassinato é uma prova de "preconceito contra os homens". É evidente que não é assim.

      Da mesma forma, os estupros contra as mulheres não são prova de preconceito da sociedade contra mulheres (mesmo porque a sociedade é 50% feminina). Estupros como assassinatos não são obra da "sociedade". A imensa maioria das pessoas jamais assassinou ninguém, e a imensa maioria das pessoas jamais estuprou ninguém. Uma porcentagem pequena das pessoas cometeram esses crimes. Eles os cometem porque não respeitam nem a vida, nem o bem-estar de ninguém. Como sabem que não serão nem impedidos nem punidos (e sabem disso porque percebem que a maioria dos criminosos não é impedida nem punida), eles não sentem receio de agir assim.

      O que isso tem a ver com "preconceito contra as mulheres"? Nada! O que você pensa que os homens (cuja maioria você chama de machistas) sentem se alguma mulher da sua família ou amiga é estuprada? Tristeza e ódio contra o criminoso! Qual a culpa da imensa maioria dos homens a respeito desse crime? Nenhuma! Esse crime, como todos os crimes, é resultado da incapacidade das autoridades de impedir que criminosos ataquem as outras pessoas.

      Entenda que o Brasil é um dos países mais violentos do mundo. E continuará sendo, porque ninguém quer perceber as particularidades que levam este país a ser assim. A recusa em perceber a natureza do problema só pode resultar na sua não solução.

      Eliminar
  16. Como já sabes, repudio tudo que tem neste post! exceto o 'privilégio' dos Homens nas últimas imagens.

    Desde quando o feminismo liberta alguma coisa? Estão mesmo é acabando com o a família e o mundo!

    Estou perdendo a capacidade de me indignar com isso tudo!
    Excelente trabalho, Lucas!


    Abraços

    ResponderEliminar
  17. Parabens pelo post,muito conteudo,muito argumento e muita informação.

    Feminismo nunca foi e nunca será femismo.

    feminismo = destruição da familia,dos valores morais e da dignidade humana.

    ResponderEliminar
  18. http://noticias.terra.com.br/brasil/fotos/0,,OI205082-EI306,00-Marcha+das+Vadias+chega+a+Joao+Pessoa+veja+fotos.html

    Veja está foto onde uma suposta mãe com o filho pequeno sobre os ombros segura um cartaz com os dizeres : " Filho de vadia com orgulho".

    Como podem fazer isto com uma criança pequena inocente que nada entende dos dizeres desta funesta frase. O pobre menino é mostrado como filho de uma vadia e feliz com a situação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando ele crescer e vir tal fotografia, ele se juntará a nós!

      Eliminar
  19. Uma boa definição da marcha das vadias

    ResponderEliminar
  20. O que vi nesta postagem me pareceu por demais vazio, sem concretude e muito preconceituoso.
    Você diz: "Desde o início que as marchas das vadias se revelaram um circo sem qualquer tipo de sentido tendo em conta a forma como as mesmas surgiram." Então é totalmente sem sentido se revoltar com a violência que nós mulheres sofremos todos os dias? Talvez faça sentido pra um machista que um policial aconselhe mulheres a não se vestirem como "vadias" pra não serem estupradas. Como se a culpa da violência fosse da mulher, como se a mulher desejasse aquela violação. Acontece que a culpa da violência do homem e da sociedade. Sim, da SOCIEDADE. Culpa da sociedade que aliena, que oprime, que submete a mulher uma inferiorização nojenta, nos pagando salários mais baixos, querendo ter controle sobre nosso corpo, nos segregando.
    Você diz que é "ataque ao cristianismo" a frase: "Não vim da sua costela, você que veio do meu útero". Vamos aprender biologia básica: todos viemos de um útero! É lindo o livro do Genesis, mas me desculpe, eu não saí de nenhuma costela. Nem qualquer outra mulher. Acredito profundamente em Deus, só não acredito nessa besteira de vir da costela de Adão.
    Você diz: "O uso de crianças numa marcha onde estão presentes mulheres em trajes menores é algo condenável." Primeiro que as crianças não estavam sendo usadas; e segundo, pra que nudez maior do que a do carnaval?
    Você diz: "Levando em conta que o feminismo promove o aborto, e como todos os abortos matam um ser humano, é seguro dizer que o feminismo tem as mãos cobertas de sangue inocente." O feminismo não promove o aborto. O feminismo quer garantir o direito ao aborto para aquelas mulheres que desejarem interromper a gravidez. Já que, uma vez descriminalizado o aborto, NENHUMA MULHER SERÁ OBRIGADA A ABORTAR, apenas dará àquelas que desejarem abortar total suporte para tal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mariana, você não acredita em Deus. Você não acredita sobre o que Ele ensina sobre a origem e o fim do ser humano. Crer no feminismo marxista faz de você uma atéia satanista.

      Eliminar
    2. As pessoas vêm de um útero mesmo...que antes precisou ser enchido de esperma.

      Eliminar
    3. Concordo totalmente com a Mariana. Embora acredite que ainda falta muito a ser conquistado, o feminismo libertou e ainda está libertando nossa sociedade.

      Ainda bem que as pessoas tem a chance de mudar e de evoluir. =)
      Eu não sou totalmente adepta ao feminismo, porque muitas feministas exageram, mas eu gosto de muitas coisas.

      Eliminar
    4. Mariana

      E porque uma marcha como essa faria decrescer a violência contra as mulheres? A maioria dos homens estupra mulheres? Não! Os bandidos vão ficar comovidos e deixar de estuprar? Não!
      Entenda o seguinte: Onde quer que hajam muitos crimes violentos (assassinatos, tentativas de assassinatos, agressões, assaltos) há também muitos estupros. Aqueles que sentem-se livres para matar, agredir, constranger pela força, certamente se sentirão livres também para violentar.

      Quanto à violência doméstica, ocorre em todos os sentidos, homens contra homens (a maior violência contra gays vem dos próprios parceiros), mulheres contra mulheres, homens contra mulheres, mulheres contra homens, todos contra os velhos, e assim por diante.

      Além disso, há muitas mulheres que sofrem violência de seus companheiros, mas nada real as prende nessa situação. É a falta de bom referencial masculino da menina que a faz crescer como uma mulher que apanha do marido. Conheço um caso assim, uma mulher que casou com um bêbado, contra a opinião de todos, e ficou décadas sofrendo todo tipo de abuso de um sujeito inútil, péssimo pai, péssimo marido, a quem ela sustentava. Ninguém a conseguia convencer a sair dessa vida. Sua prisão era na alma.

      Eliminar
    5. "O feminismo não promove o aborto. O feminismo quer garantir o direito ao aborto para aquelas mulheres que desejarem interromper a gravidez. Já que, uma vez descriminalizado o aborto, NENHUMA MULHER SERÁ OBRIGADA A ABORTAR, apenas dará àquelas que desejarem abortar total suporte para tal."

      Em nenhum momento você cita o bebê que é a principal vítima da história, sua feminazi hipócrita! Aborto não é escolha, é assassinato de um ser humano frágil, inocente e indefeso.

      Eliminar
    6. "O feminismo não promove o aborto. O feminismo quer garantir o direito ao aborto para aquelas mulheres que desejarem interromper a gravidez. Já que, uma vez descriminalizado o aborto, NENHUMA MULHER SERÁ OBRIGADA A ABORTAR, apenas dará àquelas que desejarem abortar total suporte para tal."

      Mariana Britto, em nenhum momento você fala do bebê que é a principal vítima da história, sua feminazi hipócrita. Se a mulher tem direito de escolha, cadê o direito de escolha do bebê? Ele não tem escolha? Nunca que aborto é uma escolha pessoal, e sim uma decisão unilateral de assassinar um ser humano frágil, inocente e indefeso. E sendo assassinato, deve ser CRIME.

      Eliminar
  21. Você diz: "Só que ser feminista não é um "favor a si mesma" mas sim um favor à elite globalista que usa a psicologia feminina para destruir a família." O feminismo não tem intenção de destruir a estrutura familiar, não tem intenção de destruir o cristianismo. As intenções do feminismo são: promover a igualdade entre os gêneros, lutar (e acabar) a violência contra a mulher, lutar (e destruir) a opressão contra a mulher, lutar (e acabar) o preconceito e o machismo.
    Você diz: "Sem surpresa alguma, a militância feminista e o lesbianismo andam (literalmente) de mãos dadas. Isto não deveria ser surpresa algum se levarmos em conta que para muitas feministas o acto íntimo entre um homem e uma mulher é uma forma de "opressão" para a mulher." Do mesmo jeito que tem homem que não gosta de mulher, tem mulher que não gosta de homem. O feminismo defende a liberdade sexual. Quem quer ser lésbica, ou gay, ou bissexual, ou transexual, ou assexuado é pq quer e pq escolheu isso. As pessoas escolhem aquilo que lhes parece ser o melhor.
    Você diz: "Uma mulher que anda com o sutiã e os seios à mostra no meio da rua revela problemas de carácter." Problema de caráter é ser corrupto, é mentir, é trapacear, é ser desonesto. Roupa não define caráter.
    Sobre mulheres que bebem você diz: "Não só é feio como é clinicamente auto-destrutivo e perigoso para a mulher." É lógico que é feio mulher bebendo né, só homem que pode. Meu caro, a ingestão de álcool é destrutiva tanto pra mulheres quanto pra homens, e terrivelmente perigoso pra ambos. Mas homem pode; mulher não. Isso pra mim é apenas MACHISMO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde está escrito que homem pode beber até cair? Onde está em todo este blogue uma frase que defenda o consumo de álcool ou que elogie ou que diga que não tem mal homem beber álcool só tem mal a mulher beber?

      Em relação às "mulheres bem comportadas" só me apetece rir. Agora funciona assim, muda-se o significado das palavras de modo a dar algum tipo de lógica (?) ao que foi escrito.

      Uma curiosidade, o feminismo preocupa-se com a violência contra a mulher apenas se vier por parte dos homens ou também se vier por parte de mulheres contra mulheres? Porque é engraçado, nunca vi isso nos vossos cartazes.

      Eliminar
    2. O objetivo do feminismo é fazer das mulheres um bando de débeis mentais. Veja a prova acima...

      Eliminar
    3. Diga-me onde se diz que homem pode beber até cair. Ninguém defende o alcoolismo aqui. Nem a promiscuidade sexual.

      Acho que quem bebe aqui, Débora, é você. Que lógica é essa? Você usa heroína?

      O feminismo é apenas um grupo de débeis mentais, cara Debbie Lloyd, que tenta achar uma justificativa para atacar os homens e usurpar-lhes as funções com a incompetência que é peculiar a elas.

      Qualquer argumento serve, ainda que o número de homens agredidos e assassinados por outros homens seja muito maior do que as mulheres. As feministas gostariam de fazer essa histeria (denunciar tais crimes) por nós também?

      Agora, se vocês se pegam com unhadas e puxões de cabelos, vocês merecem a mesma atenção que homens que agridem outros homens: nenhuma!

      Eliminar
  22. Sobre o cartaz "Mulheres bem comportadas raramente fazem história!" você diz: "Depende sempre da "história" que se quer fazer. Além disso, será que este cartaz está a apelar às mulheres que sejam "mal comportadas" como forma de "fazerem história"? Que tipo de mensagem isto passa às meninas?" Por mulher "bem comportada" se quer dizer mulher submissa, que aceita ser inferiorizada, que aceita ser oprimida. Mulher que não luta por aquilo que quer, que não luta pelos seus sonhos. Vamos aos exemplos! Você acha que Margareth Tatcher foi bem comportada? Não, ela não foi. Ela lutou contra o machismo e foi a primeira mulher a entrar no Parlamento Britânico e foi a primeira (e única) Primeira Minista da Grã-Bretanha. Não é preciso ir tão longe: você acha que nossa presidentA foi bem comportada? Ela lutou contra a Ditadura, foi presa, perseguida, torturada e é a primeira mulher presidentA da República Federativa do Brasil, e considerada umas das pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Forbes. A mal comportada Marina Silva, que aprendeu a ler aos 16 anos, e hoje, é uma das maiores defensoras do Meio Ambiente e dos direitos dos Índios, e é mundialmente respeitada. Quero ser tão mal comportada quantos elas! Que Deus me permita essa graça! Rezo por você amigo, ABRA SUA MENTE!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Presidente Dilma, do Brasil, participou de assaltos à mão armada e outros atos terroristas, e lutou, com seus companheiros, para dar um golpe de estado através da guerrilha e do terrorismo para implantar um regime despótico e sanguinário como o de Cuba, Coréia do Norte, China e URSS. Foi presa e alega, sem provas, que foi torturada. É uma incompetente e é elogiada pelos mesmos que promovem a desestabilização política, econômica e social no mundo. Lidera um bando de corruptos e está arruinando as classes médias e de pequenos empresários do Brasil. É "pai dos pobres" mas é "mãe dos ricos".

      Marina Silva é outra peste, financiada por ONGs estrangeiras e inimigas da soberania nacional.

      E a gostosona acima quer ser mal-comportada como elas? Mais uma brasileira ignorante e comunista!

      Aposto que ela é submissa ao patrão (ou perderá o emprego por mal comportamento). E é muito submissa à ideologia marxista, igualzinho a um boi numa boiada...

      Eliminar
  23. OS SOCIALISTAS, COMUNISTAS E NIILISTAS SÃO UMA PESTE MORTAL... Subprodutos: uniões gays, marchas das vadias, fêmen...
    Todos os S. Padres desde Pio IX, em 1846, após se certificarem das doutrinas dos socialistas e comunistas de caráter revolucionárias, atéias e marxistas e de pretensos ideais políticos e sociais, projetaram as mais veementes rejeições e condenações por seus anti cristianismo e alienanação de conteúdo, e complementando o enunciado acima que é do S Padre Leão XIII: ...QUE SE INTRODUZEM COMO A SERPENTE POR ENTRE AS ARTICULAÇÕES MAIS ÍNTIMAS DOS MEMBROS DA SOCIEDADE HUMANA, E A COLOCA NUM PERIGO EXTREMO - Encicl."Quod Apostolici Muneris".
    Assim, sequencialmente, incluindo-se o S Padre Bento XVI, reitera-o sobre esse mal que nos avizinha, com a sedutora dialética de supostos propósitos humanitários e fraternais; em termos, muito cativantes, no entanto, uma infernal cilada.
    Note-se que nos países onde se instalam, em nome da suposta igualdade e fraternidade praticam toda e qualquer atrocidade para alcançarem seus objetivos de poder opressor, materialista e ateu - Cuba, Coréia do Norte etc., os exemplos, e orientam-se sob o paradigma de os "10 mandamentos de Stálin", veja-os na net - nos quais se pautam para agir e alcançar as metas: "todos os meios justificam os fins" e "mentir", à consecução dos ideais revolucionários e poder é "virtude" a se imitar; tinham tempos atrás mais de 100.000.000 de mortos e o número é crescente sempre onde governam; na China, por ex., há seguidas denúncias até de indústrias de fetos dessecados, provenientes de abortos - mais as meninas - servindo de alimentação e outros macabros préstimos...
    Os candidatos e partidos socialistas e comunistas são arquiinimigos da Igreja Católica, por ela hostilizar o doutrinário marxista; os candidatodeles que se apresentar como católico, indo às Eucarístias e até comungando(!)... Ou mesmo cristão de qualquer denominação será apenas para angariar votos.
    Além do mais, de acordo com a pressão popular e conveniência própria da ideologia socialista mudam de posição, foi o caso aborto.

    Já o S Padre Pio XII, proferiu a seguinte sentença: "Desse modo, todos os católicos que prestarem favores ou se filiarem a partidos socialistas-comunistas, escreverem livros filo-comunistas ou revistas estão excluídos dos sacramentos; os que defenderem, propagarem ou declararem o materialismo dos comunistas estão excomungados automaticamente"; votar, por ex., é prestar favor.

    Todas essas duras condenações e mais reservam-se aos católicos desobedientes à Igreja, eleitores de candidatos e de partidos socialistas e comunistas defensores de aborto, pedofilia, uniões gays, indistinção sexual, etc. e que, além dos pecados pessoais, responderão ainda por terem se associado a Satanás e participante de suas obras.

    Aliás, Karl Marx pioneiro do comunismo era satanista.

    ResponderEliminar
  24. Não é de se espantar que a tal Mariana Britto tenha admiração pelas horrendas (em todos os sentidos) Dilma e Marina Silva. O parâmetro dela é dizer que tais mulheres estão obtendo destaque midiático, coisa que qualquer atriz de hollywood que mostre os seios ou esfregue a vagina na lente da câmera consegue também.

    Não importa se elas tiveram real êxito, ou se representaram uma causa digna, apenas se estão na mídia. Sendo assim, até uma panicat seria uma mulher de sucesso. E ao contrário do que as feministas podem querer retratar, ser comportada ou não é um estado de espírito, é a forma como a mulher conduz a vida, e não o caminho pelo qual ela opta. Uma mulher pode ser dona de casa, e promíscua. Pode andar quase nua pela rua, falar de forma baixa, ter diversos amantes. Do mesmo modo que uma mulher pode trabalhar fora sim, porém portar-se com total dignidade e decoro, seja no falar, vestir, proceder. Só na lavagem cerebral feminista existe este dilema de ser comportada ou ser fracassada. Seria o mesmo que impor a um homem o falso dilma de "ser honesto ou ser pobre", como se a única maneira de conquistar um padrão econômico superior fosse por meio pela desonestidade, e quando há muitas pessoas sujas, sem escrúpulos, que continuam na pobreza, como é o caso de peixes pequenos recrutados pelo tráfico, quase sempre com mortes prematuras.

    Tais discursos falsificados podem iludir cabeças fracas e facilmente ludibriáveis como a desta Mariana, mas não fazem a cabeça de mulheres realmente sensatas e inteligentes. Isto fica restrita às tolas ideológicas facilmente impressionáveis, que com 4 estômagos e um cérebro de herrbívoro - e não é pra menos que Lola e tantas outras são vegans ideológicas - acabam por diger quase qualquer coisa.

    Mariana, você nos pede pela abertura de mentes. Não, obrigado. Já vimos o que ocorreu no seu lamentável caso, em que o cérebro escorreu pelo orifício junto com o bom senso, a noção do ridículo e a capacidade analítica precisa. Por sinal, você usa todos os chavões. Chama de preconceituoso, de mente fechada, meramente porque não alimentamos as mesmas noções falsas que você tomou para si. Temos conhecimento do que falamos. Temos conceito sustentado, e não um mero palpite pré-concebido. Chamar alguém de mente fechada é propor um falso desafio ao intelecto da pessoa, tentando atingí-la em seu ego. Ou a pessoa fica com a idéia de que tem uma mente defeituosa, ou precisa abrí-la - leia-se, renunciar de padrões morais - para admitir algo aberrante. Hoje usam isto para forçar a sociedade a admitir casamento gay. Amanhã, usarão para legalizar uniões entre adultos e infantes. Pouco depois, entre seres humanos e bestas irracionais. Você leu a notícia no Julio Severo, recentemente postada, da Miss que pediu para sair de um concurdo, depois que os organizadores deixaram um homem parecendo ser mulher entrar? Ela está sendo intimidada com o mesmo discurso que você utiliza, de que não tem a mente aberta o suficiente. Quanto mais uma pessoa "abre a mente", o que ela faz é renunciar à própria inteligência, e meramente ir abrindo mão de preceitos morais. Tudo não passa de expressão talismâ. Não é realmente algo que pautado em intelecto, mas em moral. É uma forma de desconstruir a moralidade das pessoas, fazendo com que elas sintam vergonha, pois com isto pareceriam ter um problema em suas mentes. Quando o movimento gay imputa o termo homofobia, é a mesmíssima coisa, fazendo seus opositores serem caricaturados como doentes mentais, como insanos, como pessoas desequilibradas.

    Sobre as inteções do feminismo, eu sugiro que você leia com calma este blog, as inúmeras postagens aqui feitas, e descubra qual é a real intenção do feminismo, nas palavras das próprias autoras feministas. Recomendo um artigo recente sobre a Lola, e convido-a a ler. Já que você afirma ter a mente aberta e conceitos bem-fundamentados, não há razão para ter receio de fazê-lo, certo?

    ResponderEliminar
  25. Eu fico surpreso que você afirme que gays e lésbicas escolhem ser isto. Geralmente o discurso vitimista é de que é algo que eles não conseguem mudar em si. Você defende a liberdade sexual, mas até a sua liberdade possui restrições. Restrições aos estupradores, que você mesma condena, por exemplo. Você obviamente possui uma reprovação moral ao estupro. Por que não "abre sua mente" - como você mesma diz e cobra dos outros - com relação a isto? Você pode ter barreiras morais levantadas quanto a isto, impedindo a felicidade e satisfação sexual alheia, mas os conservadores não podem reservar para si os mesmos direitos - por sinal apoiados em religiões como Judaísmo, Islamismo, Catolicismo, Ortodoxia e diversos grupos Protestantes - para terem preceitos morais restritivos à certas condutas consideradas degradantes? A nossa moral restritiva, por vocês denunciada como repressora, admite liberdades sim. Já a sua dita liberdade, bem hipócrita, disfarça que possui sim restrições, ao estupro, por exemplo.

    E por sinal, você é bem desonesta intelectualmente. O agente canadense não disse que a culpa é da mulher nem que a conduta dela valeria estupro. Sò cabeças doentias entendem isto. Ele disse sim que trajes sumários atiçam mais os estupradores, que isto aumenta a probabilidade de um potencial estupro, exerce um magnetismo em agressoras. Ora, do mesmo modo que certas condutas podem tornar homens e mulheres mais propenso a sofrerem um assalto. Sugiro que leia os comentários de outra notícia sobre a mesma marcha das vadias, onde discorro exaustivamente sobre este tema.

    Você fala um bocado de erros, e preferi corrigir apenas os mais graves, mesmo porque o espaço é reduzido. Deixo como canto do cisne sua declaração de que aprovado o aborto, mulher nenhuma será obrigada a abortar. Que sandice é esta? É muito mais fácil um amante, ou mesmo os pais, compelirem a filha a fazer um ato que a lei encara como lícito, do que incriminarem-se forçando a fazer o que é criminalizado. Isto é coerência para ti...

    Ah, uma última coisa: Você nega a realidade mais clara diante de seus olhos, porque infelizmente você é desonesta intelectualmente. Como negar que crianças foram usadas? Está lá, claro, elas com corpos pintados, e segurando plaquinhas. Se isto não é usar crianças na marcha das vadias, O QUE poderia ser considerado usá-las? É muita desfaçatez negar isto. Não somos nós que precisamos abrir mente coisa alguma, é você quem precisa tomar vergonha na sua cara.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ótimo, Reli! Atestamos, para os devidos fins, que as feministas são um bando de débeis mentais. Kkkkk!

      Eliminar
  26. Citando:
    "Obviamente que se os papéis estivessem invertidos, e um grupo de homens apelasse à violência conta o feminismo, esses mesmos homens seriam publicamente condenados pelos seus actos. Agora, as "oprimidas" feministas não tem problemas nenhuns em fazer isso."


    Isso é uma deturpação dos direitos civis na atualidade, topei com um vídeo que descreve bem a indignação: http://www.youtube.com/watch?v=TE-FhdLEN64&feature=youtu.be (é em inglês mas está legendado em PT)

    ResponderEliminar
  27. As feministas nunca representaram as mulheres.Representram elas mesmas.Bom saber que existem mais mulheres nessa luta conosco.Gostaria de poder entrar em contato com elas.Grata.

    @Mariana
    Liberte-se do seu fanatismo.

    ResponderEliminar
  28. Colocaram religião no meio? Já perderam a razão.

    ResponderEliminar
  29. Cadê as mulheres contra o feminismo?? Só nós aqui?
    Mulheres contra o feminismo!!! :DD

    ResponderEliminar
  30. Muitas dessas bruxas das imagens (porque são horrorosas mesmo)já são conhecidas de outras marchas por aqui no Brasil, já as vi noutras imagens de paradas gays, marchas da maconha e outras tretas revolucionárias. Sabe o que penso? Que essa gente é paga para isso, pra fazer ativismo.

    ResponderEliminar
  31. Essa gente é paga pra ficar fazendo ativismo, fazem disso meio de vida. São sempre as mesmas pessoas que vemos em imagens de paradas gays, de marchas da maconha e outras estultícies revolucionárias.

    ResponderEliminar
  32. Outra coisa, o que é que pessoas que não são mulheres (pelo menos é o que o próprio movimento revolucionário sugere, que são uma "terceira via", um terceiro "gênero"), sapatãos ou lésbicas - como queiram - querem falando em nome das verdadeiras mulheres??

    ResponderEliminar
  33. Acho que as mulheres chegara a ser um dia mais fortes dos homens
    lógico
    Emanuel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será o dia em que as galinhas terão dentes, hahahahahaha!

      Eliminar
    2. As mulheres já são mais fortes que os homens, qual o homem que consegue parir? Carregar um ser durante nove meses dentro de si e depois para nascer, nem precisa comentar, que homem suportaria as dores do parto.

      Eliminar
    3. Lindaval:

      "As mulheres já são mais fortes que os homens, qual o homem que consegue parir? Carregar um ser durante nove meses dentro de si e depois para nascer, nem precisa comentar, que homem suportaria as dores do parto.


      É por isso que os testes físicos têm que ser reduzidos para acomodar as mulheres?

      Eliminar
  34. Cara ...a marcha até começou com uma boa intenção, mas deturparam tanto.
    A intenção inicial era conscientizar que estupro não era culpa da roupa que a vitima estava usando, até porque se fosse mulher de burca não seria estuprada. E por isso elas iam com pouca roupa, pois estava no contexto.

    Mas essas StrongIndependetWomanWannabe resolveram levar suas frustrações amorosas (/não encontram um cara perfeito como os livros e novelas ensinaram que existem) pra marcha.
    Elas não são verdadeiras feministas, são acomodadas que se recusam a aceitar que são betas mas ainda querem moleza na vida, de preferencia sendo sustentadas e com baba pros filhos.
    Feminista de verdade quando vê que ta ganhando menos no trabalho, mete processo sem medo ou procura outro emprego. Se um homem a chama de rodada ela ou diz que isso a deixou com ótima tecnica pra sexo ou procura outro. Pois a feminista real da em cima do cara sem medo de parecer vulgar...pois pra ela sim a vagina é dela e enquanto estiver limpinha é só da conta dela e o mais importante ELA SE CUIDA. Se precisar ir pro exercito encara sem temer pelas suas pobres e delicadas unhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kalhysha

      De boas intenções está o inferno cheio...

      Esses movimentos foram criados para destabilizar a sociedade e não servem em nada os interesses da mulher comum, apenas daquelas que são pagas para manter e gerir estes movimentos e aqueles que financiam esses mesmos movimentos.

      Eliminar
  35. Olha, não foi CRIADO pra isso. o.õ
    As feminazis e mulheres de tpm sem hobby pra extrapolar o stress do trabalho é que ferraram com o movimento pedindo por direito que ja tem e respeito meramente por serem portadoras de vaginas.

    Mas a primeira SlutWalk de Toronto foi completamente valida. Com objetivo e focada numa questão social que realmente fazia parte do interesse da mulher.
    Pois muita gente culpa a vitima por ter sido estuprada por causa das roupas que está usando. E nem precisa ser roupa de dançarina de funk para alguns ja a acusarem, as vezes apenas uma blusa justa ja é o suficiente se a menina tiver um corpo bonito.
    Graças a esse preconceito muitas mulheres não denunciam o estupro e criminosos ficam a solta. O nome foi meramente por causa da fala dum policial [ a Toronto Police officer, suggested that to remain safe, "women should avoid dressing like sluts."]
    A primeira marcha das vadias teve sim um objetivo decente. O objetivo de conscientizar as mulheres que elas não são culpadas por estupro e devem sim denunciar ao invés de se achar inferiorizada e desonrada por ter sofrido um crime.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kalhysha

      O movimento foi criado para isso sim, primeiro extrapolaram as afirmações do policia em questão e depois instrumentalizaram-nas para servir de pretexto para um movimento que é financiado e gerido por interesses, basta ver o que elas fizeram até hoje.

      O homem comum não tem qualquer intento violento para com o sexo oposto, portanto qualquer marcha das vadias não tem nenhum sentido a não ser ofender todos os homens chamando-os de violadores.

      só uma minoria de criminosos(psicopatas) é que tem esse intento, mas achas que eles ligam alguma para essas marchas?

      Achas que andar semi nua na rua a chamar violador ao homem comum vai melhorar alguma coisa a relação homem\mulher? pelo contrário vai prejudicar ainda mais, pois esse é o intento daqueles que financiam esses movimentos, corromper a sociedade a todos os níveis para instaurar aos poucos um controlo em todas as áreas da vida da pessoa comum.

      Deves julgar um movimento politico pelos seus efeitos e não por aquilo que aparenta ser.

      Basta ver os factos, só não vê quem não quer.

      Eliminar
    2. MArxV2 mas a primeira slutwalk não foi atacando homens. Foi atacando uma falacia da sociedade. Pois quem mais julga nessas horas são as próprias mulheres. Foi mais um movimento de ataque ao preconceito com as vitimas por parte não só de homens, mas de mulheres. Ninguém tava lá tentando conscientizar os homens a não estuprarem meninas de saias curtas. Estavam lá avisando as vitimas de estupro 'não foi sua culpa, não tenha vergonha, não se sinta denegrida'.
      Foram nas outras que começaram a atacar os homens como se fossem a raiz de todo mal.

      Eliminar
    3. Kalhysha

      Tens que me explicar que "falácia"e que "preconceito" é esse que as pessoas têm contra as vitimas...

      A sociedade não é culpada pelo que uma minoria de criminosos faz, se as pessoas julgam ou não isso depende da consciência de cada um, não podes controlar o que as pessoas pensam.

      Não é com cartazes e semi nuas gritando que se diz a uma vitima de um acto violento que a culpa não é dela, mas sim com tratamento clínico e entendendo todas as circunstancias que levaram a que tal acontecesse e entendendo a realidade dos factos para que a vitima possa ultrapassar esse episódio traumático e continuar com a sua vida.

      Estes movimentos começam de uma maneira e acabam de outra totalmente diferente é assim que funcionam ou seja aquilo que dizem no principio e aquilo que fazem no fim é totalmente diferente...

      Deves avaliar estes movimentos não pelas intenções mas sim pelos resultados.

      Eliminar
  36. http://4.bp.blogspot.com/-VEidqFWNWPk/T8lKOKx00bI/AAAAAAAAKuw/Z2YDHnFDWYs/s640/C_02.jpg

    Concordo bastante com esta imagem.

    ResponderEliminar
  37. Parabéns pela matéria que fez!!! Você disse tudo e mais um pouco que eu mesma pensava. Sou mulher contra essa marcha e acho isso vergonhoso e repugnante para mulheres. Toda vez que leio uma noticia dessa marcha sinto uma ENORME vergonha de ser mulher...

    ResponderEliminar
  38. Nossa, adorei esse artigo!
    Peço permissão para colocar em meu blog, é claro, com os devidos créditos.

    ResponderEliminar
  39. esse papinho de que mulher que quer ser igual a homem tem q ir pra guerra é meio furado porque há muitas combatentes de guerra, no Brasil são poucas devido ao pouco incentivo militar, mas em países como Israel o alistamento militar é obrigatorio para homens e mulheres e nos EUA as mulheres tbm possuem um certo contigente. Me desculpe mas tem muito homem aqui que vem com esse papinho e não sabe pegar em uma arma, então esse discurso de que "Nós Homens que lutamos na guerra e não vcs mulheres" é muito furado. Vcs não devem saber, mas em situações de guerra ou de emergencia tantos homens como mulheres que fazem parte de corporações militares e afins são obrigados a se apresentar imediatamente no agrupamento mais proximo, o treinamento militar para o homem e para a mulher é o mesmo e o preconceito com as mulheres em quartéis e afins tbm. Só não existem mais mulheres nas forças armadas pq ainda há muito machismo por baixo dos panos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mente como toda feminista.

      Geralmente, as mulheres não atuam na infantaria e em frentes de batalha. Só quando acabarem os homens [aí, até crianças vão para a batalha].

      O preconceito "inquestionável" feminista é de que as mulheres são iguais aos homens e têm de fazer tudo o que eles fazem. O curioso é que homens que querem ser iguais a mulheres são chamados de homossexuais; feministas, por quererem o mesmo, são lésbicas portanto.

      Se poucos homens sabem pegar em armas, o número de mulheres que o sabem é ainda menor.

      Eu, pelo menos, atiro muito bem de revólver e carabina - como todos os homens de minha família.

      Eliminar
  40. infelizmente o numero de mulheres que se interessa em saber atirar é pouquissimo, todos (homens e mulheres) deveriam aprender e poder andar armados mesmo, assim caso a mulher fosse sofrer alguma violencia na rua poderia revidar. Ainda bem que eu posso revidar, que tenho prática suficiente não só pra atirar mas para perceber as coisas ao meu redor, um estranho que se aproxima no farol ou no meu caminho a pé...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, deu pra perceber que não somos iguais, não é mesmo?

      Eu não me interessaria em ser professor de jardim de infância ou babá, por exemplo, pois não tenho a mínima competência para isso [como 99% dos homens]. Prova de que o feminismo é uma falácia, junto com qualquer igualitarismo.

      Parabéns, assim seu marido pode assistir ao futebol em paz.

      Eliminar
  41. vou repetir o que disse :
    Vcs não devem saber, mas em situações de guerra ou de emergencia tanto homens como mulheres que fazem parte de corporações militares e afins são obrigados a se apresentar imediatamente no agrupamento mais proximo, o treinamento militar para o homem e para a mulher é o mesmo e o preconceito com as mulheres em quartéis e afins tbm. Só não existem mais mulheres nas forças armadas pq ainda há muito machismo por baixo dos panos
    obs: infelizmente isso é verdade rs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Só não existem mais mulheres nas forças armadas pq ainda há muito machismo por baixo dos panos"

      Podes discorrer sobre isso? Sendo obrigatório para os homens e opcional para as mulheres, como pode afirmar que o machismo faz oposição às mulheres nas forças armadas?

      "obs: infelizmente isso é verdade rs"

      Não, é apenas sua opinião.

      Eliminar
    2. Não vou repetir a resposta que lhe dei. Leia de novo o que escrevi. Leia devagar, com pausa, tente compreender - se precisar, eu desenho para você entender. Sei que o analfabetismo funcional universitário é um fato no Brasil.

      Eliminar
    3. Só não há mais homens do que mulheres dando aulas em jardins de infância por causa do feminismo? Ou porque as mulheres são mais adequadas a tal função?

      Vamos, há coisas para as quais mulheres e homens são melhor capacitados e aptos!

      As feministas querem o salário das forças armadas em tempo de paz ou servir em exércitos que "passeiam" em tempo de guerra assimétrica contra inimigos mal-armados, como o americano no Iraque e Afeganistão, com todo aparato tecnológico a seu favor.

      Por que as feministas não fizeram fila para servir nos U.S. Marines ou U.S. Army na guerra do Vietnã? Não estavam protestando por "igualdade" na época?

      Ah, claro, era mais fácil virar hippie, queimar sutiã, participar de orgias sexuais ou se drogar em festivais de rock...

      Muitos homens não tiveram direito a essa "igualdade"; morreram, desapareceram, ficaram aleijados ou voltaram para casa com síndrome de stress pós-traumático. Por essa igualdade, vocês nunca protestaram!

      Feminismo é oportunismo, luta por privilégios e por supremacia.

      Eliminar
  42. Aproveitando o sucesso que esse tópico teve, se der, faça um outro da marcha das vadias 2013, que deve acontecer em breve.

    ResponderEliminar
  43. O texto começou interessante. Depois, partiu para generalizações, interpretações errôneas e preconceituosas, e daí, acabou me dando a mesma impressão do movimento o qual critica.

    Essa briguinha de feminismo x machismo parece coisa de quinta série, quando meninos e meninas não brincavam juntos. Enche o saco. É uma pena que o texto tenha entrado no clima da briga. Assim como o movimento, tinha tudo pra ser bom, mas se perdeu ao exagerar e generalizar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto começou interessante. Depois, partiu para generalizações, interpretações errôneas e preconceituosas, e daí, acabou me dando a mesma impressão do movimento o qual critica.

      Quais "generalizações" e "interpretações errôneas e preconceituosas"?

      Essa briguinha de feminismo x machismo parece coisa de quinta série, quando meninos e meninas não brincavam juntos.

      Onde é que o texto defende o que tu qualificas de "machismo"? TU leste bem o post?

      É uma pena que o texto tenha entrado no clima da briga.

      Que tipo de "clima" tu sugeres para com mulheres porcas que invadem igrejas e desrespeitam locais de culto Cristãos? Clima de amizade ?

      Assim como o movimento, tinha tudo pra ser bom, mas se perdeu ao exagerar e generalizar.

      Fico à espera que mostres onde estão essas "generalizações" e como elas são falsas.

      Eliminar
    2. Verdade, Fabi! As feministas atacam os homens com preconceitos, acusações falsas (de estupros ou agressões - muitas das quais provocadas por elas), criam briguinhas (infernizam os lares), generalizam (igualam homens de bem com os cafajestes que elas costumam amar como pais, maridos, namorados), interpretações errôneas sobre o papel da mulher na sociedade (certamente não é o de sair nua pelas ruas reivindicando o direito à promiscuidade e à violência contra os homens, nem por privilégios imerecidos), etc.

      Já que você percebeu a enganação do "movimento feminista", saia logo dele e caia na real: o feminismo é ódio contra os homens para destruir a confiança e a unidade da sociedade. Estamos fartos de vocês e suas frescuras!

      Eliminar
  44. Gostei do início da matéria. Eu pessoalmente sou mulher, sou pró liberdade feminina e igualdade de direitos dos gêneros e no entanto contra essa Marcha das vadias. Mas tenho que registrar que na medida que fui lendo achei desnecessários, implicantes e com um viés imbuído de certos preconceitos muitos dos comentários das fotos de protestos e cartazes desse movimento.
    É importante que se combata a libertinagem que pretendem essas vadias e simpatizantes, mas que seja feito de uma maneira mais equilibrada, despida de preconceitos pra não dar trunfos contra essa turma desequilibrada, sem senso de limites, de responsabilidade.
    Eu poderia citar exemplos, mas ficaria longo o post, e é melhor a subjetividade que assim (for o caso) cada um reflete seus próprios preconceitos.

    ResponderEliminar
  45. Nossa, nunca vi uma matéria tão estúpida em toda minha vida. Vocês são totalmente guiados por um falso senso comum, não entendem, não pesquisam sobre o assunto e saem vomitando besteiras na internet para outros idiotas também serem guiados pelo mesmo falso senso comum.

    Eu nunca vi um/uma feminista atacar um homem! Homens também são feministas e ainda existem mulheres machistas. O Feminismo prega igualdade entre o sexos e não a predominância da mulher sobre o homem.
    Se uma mulher pensa que um homem deve fazer determinada coisa, só por ser homem, ela também é machista. E se um homem acha errado uma mulher ganhar menos que um homem, SÓ PELO FATO DE SER MULHER, ele também é feminista.

    A pessoa que escreveu esse texto está preso em uma sociedade patriarca e machista e não faz questão de abrir os olhos pra violência que as mulheres sofrem até hoje.

    VERGONHA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara, nem vou perder meu tempo te rebatendo. Sério. A única estúpida aqui é você. O feminismo é pura misândria, em prol da extirpação do orgão genital masculino se deixar. Mas continue na sua ilusão arco-íris, sendo em prol do aborto, em prol do "todo homem é um estuprador em potêncial", coisas assim. Nojo de pessoinhas como você.

      Eliminar
    2. Você não é homem e nunca foi atacada por uma feminista. É claro, hostilizar homem deve ser tão comum e normal para você que nem deve perceber isso mais.

      Onde estão seus argumentos, Bruna? Só li clichês e rótulos, repetições de frases-feitas vazias, etc. Você é quem está sendo guiada por um senso comum distorcido e falso.

      O feminismo nunca fica satisfeito com a igualdade. Ele luta pela supremacia e pelo privilégio. E você caiu na tolice de cair nessa ideologia idiota. Quer ver?

      Mais de 50.000 assassinatos por ano no Brasil - e 90% dos mortos são homens. Você já abriu os olhos para a violência cometida pelos homens ou continua a delirar em sonhos? Vamos, Bruna, lute pela igualdade, queremos morrer menos como as mulheres, lute pela repressão contra os assassinatos dos homens! Pare de privilegiar as mulheres!

      Também queremos Lei Maria da Penha contra esposas que nos torturam psicologicamente, que espancam filhos, etc. Lute por isso também, Bruna! Isso se chama igualdade! Se for só para defender as mulheres, isso se chama luta pela supremacia feminina e seus privilégios.

      Até agora nunca conheci um único caso em que alguma mulher ganhe menos pela mesma atividade cumprida por um homem pelo simples fato de ser mulher - se muitas mulheres não trabalham fora de casa ou escolhem empregos de pior remuneração (carga horária menor para cuidar da família, trabalhos menos estressantes, etc.), é óbvio que, estatisticamente, em média, ganharão menos.

      Volte para a escola e aprenda a raciocinar antes de insultar os outros daquilo que você é!

      VERGONHA é o que eu sinto quando as mulheres do meu país escrevem tolices e se comportam de maneira insuportável graças ao feminismo!

      Eliminar
  46. Vadia menor de idade dá mais um alarme falso de estupro:
    http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2014/03/adolescente-forja-crime-para-mae-nao-descobrir-perca-da-virgindade-em-teresina.html

    ResponderEliminar
  47. cara isso é deploravel, como essas mulheres querem respeito se elas pregam violencia e imoralidades... Sao um bando de loucas querendo mostrar o errado como certo, isso deve ser o proprio demonio nelas e as professoras que sao feministas como elas vao educar as crianças desse jeito... E uma coisa o ser humano so quer ser o certo mas so faz coisas erradas.

    ResponderEliminar
  48. Só uma correção a esse texto (apenas UM dos inúmeros erros): O símbolo "\M/" não é de adoraçã oa Satanás. Você é que parece não saber o que o símbolo significa. Este símbolo na verdade tem vários significados, dentre eles:

    -Sinal da universidade do Texas
    -Mudra Indiana
    -"Eu te amo" em linguagem de LIBRAS.
    -Um gesto para repelir olho-gordo.
    -etc.

    Tem que analisar o contexto em que o símbolo foi usado. Eu sou totalmente contra o feminismo, mas esse texto contém várias falhas como essa. Aqui vai uma lista de alguns signifiacdos desse símbolo:

    http://fontefm.redefonte.com/2012/12/20/veja-os-varios-significados-que-o-sinal-do-chifre-com-a-mao-pode-expressar/

    ResponderEliminar
  49. Há, sobretudo depois da Revolução Francesa, cada vez mais gente querendo igualar as pessoas quanto às personalidades, igualar as ferramentas, os instrumentos musicais, as plantas, os solos, as estações climáticas, os gêneros, as aves com os répteis, e assim por diante.... tornando todas as mulheres vadias e todos os homens machistas.... será enfim a consagração dos clichês.

    “Um engano não se torna verdade por meio de ampla divulgação, nem a verdade se torna um engano porque ninguém a enxerga.” M.K.Gandhi

    A verdade não pode ser trazida para baixo; é o indivíduo que deve fazer o esforço de ascender até ela.

    A desinformação é terreno fértil para a disseminação da falácia, principal instrumento das forças diabólicas visando adquirir poder suficiente para escravizar e escravizar a humanidade às suas taras.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT