sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O que as feministas pensam das donas de casa


Se estas citações não te convencem que o feminismo é um grupo de ódio, então tu és uma feminista. 
.....................................................................
A dona de casa não é ninguém, e o trabalho doméstico é um trabalho sem saída. Pode até ter um efeito deteriorante na sua cabeça . . causando a que ela se torne incapaz de se concentrar numa só tarefa. Ela começa a parecer burra e enfadonha. Ser uma dona de casa causa a que as mulheres fiquem doentes." ~ Sociolóloga Jessie Bernard "The Future of Marriage", 1982.

As donas de casa são uma interminável série de filhas sanguessugas gritando "Dá! Dá!"— uma parasita que só devora, quando ela deveria alimentar, e alguém que tem a tem as mesmas aspirações que um Porquinho da Índia tem." ~ Charlotte Perkins Gilman, "Women and Economics: "A Study of the Economic Relations Between Men and Women as a Factor in Social Evolution", 1898.

Uma parasita a sugar a vida de outro organismo .- . . a dona de casa não caminha para a criação de algo durável . ..  O trabalho que a mulher faz dentro de casa não é directamente útil para a sociedade; não produz nada.  A dona de casa é subordina, secundária, parasítica. É para o seu bem que a situação tem que ser alterada de modo a proibir o casamento como uma "carreira"  para as mulheres.~ Simone de Beauvoir, The Second Sex, 1949.

As donas de casa são desmioladas e sedentas por coisas. . . e não pessoas. O trabalho doméstico ajusta-se na perfeição às capacidades das mentes débeis das raparigas. Isso prende o seu desenvolvimento no nível infantil, pouco menos que uma identidade pessoal com uma inevitável fraca consciência de quem é. . . . As donas de casa encontram-se perante um perigo análogo ao perigo que correram aqueles que caminharam para a sua morte nos campos de concentração. Os factores que levaram à destruição da identidade humana de tantos prisioneiros não foram a tortura ou a brutalidade, mas as condições similares àquelas que destroem a identidade da dona de casa americana.” ~ Betty Friedan, "The Feminine Mystique", 1963.

As donas de casa são criaturas dependentes que ainda são crianças . . . parasitas.~ Gloria Steinem, “What It Would Be Like If Women Win,” Time, August 31, 1970.

O trabalho do marido providencia mais ocasiões de desafio e de crescimento do que aquele que está disponível para a sua esposa, cujos horizontes encontram-se inevitavelmente limitados pela sua relegação para os deveres domésticos. Isto programa-a para a mediocridade e adormece o seu cérebro. A maternidade só pode ser uma curva temporária.~ Nena O’Neill and George O’Neill, "Open Marriage: A New Lifestyle for Couples", 1972.

As mulheres possuem um dívida incalculável perante Frieden devido ao seu livro The Feminine Mystique…. A vida doméstica não era uma história satisfatória para a vida da mulher inteligente.~ Elizabeth Fox-Genovese, "Feminism Is Not the Story of My Life", 1996.

Ser uma dona de casa é uma profissão ilegítima . . . Escolher servir e ser protegida, e planear ser uma geradora de família, é uma escolha que não deveria existir. O cerne do feminismo radical é alterar isso.” ~ Vivian Gornick, University of Illinois, “The Daily Illini,” April 25, 1981.

Enquanto a mulher for a cuidadora principal das crianças ela está a ser prevenida de ser um ser humano livre.~ Kate Millett, "Sexual Politics", 1969.

Enquanto a família, o mito da família, o mito da maternidade e o instinto maternal não forem destruídos, as mulheres continuarão a viver sob opressão …. Nenhuma mulher deveria ter autorização para ficar em casa e cuidar de crianças. A sociedade deveria ser totalmente diferente. As mulheres não deveriam ter essa opção precisamente porque se tal escolha existir, demasiadas mulheres a seguirão. Isso é uma forma de forçar as mulheres numa certa direcção.~ Simone de Beauvoir, “Sex, Society, and the Female Dilemma,” Saturday Review, June 14, 1975.

O feminismo era profundamente contra a concepção tradicional da forma como a família se deveria organizar uma vez que a existência de mães caseiras era incompatível com o movimento das mulheres. . . . .  Se 10% das mulheres americanas ficar em casa como donas de casa a tempo inteiro, isto irá reforçar a visão tradicional daquilo que a mulher deve fazer e encorajar outras mulheres a tornarem-se donas de casa - pelo menos enquanto os filhos são pequenos.  …. Se um número desproporcional de mulheres colocar uma pausa nas suas carreiras como forma de gerar filhos, ou se elas não trabalharem tão arduamente nas suas carreiras como os homens trabalham, isto irá colocá-las em desvantagem vis-a-vis com os homens, particularmente com os homens cujas esposas fazem todo o trabalho doméstico e todas as tarefas em torno do cuidar de crianças.…. Isto significa que, independentemente do que a feminista individual possa pensar em relação à actividade de cuidar de crianças ou tarefas domésticas, o movimento [feminista] como um todo tinha razões para desencorajar o trabalho doméstico a tempo inteiro.~ Jane J. Mansbridge, Why We Lost the ERA, 1986.



Portanto, da próxima vez que alguém disser que o feminismo se centra na "escolha" ou na igualdade,  apresentem-lhe esta pequena lista de citações feitas por feministas eminentes.


.

83 comentários:

  1. As feministas acusam as donas de casa de serem aquilo que as próprias feministas são e fazem: um bando de sanguessugas, fazerem coisas incompatíveis com a existência de mulheres e famíias, serem desmioladas e sedentas por coisas (as mulheres tipo "Barbie" que digam), paralisia cerebral e narcose cerebral, etc.

    Talvez elas também tenham inveja do trabalho do marido quando ele é um banqueiro, comerciante ou industrial podre de rico (ínfima minoria da população).

    Duvido que elas invejem o marido trabalhador braçal...

    Feminismo = atestado de imbecilidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pra você que é homem machista, acha que toda mulher tem que ser escrava em casa, pra voces terem dominio sobre a mulher. Pra mim homens machistas são medrosos, tem medo de sempre serem superados por mulheres muito mais inteligentes que vocês.

      Eliminar
  2. Dá-me imenso orgulho em poder também ser dona de casa, oras!

    Que pensamento mais ensandecido que criam para as donas de casa. Isso é coisa destas doentes mentais que querem transformar as mulheres em homens!
    Nós, também donas de casa, temos muito mais para oferecer aos nossos. Alguém tem que fazer esta parte, é o nosso papel. Mas quem, senão nós mulheres? Os homens? :)))
    Não ficamos burra, louca, doente e muito menos somos uma parasita. O contrário, somos o alicerce de tudo! Além do que, em casa, podemos fazer muitos trabalhos...e criar um mundo.

    Parasita são estas loucas que querem o reverso do mundo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pat, dou o maior valor para donas de casa. Trabalho fora e também ajudo minha mãe nos afazeres domésticos. Só tome cuidado para não ser preconceituosa com mulheres que optaram por uma carreira profissional em vez de dedicar-se exclusivamente ao lar. E outra, os homens aqui de casa tem que ajudar também, viu?

      Eliminar
    2. Mari, eu não estou dizendo que a mulher não pode trabalhar, estou dizendo que as donas de casa (integral ou parcial) não podem ser enxovalhadas como parasitas por estas mulheres que preferem ser carreiristas. Eu preconceituosa? Se estiver falando das feministas: mulheres que pensam e agem conforme o post acima, sim sou mesmo! Estas mulheres querem falar por mim e por milhares de outras mulheres que não aceitam a inversão de valores. Mas eu acho que você não leu direito o post...porque aqui quem está a ser preconceituosa são as mulheres carreiristas que dizem que as donas de casa são parasitas...lol.

      "... E outra, os homens aqui de casa tem que ajudar também, viu?.."

      Coitados! Tenho pena deles. Homens que deveriam estar a trabalhar e quando chegam em casa além de encontrar uma mulher feminista, encontram tarefas do lar... coisa que é OBRIGAÇÃO EXCLUSIVA da mulher. Esse mundo está mesmo sórdido! Já parou para pensar no que eles sentem ao estarem em casa a fazer também serviços domésticos? Se for coisas como trocar uma lâmpada, arrumar um cano e outras coisas perigosas e de competência masculina, tudo bem. Mas varrer chão, limpar pratos, lavar janelas, arrumar cama, cozinhar e afins... isso é pisar na masculinidade do Homem. Ele pode não dizer, mas isso afeta imenso o emocional dele. Prejudica até a vontade e empenho sexual de um casal.

      Quer fazer um teste? Se você for filha, oriente a sua mãe; se for casada, faça isso com seu esposo:

      -Comece a tratá-lo como HOMEM, ou seja, mantenha a casa limpa sozinha...
      -Cozinhe bem para ele e quando chegar do trabalho o abrace na porta de forma amorosa e sentindo realmente a sua falta e beije-o com afeto e olhe nos seus olhos.
      -Coloque a mala, bolsa dele no lugar
      -Deixe o banho dele preparado: ou seja, a toalha a mão e a sua roupa de casa estendida na cama. Se tiver frio, aqueça o ambiente para quando ele chegar estar acolhedor.
      -Enquanto ele toma banho você já está cheirosa, bem disposta e preparando a mesa para o jantar.
      -Quando ele sair do banho estarão os dois prontos para jantarem em casa juntos e ele pouco mais descansado.
      -Jantem sem falar de problemas...sorria para ele, lance olhares de carinho...
      -Depois, serve uma sobremesa e aproveite para conversar sobre o seu dia...como foi e se ele está bem.
      -Enquanto ele fica esticado no sofá ou na cama vendo sua programação futebolística ou jornalística, arrume as coisas na cozinha e volte logo para ele.
      -Deite na cama com ele e lhe abrace...então, ele estará muito disposto a saber sobre você...vai te mimar.. te fazer carinhos... só lembre-se: o Homem é mais calado e não espere que ele seja efusivo como as mulheres são. Mas tenha certeza que ele terá uma noite de sono maravilhosa e no dia seguinte o trabalho dele pode estar de cabeça para baixo, mas a felicidade que ele sentiu em casa....será o alicerce para ele continuar. Não pense que você não está recompensada pela tua dedicação, o seu Homem saberá lhe agradar e dar o devido valor, além do que, você o estimulou a voltar para casa mais feliz e rapidamente. Você estabeleceu a relação de união com ele e incorporou a masculinidade que ele já tem.
      Se por acaso ele quiser sexo e tiver bem disposto, ame-o como com todo amor e sejam felizes...

      Mas faça isso mesmo ou indique para sua mãe.. depois você me conta. :)

      Abraços e tudo de bom!

      Eliminar
    3. Esqueci-me de explicar: nós mulheres devemos nos doar ao nosso Homem sem querer alguma coisa em troca, mas é normal que o Homem nos acarinhe da mesma forma ou mais do que o acarinhamos quando nos dedicamos. A recompensa de que falo são atitudes dele para contigo e manifestações de amor, fidelidade e carinho.

      Eliminar
    4. Excelente comentário, Pat (o do dia 18 de Março de 2013 à0 15:31).

      Eliminar
    5. Pats parabéns, é raro ver uma mulher de verdade como você hoje. Você já é casada?

      Eliminar
    6. Lútio Henrique

      Obrigada, Lútio.
      Sou noiva :)

      Eliminar
    7. Pats, parabéns por ser assim! Desejo um casamento feliz e duradouro a você!

      Eliminar
    8. Obrigada, Homem Revolucionário.

      Eliminar
    9. Me emocionei com o seu comentário Pats.
      Estas coisas simples, porém de enorme valor para nós homens parecem que foram esquecidas por grande parte das mulheres na sociedade atual.

      Eliminar
    10. capitão nascimento

      Obrigada por suas palavras. Desejo muito que isso sirva de motivação para outras mulheres a fim de compreender que o casamento não é para elas: O casamento não é para você

      Este comportamento vem do exemplo da minha avó para com meu avô, da minha mãe para com meu pai, até a morte deles...

      Um bem haja aos nossos Homens e mulheres de bem.
      Feliz Ano Novo.

      Eliminar
    11. Nossa, Pat, parabéns pelo seu comentário. Eu quase chorei aqui.

      Eliminar
    12. É exatamente tudo que eu sonho para a minha família no futuro. Infelizmente hoje a mulher sofre uma pressão absurda para ser carreirista, a ponto de se eu falar sobre ser dona de casa com minhas amigas, elas me olham como se eu tivesse sete braços.
      Só espero que quando meu marido atingir a estabilidade financeira eu possa largar tudo e me dedicar exclusivamente ao lar e a minha família. Com certeza você está certíssima, que depois de chegar cansado de um dia duro de trabalho, se estressando com o chefe fdp, a última coisa que o homem precisa é ter que se preocupar com tarefas domésticas ou qualquer outro problema que a esposa dele poderia ter resolvido em sua ausência.
      Nada melhor para eles do que ter um lar acolhedor pra onde retornar no fim do dia com uma esposa dedicada e amorosa :)

      Eliminar
    13. Pats, que pena que você pensa dessa forma. Queria saber qual o motivo de o homem ajudar nas tarefas domésticas é pisar na masculinidade dele. Quando janto na casa do meu namorado, ele põe a maioria das coisas na mesa e não deixa que eu lave a louça se eu me ofereço pra ajudar, ele mesmo lava, pois estamos na casa dele. Quando jantamos na minha casa, eu ponho e tiro a maioria da mesa e lavo sem problemas as coisas porque estou na minha casa, logo, me sinto no dever de fazer isso. Mas já teve vezes em que cozinhei e ele lavou a louça, ou que eu pedi a ele pra que fizesse um brigadeiro (que fica muito melhor que o meu) e nunca tivemos problemas com isso. Aliás, homem que sabe cozinhar é um charme (ele ainda está aprendendo rs)! E tem que saber se virar né.
      Infelizmente você dá a entender no seu teste, que se o homem trabalha fora, não deve ajudar sua esposa, mas e quando a mulher TAMBÉM trabalha fora, o dia todo? Ainda assim ela deve ser a encarregada única de cuidar da casa, casa esta que o marido divide e usufrui com ela? Não acho isso justo de forma alguma, se os dois colocam dinheiro dentro de casa, me parece muito despropositado que só a mulher deva fazer esse tipo de serviço. Se ela não trabalha e vive somente pra isso, ok, vai ter tempo de sobra, mas se também trabalha, ambos passam a ter as mesmas responsabilidades e encargos dentro de casa.
      E ainda sobre o teste, você fala como se a mulher fosse obrigada a fazer sexo com o marido se ele tiver bem disposto. E se ela não estiver? Certamente depois de um dia inteiro trabalhando em casa, e ainda trabalhando mais à noite quando o marido chega, vai estar tão ou mais cansada que ele, é o que costumo ver.
      Acharia admirável se algum dia, após um longo dia de trabalho da mulher, e o marido estivesse de folga nesse dia, preparasse algumas coisas a fim de agradar e facilitar a vida dela também.
      Abraços

      Eliminar
    14. Yasmin, para mim é desestimulante ver um Homem a agir como tu e teu namorado fazem... Não é porque estás na casa dele que não vá tu lavar a loiça, oras. Qual o problema? E qual o problema de lavares na tua casa também? Pensei que fosse um prazer o acto de cuidar, servir...

      Eu compreendo que para ti isso pode ser um charme :) mas para mim, é desestimulante. :)

      Para mim, o Homem que trabalha fora não deve mesmo fazer nada em casa, excepto as coisas normais de Homem como cortar grama, arrumar um cano quebrado, trocar torneira, instalar coisas, abrir potes, alcançar objectos e etc... e mesmo que a mulher também trabalhe, ela tem que dar conta da casa, sim, é obrigação dela.

      A indisposição para o amor só se dá por doença, acredito. De resto, mesmo que ela não queira por alguma razão e ele quer...porque não fazer para ele? E isso pode e tenho certeza que vai até mudar o estado de espírito da mulher ou alguma indisposição.

      Admirável seria, na minha opinião, seria mulheres me apoiando e principalmente fazendo.. :)

      Meus melhores cumprimentos.

      Eliminar
    15. Senhora PATRÍCIA (se este for o seu nome), quero avisá-la que todo e qualquer extremo deve ser combatido, como absolutismo e relativismo, anarquia e totalitarismo, ascetismo e hedonismo, bioquice e licenciosidade, cafonice e vaidade, comunismo e nazismo, conservadorismo (direitismo) e liberalismo (esquerdismo), feminismo e machismo, misandria e misoginia, sacrilégio e santimônia e outros. Eles totalmente inconstitucionais e sórdidos. Por isso, não entremos em nenhum extremo, pois devemos agir dentro das nossas Constituições Federais, respeitando os verdadeiros direitos humanos de todos os Cidadãos de Bem, além dos nossos. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

      Eliminar
    16. Senhor Leonardo Melanino, boa noite.

      Meu nome está escrito como Pat e é assim mesmo.

      Obrigada pelo aviso e pela SUA opinião, a minha é outra. :)

      Eu é que agradeço seu comentário e desejo um excelente fim de semana.

      Eliminar
    17. Senhora, avisá-la-ei que a primeira Constituição republicana se chamava "CREUB de 1891". Um dos fundadores dela foi Rui Barbosa. Também a avisarei que um dos fundadores da CRFB de 1988 foi Ulisses Guimarães. Direitos humanos verdadeiros são Agriculturas, Assistências, Cidadanias, Culturas, Desenvolvimentos, Educações, Empregos ou Trabalhos (exceto escravos ou infantis), Energias e Minas, Esportes, Justiças, Liberdades Constitucionais, Meios Ambientes, Nacionalismos ou Patriotismos, Previdências, Relações Exteriores, Saúdes, Seguranças, Transportes, Vidas e outros. Contudo, jamais temos direitos de cometer crimes ou violar direitos humanos. Constituições Federais são cartas de princípios que regem uma sociedade (povo) duma nação. Contudo, certos direitos humanos são exclusivos para maiores de 18 anos, como cargos, empregos, funções ou trabalhos, mesmo nos campos artísticos, esportivos, jurídicos ou políticos, conduções de veículos automotores, incluindo bicicletas elétricas e outros ciclomotores, circulações pelas ruas e por outros lugares, desacompanhados de seus pais ou de seus responsáveis entre as 19h a as 6h do dia seguinte (nos Horários de Verão, das 18h às 5h do dia seguinte), contas bancárias e outras, himeneus, namoros ou noivados, modalidades adultas (automobilismos, esgrimas, motovelocidades, paraquedismos e outras), portes de armas ou posses delas, votos e assim sucessivamente. Por isso, não deixemos de lutar pelos nossos direitos humanos verdadeiros, enquanto estivermos vivos, sendo cidadãos brasileiros. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

      Eliminar
    18. Senhor, as suas respostas são para quais dos comentários que fiz aqui? Pois não vejo relevância nas suas respostas para o que aqui foi dito. Meus melhores cumprimentos.

      Eliminar
  3. Cambada de insensatas que não respeitam o livre direito de escolha e só consideram as mudanças boas se forem conforme suas ideias, até que possam fazer com os outros o que acusam fazer com elas. Há lugar para todos no mundo, desde que haja liberdade de escolher o que quer fazer da sua vida. As feministas serão respeitadas a partir do momento lutarem para a liberdade das mulheres e não pela prisão em suas ideias pessoais.

    ResponderEliminar
  4. Só chama Dona de casa de parasita aquele que não entende a contribuição de cada trabalho. O homem traz o alimento e proteção, e a mulher mantém a casa. Só o homem trazendo alimento e proteção a casa rui. Só a mulher mantendo a casa, ela morre. É preciso reconhecimento de cada papel. É claro, nada impede que haja divisões e concessões entre os papéis, mas está muito longe de ser parasita.

    ResponderEliminar
  5. As feministas são a favor da liberdade de escolha feminina, desde que se escolha o que elas querem.

    ResponderEliminar
  6. As mãos que balançam os berços, mexem as panelas e tocam as vassouras criam cidadãos de bem e administram a economia doméstica, possiblitando a vida, o acolhimento, a boa educação, o cuidado e são importantes pilares que sustentam um dos maiores inimigos dos poderes totalitários políticos e financistas: a família e sua cultura.

    Parabéns a todas as valentes e valorosas donas-de-casa, santas anônimas e mártires vitimadas pelo feminismo invejoso e marxista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. depois de ler toda esssas sandices das feminazis ,nada melhor que o reconhecimento de pessoas sensatas obigada anacoreta,o penitente.

      Eliminar
  7. Empregadas domésticas e diaristas tambem sao parasitas?

    Se duas donas de casa trabalharem uma na casa da outra (pagando salarios reciprocos) isso seria mais digno do que cada uma cuidar da propria casa?

    A impressao é que as feministas sao umas egoistas. Nao se importam com as escolhas das outras mulhetes e nem com a criacao deficiente que os filho dessas terao. Elas sao como sindicalistas, só querem o maximo de apoio para assim tetem mais poder pra elas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também penso assim. Trabalhar em casa também é um trabalho, mesmo não tendo formalmente uma remuneração, com contracheque e etc. Não entendo como alguém pode ser classificado como sanguessuga prestando um serviço absolutamente necessário.
      É interessante a retórica delas tentando glamurizar o trabalho fora de casa, mas a verdade é que a grande maioria dos outros empregos são muito mais enfadonhos. Eu por exemplo, quando era funcionário público, praticamente só ficava lendo os mesmos documentos e batendo os mesmos carimbos durante todo o dia.

      Eliminar
    2. Na verdade, o mesmo valor que algumas feministas - não são todas - dão à dona de casa é o mesmo valor que muitos homens e mulheres não feministas dão. A empregada e a diarista em mais valor por essas atividades renderem dinheiro. A confusão é gerada por isso. Só que produz dinheiro é válido. E nisso, os machistas e a maioria da sociedade concorda. Então, é muita hipocrisia falar das feministas. Homens machistas que querem que mulheres sejam donas de casa não o fazem por serem esclarecidos, mas por não quererem ter esse tipo de trabalho. Todos mundo tira o glamour da dona de casa, e me desculpe, não tem trabalho mais enfadonho que esse. Rodolfo, vire dona de casa. Acabou de dizer que trabalho doméstico é fácil.

      Eliminar
  8. Vocês viram a reportagem de capa da revista Época? "As mulheres venceram a guerra dos sexos"! Quem fez a reportagem foram 4 mulheres e 1 homem. Leiam o paradoxo da matéria "Os homens estão há 400 anos dominando. As mulheres começaram a aparecer há 40 – ainda têm muito chão para andar, mas estão indo rápido”, diz a jornalista americana Hanna Rosin, autora de The end of men (O fim dos homens, ainda sem tradução no Brasil). Hanna é editora da revista The Atlantic e faz coberturas de fôlego sobre sexualidade, relacionamentos e sociedade. No livro, ela relaciona avanços femininos em diversas frentes para concluir que a guerra dos sexos acabou – e elas venceram". Agora eu pergunto: Alguém ainda acredita que o feminismo prega a igualdade? Não somos nem nós homens que estamos dizendo isso mas as próprias mulheres falam que ganharam a guerra, sim, guerra, elas mesmas dizem. Vejam mais essa chamada da reportagem " No Brasil, elas criam mais empresas. Nos EUA, já ganham melhores salários no primeiro emprego. Agora, lutam por chances iguais de crescimento". Atentem para a forma hipócrita da sentença, as mulheres estão em vantagem e ainda lutam por chances iguais, chances iguais??? mas o que significa isso senão uma campanha maquiavélica de destruição do homem? Estamos inundados de feministas nas redações da grande mídia, principalmente a Globo. Sugiro que boicotemos a Globo o quanto pudermos, vamos ver qualquer coisa menos essa rede dominada por feministas e manginas. Mas quero deixar meu recado: se elas pensam que vão nos derrotar estão enganadas, elas que fiquem com suas carreiras e gastem todo esse dinheiro podre em sapatos e roupas e vivam sozinhas com suas conquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vi-a hoje de manhã.

      Que elas continuem assim, e acabarão soterradas por dinheiro, roupas espalhafatosas, sapatos exagerados, diplomas, DVDs de "comédias românticas", maquiagem, bolsas, perfumes, jóias, etc., deitadas nas sepulturas que cavaram para si mesmas.

      Sozinhas, não: estarão na companhia de suas "amigas" falsas e tão gananciosas, e fúteis, quanto elas. Que vençam a guerra e nos esqueçam, e comemorem entre si (até que uma implicância destrua a frágil amizade).

      Nossa parte nessa guerra (já que não dá para lutar contra forças malévolas organizadas e financiadas por promotores da destruição da sociedade, acampados nos meios de comunicação e nas escolas):

      voto de castidade,

      investimento de nosso tempo e talento em atividades construtivas como trabalho, estudos, edificação espiritual (e muita oração meditativa para superar as tentações que esses seres nos causam e fortalecer a virtude da castidade - nisso, ser feio é muito vantajoso!),

      boicotes, resistência passiva, desprezo (mas com respeito)

      e "clubes do bolinha" (impermeabilização contra infiltrações de mulheres em nossos ambientes),

      sem o mínimo galanteio, nem amizade, nem privilégio.

      Não nos deixemos ser pegos por ilusões românticas nem promessas de satisfação sexual, já que elas não têm nada de bom a oferecer além de nos torrar a paciência.

      Quem superar suas ilusões decretará sua independência desses seres vis, egoístas e mesquinhos.

      Quem se vacina contra essas mentiras liberais já venceu a maior parte da batalha.

      Eliminar
  9. Escolha é escolha, e pouco importa a opinião das feministas.

    A mulher quer cuidar da casa, deixa... Se tiver alguma consequencia, ela arca com isso. Sai da vida dela e deixe-a em paz.

    ResponderEliminar
  10. Não concordo com algumas coisas, mas tem outras que eu até concordo, sou anti-feminismo, mas também acho que uma mulher que fica em casa, apenas cuidando da familia, lavando e passando roupa, e com a barriga na pia não tem futuro, não consegue construir nada pois não tem renda, não consegue nem comprar um batom, um sapato para si, por mais que a mulher não seja a vaidade em pessoa, toda mulher gosta de um sapato, uma bolsa nova, ou um creme de cabelo, e você não ter renda nenhuma para isso é complicado, acho a dependencia financeira algo muito medieval, como disse sou contra o feminismo, mas não concordo que lugar de mulher é na cozinha, e nao por causa das frases sobre o fogão, mas porque realmente, como disse, é uma vida sem pespectivas financeiras, a mulher não pode esturar, fazer uma faculdade, ou até mesmo um curso, porque não tem sustento $$$, mulher tem que ser independente financeiramente, aliás, homem, mulher, jovem, todo mundo tem que ter uma renda para se bancar, como assim? "Mãe me dá dinheiro rs" com 18 anos nas costas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jessica, mesmo depois da "independência financeira" a mulher ainda continua a gastar o dinheiro do marido, portanto o teu "argumento" falha bem por aí.

      esta imagem.



      Quem promove junto das mulheres a noção da "independência financeira", o que realmente está a tentar fazer é tornar-lhe menos capaz possível de ficar junta com o marido, o que resulta em mais divórcios - EXACTAMENTE o que o feminismo quer.

      Cuidado com aquilo que pedes porque vira a ter.

      Fica bem.

      Eliminar
    2. Jessica, não dá para todos terem renda. Mas dá para administrar a renda, e isso é tarefa para uma boa dona-de-casa, o que não a impede de ter o necessário e, se sobrar dinheiro, talvez até o supérfluo e o luxo. Além do mais, pedir não dói; exigir não lhe compete, e duvido que um bom marido a deixe ficar mal-arrumada (mas sem luxo).

      Muitos maridos também gostariam de ter uma BMW, um helicóptero, um iate, umas 4 ou 5 amantes, etc. Mas é preciso ver que querer não é poder, e muito menos precisar ou dever. Muitas coisas são desnecessárias (apesar de úteis) ou até proibidas (no caso de amantes). As pessoas que procuram obter isso a qualquer custo são chamadas de bandidos, adúlteros, etc.

      A maior parte das mulheres não sabe dessa diferença, e nem você.

      Muitos maridos se privam de coisas que gostam para que suas famílias possam existir (privam-se até de convivência familiar), mas muitas esposas não pensam nem agem assim. Isso é feminismo, e você é mais feminista do que você pensa: uma feminista não aceita ser contrariada e acha que sua vontade é a lei que deve ser imposta a todos. Ela quer e pronto! Senão, ela dirá que é oprimida. Igualzinha ao cara que quer roubar seu novo par de tênis.

      Todos dependem de todos: funcionário depende de patrão, e este depende dos clientes, os quais dependem de seus clientes, patrões e/ou funcionários. Então, a independência é um mito, certo? Ou você sonha que os homens não precisam de outras pessoas, inclusive de suas esposas?

      O problema é que o dinheiro do marido é para a casa, mas o dinheiro dela é para ela. Isso é malandragem e estupidez: para que uma mulher trabalhará, então? Para torrar tudo com vaidade e terceirizar as tarefas domésticas e a educação dos filhos com baixa qualidade? Está querendo ficar bonita para matar as amigas de inveja e ganhar aplausos e elogios de outras pessoas? Para inflar o ego com galanteios de beira de calçada? E se seu marido fizesse isso, ele seria chamado de maduro e responsável? E o idiota de seu marido trabalhando duro, ganhando menos por causa da concorrência extra de 50% da população (mulheres). Coisa de adolescente imatura... Mulher trabalhando só é bom para a indústria e o comércio de futilidades (cosméticos, sapatos de salto alto, perfumes, decoração, revistinhas feministas, etc.). Mas são louváveis aquelas que contribuem para suas famílias e sua sociedade com seu trabalho!

      Caia na real, Jessica: mulher brasileira, na maior parte dos casos, é misândrica, feminista, egoísta, ignorante, estúpida, vaidosa, orgulhosa, insolente, preguiçosa e oportunista. São más companhias, péssimas mães, péssimas esposas e um câncer na família e na sociedade.

      Deixe o feminismo e saia desse grupo.

      Eliminar
    3. RADOUKEN!!! Há... Pô cara vc é dos meus, disse tudo de tudo, continue assim, mas não se engrandeça, continue na sua serenidade e humildade pra não se estragar, o mundo precisa muito de gente como você. Deus te abençoe, te guie e te guarde em nome do nosso Senhor e Salvador YESHUA.

      Eliminar
  11. Essas feministas se colocando contra a ideia da mulher cuidar dos filhos e da educação deles...isso não entra na minha cabeça. É claro pela psicologia, psicanálise e o caralho a quatro a importância da mãe para a formação psíquica do ser humano. Imagina se todas as mulheres decidem deixar os filhos pra lá e pai e mãe focam em estar fora de casa. Como essa criança vai crescer? O que vai virar? Cada um tem um jeito de lidar com esse tipo de ausência, e muitas vezes não é nada bonito. Ou pior, e se todas decidem que não querem mais ter filhos? Pronto, fim da linha pra humanidade. Ahh e todos esses avanços da ciência? Pronto, coloca a coisa mais natural que o ser humano tem pra ser criada dentro de um laboratório.
    Tá certo, nós queremos "direitos iguais", mas direitos iguais não significa mudar o que há de mais belo nas diferenças naturais entre homem e mulher. É tão legal falar que todo mundo é diferente, que cada um é cada um, mas anular a sua singularidade de mulher pra poder se sentir igual ou superior aos homens...tudo bem. Ver uma coisa que é só nossa, que só as mulheres tem, ser tratada como um castigo ao invés de um presente...pq? Pq dá trabalho? Isso é preguiça. E eu acho digno quando uma mulher domina a arte de lidar com a vida profissional e com a família. E quando o homem consegue isso também.
    Olha, desculpa, eu quero DIREITOS IGUAIS, aceito os deveres que devem vir com isso, mas eu não abro mão das minhas particularidades naturais como mulher.
    Obs: Eu nunca disse que o pai não pode ajudar. Mas existe uma ideia da mulher não ter que cuidar das crianças, e como a io negócio todo é sobre direitos iguais, quando a mãe sai, o pai sai. Iguais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yashmin,
      Cuidado com as palavras impróprias para o blogue ("c...... a quatro"). Deixei passar esse comentário porque foi o teu primeiro.

      Obrigado.

      Eliminar
  12. Ser dona de casa hoje em dia e opcional,mas nem todos podem pagar uma empregada e trabalhar fora,alguem precisa portanto lavar passar cozinhar e cuidar,isso nao e humilhante pra ninguem,familias bem sucedidas tem que ter alguem que se dedica,e por isso que muitos casamentos nao dao certo,as pessoas se separam por que querem sua liberdade financeira,sao egoistas,nao pensam nos filhos e numa uniao com amor,se for pra cada um seguir seu caminho e ter sua independencia,entao pra que casar e constituir familia se so pensa em si proprio?Sou casada,e me dedico a 14 anos a meu marido e meus filhos, tenho planos de fazer bolos e doces pra vender em casa mesmo,nao me sinto menos por nao trabalhar fora,sou uma mulher linda inteligente e bem cuidada e nao preciso ser independente pra ser assim,se voce for uma boa administradora do dinheiro do seu marido ,voce tem tudo que quizer.A base de seres humanos unidos e felizes,e a dedicacao integral a familia,se um dia serei recompensada por isso nao importa,importante e que eu sei que os meus filhos e meu marido sao e serao extremamente felizes por minha causa.Quem ama, cuida...

    ResponderEliminar
  13. Post de grande informação!
    Muito bons os comentários do anacoreta e de outros comentadores.

    Pats, parece-me que você é religiosa, contudo utilizou uma palavra num comentário, que jamais deve ser proferida por aqueles que querem seguir a verdade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja Luz,
      Qual foi a palavra menos própria usada pela Pats?

      Eliminar
  14. Um fenômeno interessante de se observar é que essa pressão sobre as mulheres foi tamanho, que na família tradicional (verdadeira oprimida), começaram a usar o termo "do lar", pois "dona de casa" se tornou até pejorativo. Tipo como afrodescendente pra negro.. Tenho certeza que as crianças que nasceram no Brasil nos anos 80 e 90 já foram orientadas que a profissão correta pra preencher ou responder seria "do lar"

    ResponderEliminar
  15. Um fenomeno interessante foi o surgimento do termo "do lar", eufemismo usado pra fugir do termo "dona de casa" como profissão.. Várias crianças eram orientadas que essa era a profissão da mãe se precisasse preencher ou responder pra alguém...

    ResponderEliminar
  16. Sou mulher e sou contra nessa nova "onda" de feminismo. Os primórdios do feminismo até onde eu sabia procurava igualar direitos entre homens e mulheres. Ao meu ver, esse neo-feminismo do século 21 está banhado por uma imposição ultrajante da "superioridade de direitos das mulheres" frente aos direitos dos homens misturada com um revanchismo infantil do Clube da Luluzinha X Clube do Bolinha.

    Em relação a ser dona de casa, eu fico bastante impressionada com esse extremismo das feministas, e de certo modo, sinto também um pouco de medo. Quando eu digo medo, eu me refiro a uma onda crescente de homens feministas que estão surgindo, e piorando mais ainda o cenário de pessoas conservadoras. E o mais interessante, que o meu conservadorismo não vem de nenhuma moral religiosa, mas sim valores que norteiam a minha vida.

    Com esse crescente número de homens feministas, diminui consideravelmente a possibilidade de uma mulher ser dona de casa, pois para eles, dona de casa é coisa de mulher que não tem o que fazer e é no mínimo preguiçosa. Eu ainda tenho o sonho de ser mãe, e deixar de trabalhar até o meu filho ter uns 7 anos, pois eu queria acompanhar a infância do meu filho de perto, estando sempre presente, e não como essas mães desnaturadas que chegam em casa do trabalho e nem olham para a criança. Quando eu digo isso para um homem, eles sempre falam que isso é tempo demais, que não precisa disso, etc...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amanda, homem feminista quer mais mulheres disponíveis para sexo ou bem-sucedidas para serem usadas (como objeto sexual) e exploradas (gigoladas por cafajestes ou extorquidas pelo comércio de cosméticos, roupas, calçados e outras futilidades). O feminismo realmente conseguiu "valorizar" as mulheres, parabéns a elas!

      Seu sonho é perfeitamente lúcido. As famílias precisam das presenças de mães e esposas, além de pais e maridos.

      Os bons valores que norteiam sua vida descendem, em sua maioria, de alguma moral religiosa passada a gerações.

      No mais, todo movimento igualitarista quer mesmo é o poder tirânico e a supremacia. Se as mulheres querem o poder, fiquem com ele e façam bom uso do mesmo, pois os homens procurarão a companhia de quem não lhes pise os pescoços, ainda que seja de seus cães ou passarinhos.

      Eliminar
    2. Confraria de São João Batista, a situação para as mulheres (principalmente as que não são feministas) está cada vez pior.

      O que mais se vê são mulheres solteironas aos 40 anos, sozinhas, e falando mal dos homens. Infelizmente existe estatisticamente falando, muito mais mulheres do que homens, e os homens estão usando o feminismo ao seu favor, para piorar a situação mais ainda.

      Eliminar
    3. Jessica falou tudo é horrível fica pedindo dinheiro para o pai imagina para o marido, sem falar q não é todo homem q ganha bem.

      Eliminar
    4. Anacoreta desacordo com que vc.

      "Muitos maridos se privam de coisas que gostam para que suas famílias possam existir (privam-se até de convivência familiar), mas muitas esposas não pensam nem agem assim"

      Oi , Cumã, quem te falou ?! Depois q um casal casar a família passa ser o homem e a mulher e seus filho. Se o homem priva de ver seus patente é pq sua esposa não tem um bom relacionamento com a família dele, e isso tem q ser resolvido , muitas vezes não é resolvido por culpa do homem de não ter atitude e tomar redia da situaçao. Mesma coisa mulher, eu já vir mulheres se afasta da família por causa do marido q não se da bem com a mãe. Se sua esposa não faz metade do q VC faz por ela isso é culpa sua, q não soube escolher uma boa companheira.

      "Isso é feminismo, e você é mais feminista do que você pensa: uma feminista não aceita ser contrariada e acha que sua vontade é a lei que deve ser imposta a todos. Ela quer e pronto!"

      Vc fala de vontade , mulheres tem sonhos e vontade Tb, de serem empresarias , médicas, advogadas, físicas e engenheiras. Quer dizer q se eu conhecer um homem q queira q eu seja dona de casa devo larga tudo pela vontade dele, mas ele não pode aceita q eu seja uma renomada física q isso é feminismo. Vc deveria ver seus conceitos, pois VC é machista misógino.

      "O problema é que o dinheiro do marido é para a casa, mas o dinheiro dela é para ela. Isso é malandragem e estupidez: para que uma mulher trabalhará, então? Para torrar tudo com vaidade e terceirizar as tarefas domésticas e a educação dos filhos com baixa qualidade? Está querendo ficar bonita para matar as amigas de inveja e ganhar aplausos e elogios de outras pessoas? Para inflar o ego com galanteios de beira de calçada? E se seu marido fizesse isso, ele seria chamado de maduro e responsável? E o idiota de seu marido trabalhando duro, ganhando menos por causa da concorrência extra de 50% da população (mulheres). Coisa de adolescente imatura... Mulher trabalhando só é bom para a indústria e o comércio de futilidades (cosméticos, sapatos de salto alto, perfumes, decoração, revistinhas feministas, etc.). Mas são louváveis aquelas que contribuem para suas famílias e sua sociedade com seu trabalho!'

      Se VC arranja esse tipo de mulher só terá dor de cabeça mesmo, pq eu trabalho e meu marido Tb e nos compramos as coisas juntos , e minha vida não é nada disso q VC descreveu. Repito se sua mulher trabalha e não ajuda VC em casa com dispensa a culpa é sua sugiro um diálogo aberto sobre o assunto em questão. Existem homem q são péssimos maridos e pais gastam tudo em bebidas. Realmente comportamento assim são de adolescente imatura ou até mesmo de pirigueste. Saiba escolher sua companheira para não fica achando q todas as mulheres são assim pq não são.

      "Caia na real, Jessica: mulher brasileira, na maior parte dos casos, é misândrica, feminista, egoísta, ignorante, estúpida, vaidosa, orgulhosa, insolente, preguiçosa e oportunista. São más companhias, péssimas mães, péssimas esposas e um câncer na família e na sociedade.''

      Percebesse q VC não gosta de brasileira, casasse com americanas ou européias, mais saiba q são mais feminista q brasileiras. Relaxa brasileira é mal vista mesmo , assim como brasileiros , são vagabundos, marginais, machistas , preguiçoso, promíscuos, infiéis, deleais, traficantes e etc, assim vistos os homens brasileiros.Ainda bem q VC não é brasileiro , já pensou ser um câncer da sociedade?!

      Eliminar
    5. Izabeli De Paula:

      "Jessica falou tudo é horrível fica pedindo dinheiro para o pai imagina para o marido, sem falar q não é todo homem q ganha bem. "


      1. A maior parte das mulheres não tem problemas em pedir dinheiro ao marido.

      2. Um dos factores que causa a que os homens de hoje ganhem menos do que os homens do passado é precisamente a entrada de mulheres no mercado de trabalho: mais mão-de-obra, salários mais baixos para todos.

      Mas eu entendo que como feminista tu não entendas nada de economia.

      Eliminar
    6. Izabeli, como você escreveu, é mesmo malandragem gastar o dinheiro dos outros.

      Mas não é isso que as feministas fazem?

      E a brasileira merece o homem que tem - malandro, preguiçoso, machista. promíscuo, traficante, etc - porque foi criado por outra mulher brasileira - malandra, preguiçosa, misândrica, promíscua, prostituta, etc.

      Feminista é um câncer para o Brasil, que apodrece a olhos vistos. Os filhos são o espelho da mãe - se não prestam, imagine o exemplo que tiveram.

      E quem disse que você é obrigada a se casar e largar seu emprego? (Marido tomou as rédeas? Virou machista opressor! Vai acabar em divórcio!) Mas terá de administrar seu tempo - e terá de fazer boas escolhas, não se iluda.

      E quem disse que tenho mulher, ainda mais vigarista feminista?

      E quem disse que homem toma as rédeas e as feministas não protestam chamando-o de machista?

      E quem disse que esse homem manterá seu casamento com as sabotagens da feminista, que acabará com tudo em uma Vara de Família por pura frescura e por não aceitar que seu marido tome as rédeas?

      Você aceitaria?

      Que idiotice!

      E quem disse que não sou brasileiro? Por isso mesmo que conheço a brasileira - tipinho de mulher mimada e egocêntrica exemplificada pela maioria que dá os costados aqui.

      Não se ache grande coisa. O melhor negócio do mundo ainda é comprar uma feminista pelo que vale e vendê-la pelo preço que ela acha que vale.

      Eliminar
  17. Fiz tecnico, faculdade, MBA, tinha um trabalho bacana e me casei aos 23 anos. Larguei tudo, sem dó, para dedicar me ao meu marido e aos meus filhos, hj tenho 28 anos, sou dona de casa e adoro minha vida, meu lar, acho que sou mais feminina, mulher, aprendo muito mais em casa do que antes trabalhando. Aqui faço serviços manuais, meus artesanatos, a aprender cozinhar coisas novas, leio, mantenho equilibrio emocional dos meus filhos (meninos) e do meu marido que se mata para nos sustentar mas se enche de orgulho da nossa familia, é uma paz, muito bom!
    Eu acho mentiroso quando as feministas dizem coisas acima como esta no texto, que regredimos, não pensamos, não evoluimos e etc ...

    É uma evolução muito diferente, eu cresci muito quando me tornei esposa, cresci ainda mais quando me tornei mãe, cresci mais ainda quando aprendi a superar as dificuldades, aceitar meu novo papel com amor, e manter o equilibrio da casa, do lar, dos nossos relacionamentos.

    Cresci como mulher, em ser feminina, me sinto realizada a fazer coisas femininas. Essa semana era aniversario da minha sogra, e logo a mulherada da casa queriam comprar um bolo, eu me ofereci de fazer e fiz um delicioso bolo de festa que só arrancou elogios e não sobrou nada! Vi meu marido orgulhoso, minha sogra feliz .... E me sinto feminina, realizada nessas pequenas coisas....parece bobeira, mas isso me faz feliz, essa recompensa é muito gostosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto isso, homens solteirões com mais de 40 anos encontram objetivos na vida e vivem felizes e de maneira produtiva, com mais tempo e recursos para fazerem o que gostam e o que querem. Conclui-se que mulher não é necessidade para eles. Já as solteironas lamentam a falta de filhos e marido. Que diferença de atitudes!

      Amanda e suas estatísticas mentirosas! Não há menos homens do que mulheres abaixo dos 31 anos: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,em-4-anos-havera-mais-homens-que-mulheres-no-brasil,1070401,0.htm

      Vejam trechos:

      "As projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que há mais homens do que mulheres em todas as faixas etárias abaixo de 31 anos.

      Em 2017, deverá haver no País mais homens que mulheres entre 15 e 49 anos - a chamada idade fértil.

      Nas idades mais jovens, os homens começaram a ultrapassar as mulheres na virada do século e o processo deverá continuar.

      As estatísticas do Registro Civil, por exemplo, mostram que em 2011 foram registrados 104,9 meninos para cada 100 meninas.

      A diminuição da mortalidade no Brasil nos últimos anos, principalmente a masculina, reforça o aumento da taxa da população masculina.

      Como as mulheres ainda são mais longevas, a tendência é de que elas continuem superando os homens nas faixas etárias mais velhas, o que explica um excedente feminino previsto em 6 milhões para o ano".

      Isso são fatos comprovados, não opiniões de feministas mal-amadas.

      Eliminar
    2. Mary Sousa

      Fico imensamente feliz quando leio uma mulher declarando ( e agindo) seu amor pela família da forma como o fez. Parabéns!
      Que Deus os abençoe muito!

      Eliminar
  18. Obrigado Pats, devemos sentir orgulho do nosso papel na familia.

    ResponderEliminar
  19. Comentário de Pat(o do dia 18 de Março de 2013 à0 15:31, foi excelente.

    Mas tem muita mulher que usa isso. O problema é que só ocorre no começo da relação, depois a coisa desanda. Outras utilizam isso, apenas para demonstrar que é uma mulher diferente...

    Mas em relação a tarefas domesticas realizadas por homens, tenho lá minhas dúvidas. Pessoalmente, verifiquei em mim que quanto mais atividades dessas que eu faço, mas isso retira de mim o jeito masculino (viril) de ser. Parece uma castração daquilo que fui na infância (viril ao extremo), passando a ter atitudes efeminados que só piora quando o ambiente é de mulheres.

    Não conheço nenhum amigo ou primo que tome atitudes parecidas como a minha ou do meu irmão. E, como estou vendo que isso só tem me prejudicado, tenciono adotar esse comportamento que vc sugeriu.

    Falta só combinar com os russos, hehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wellinton Moraes

      Nem no começo da relação elas fazem o que descrevi no comentário. A maioria, beirando os noventa e tantos porcento, impõe que o Homem goste delas do jeito que elas são. É quase cada um por si. Pode ser que uma ou outra feminista faça alguma coisa do comentário para agradar, mas é como dissestes: não dura muito. E quanto as que utilizam palavras apenas para demonstrar que é uma mulher diferente...ihhh está cheio delas por aí.

      Mas não fique desanimado, ainda há mulheres verdadeiramente cristãs. Só que estas só se interessam por Homens de mesmo jugo.

      Quando uma mulher cristã se casa, ela tem amor pelo seu esposo e vai querer fazer de um tudo para vê-lo feliz. Esses cuidados não devem ser louvados, isso é obrigação de qualquer esposa que faz tudo com alegria para a sua família. Ela mesma não vai querer elogios, mas sim, observar o quanto o amor vai solidificando a medida que os cuidados vão aumentando. Quando oferecemos amor, recebemos amor.

      O Homem não deve realizar tarefas femininas, isso implica bastante no modo como a mulher olha para ele e ao longo do tempo as consequências batem a porta. Sem contar que o próprio Homem se sente como você mesmo descreveu: castrado.

      Que Deus te abençoe.

      Eliminar
    2. Olá, Pat, só posso fazer minhas as palavras do Lucas, excelente comentario o seu , o do dia 18 de Março de 2013 à0 15:31. Me emocionei muito , simplesmente, sem palavras. Que bom seria nosso mundo se existisem mais mulheres de verdade como voce. Tem toda a razão, o Homem não deve fazer tarefas de mulher, pois a longo prazo as consequencias virão.
      Continue sempre assim, e tudo de bom pra voce e sua familia.

      E Lucas, parabéns pelo blogue, muito informativo. Muito obrigado.

      Eliminar
    3. Olá, Norrin Radd, fico contente em poder transmitir bons sentimentos. Não há nada mais gratificante do que poder cuidar de quem amamos, para toda a vida.
      Um bem haja para ti e sua família também.
      Abraços

      Eliminar
    4. Só uma coisinha a mais, Pat. Infelizmente, você é só uma exceção. Os homens já desistimos das mulheres faz tempo, não queremos mais saber de mulheres. O feminismo já venceu e corrompeu as mulheres totalmente, a relação entre os sexos está destruida totalmente para além do irreparável, e por culpa exclusivamente das mulheres, da sua estupidez inaudita.Já não existe motivo nenhum para que os homens nos relacionemos com as mulheres, pois elas provaram que não nos merecem, todos os homens que conheço chegaram a mesma conclusão, não existe nada a ganhar se relacionando com as mulheres de hoje, são totalmente inúteis, além de ter uma personalidade tóxica e asquerosa. Já estamos fartos das mulheres, e vamos deixá-las apodrecerem sozinhas. Não merecem sequer que olhemos pra elas.

      Eliminar
  20. Nem li tudo porque é totalmente desinteressante para mim e também porque tenho preguiça. Mas sou a favor das donas de casa ! Porque Deus colocou bem claro na bíblia como as mulheres devem ser ; eu acho muito lindo aquelas mulheres que conseguem trabalhar , cuidar da casa , dos filhos , do marido e ainda sair para se divertir ! É assim que tem que ser . Pois Deus criou a mulher da costela do homem : do lado do corpo para ser igual a ele , debaixo do braço para ele a proteger ; não dos pés para eles não mandarem nelas e nem nem da cabeça para elas dominarem eles e sim do lado do corpo para eles serem iguais . Eles se completam <3 #prontofalei

    ResponderEliminar
  21. Nos sentimos felizes vendo nossos esposos felizes, não é mesmo? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E os homens ficam mais felizes ainda quando suas esposas e seus filhos estão felizes. Vale qualquer sacrifício!

      Eliminar
  22. SÉRIO VCS PARECEM UM BANDO NAZISTA COMUNISTA QUERENDO DITAR O QUE AS PESSOAS PODEM E NÃO FAZER.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E você, está querendo nos ditar o que fazer, ou seja, o contrário do que se escreve aqui?

      Eliminar
  23. Bom como ser uma boa dona de casa sem estabilidade profissional do seu grande marido.
    Amo meu marido mas infelizmente ele não ganha o suficiente para me manter e manter a casa por isso tenho que trabalhar.
    Queremos ter um filho mas será uma dispensa a mais, na teoria é bonito, mas na pratica tem dias que trabalho mais que ele, ele chega mais cedo que eu em casa, então acho justo ele adiantar os afazeres domésticos.
    Mas no dia que estou de folga e ele trabalha faço tudo em casa, aliás muito mais do que ele qdo está de folga.
    A questão da sangue suga achei pesado para as donas de casa, por isso que falo ao meu marido que se um dia eu for dona de casa quero manter o mesmo nível de vida que tenho será que ele segura? eis a questão.
    Hoje o nivel de vida principalmente do brasileiro é muito caro, para ter uma boa moradia, educação para filhos e saude, paga-se muito caro e não acho justo jogar tudo isso nas costas dos nossos homens.
    Mas nas mesmas medida que trabalhamos para ajuda-los com as dispensas da casa não podemos ficarmos sobrecarregadas com afazeres domesticos. Tudo a mesma medida para os dois.Claro que tem coisas um ou outro tem mais facilidade de fazer. Tudo é o bom sendo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vc esta certa tem horas que a mulher precisa( nao que ela queira,) trabalhar para receber dinheiro porque o marido nao tem ganhos suficientes.. mas como todos os homens que comentam aqui sao super bem pagos, talvez ate ricos nem cogitam nesta possibilidade.

      Eliminar
    2. Sonho de toda feminista: "todos os homens vivem bem, ganham bem, não passam por dificuldades nem humilhações; quero essa vida também".

      Nós, homens, gostaríamos de ter essa vida, mas isso só ocorre na imaginação feminista...e, claro, para 0,0001% dos homens.

      Eliminar
  24. Não sou casada e não pretendo tão cedo, pois tenho apenas 18 anos e não penso nisso. Acho que diferente do que foi descrito nos comentários anteriores as mulheres hoje em dia tem mais privilégios então por que não desfrutar dos mesmos trabalhando fora? Não sou contra donas de casa, mesmo porque o papel de mãe é difícil quem substitua, um homem não consegue fazer o mesmo que uma mulher faz em casa.
    Mas a questão é: cada um tem livre arbítrio para escolher o que achar melhor.
    Na minha opinião, de quem tem trabalho remunerado, acho que é muito humilhante pedir dinheiro para qualquer pessoa, não importa se é para o esposo, já vi casos em que o marido fica perguntando qual a finalidade do dinheiro e querendo negar!Temos nosso orgulho também! Não consigo imaginar eu deixando de ser quem eu sou por todo esse tempo, mudar personalidade e tudo mais porque casei.
    É bom um equilibrio entre o casal.
    E acredito que é possível haver carinho e harmonia num lar em que a mulher também trabalhe.
    O que não pode existir é discordia e tristeza.
    Como uma mulher pode fazer tudo para o homem como a Pats descreveu, e ela quem faz isso por ela? Se está escrito que veio da costela na minha opinião deve haver igualdade entre os dois, senão a mulher se torna uma escrava dos desejos do homem e depois disso ninguém controla, até a hora em que ele resolve mandar em tudo, e proibir a esposa de fazer várias coisas que lhe trariam felicidade!
    É um absurdo dizer que o homem se sente diminuido diante de trabalhos domésticos kk então ele não se garante como homem, o verdadeiro homem é aquele que mesmo diante disso tem plena consciência de que continua sendo o mesmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto isso, a mulher feminista se sente humilhada por fazer serviços domésticos e exige medalhas quando cumpre seu dever. Totalmente diferente dos homens...

      Eliminar
    2. Marido pergunta sobre o destino do dinheiro porque ele não o quer ver transformado em futilidades (coleções de roupas, calçados, maquiagem, bolsas, etc.).

      Se seu marido lhe pedisse dinheiro para equipar o carro, beber com os amigos ou se arrumar para pegar umas "gatas", aposto que você se recusaria a financiá-lo...

      Eliminar
  25. Quantas besteiras li nesses comentários , até parecem q vcs estão na década errada , ou são pessoas mal amadas e horrível de coração. Na boa. O que um casal precisa ter é companheirismo , não deveres exclusivo de mulher e de homem , hj em dia isso não existe, acho lindo um homem q sabe cozinha , limpa casa e etc, isso não é humilhação para homem nenhum. Quando conheci meu marido ele morava sozinho, trabalha e estudava, lutava pra ser alguém na vida , e pasme limpava casa e cozinhava , afinal tinha q se vira. Quando o conheci Tb trabalhava e estudava, quando fui mora com ele dividiam os tudos os a fazeres de casa. Quando eu estava em casa e ele trabalhava eu cozinhava para ele, quando eu saia e ele estava em casa ele cozinhava para mim. E quando nos dois estados em casa nos dois cozinhavamos, ele fazia o arroz eu a carne, ele cansou de fazer feijão outrora eu fazia , nos divertiamos juntos na cozinha e sempre acabava em beijos ou na cama, isso se chama companheirismo. Como ele não é de jantar pq tem uma alimentação equilibrada. E todo mundo sabe q não é bom jantar. Chegava em casa , mandava eu me arrumar e saiamos para lancha, ou tomávamos algo um café com bolinhos que eu adorava fazer para ele, mas o café era ele q fazia. E sim , fazia café mesmo chegando do trabalho, e fazia com prazer , e não com raiva, ou forçado, depois assistíamos filmes juntos e namorados antes de dormir. E somos assim até hj. Quantas frescura nesse cometário, sobre esse maldito feminismo e esse maldito pensamento machista egoísta e preguiçoso. O problema aqui é que tem muito homem q quer mulher para fazer tudo para ele , mas não faz seu papel de marido de verdade. Do mesmo modo q tem muita mulher q quer casar mais não faz seu papel de esposa. Casamento , é coisa seria , e não joguinho de quem deve fazer o que. Companheirismo é a chave do sucesso numa relação duradoura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Tb trabalhava e estudava, quando fui mora com ele dividiamos todos os a fazeres de casa."

      Casais onde há divisão de tarefas domésticas têm, em média (não em absoluto), maiores taxas de divórcio que casais onde cada sexo faz os papéis tradicionais. Portanto, só porque contigo funcionou (alegadamente), não quer dizer que funciona com a maioria.

      O que os dados mostram é que os casamentos mais fortes são, em média, aqueles onde o casal faz exactamente o contrário do que as feministas dizem que "é bom para a relação".

      Eliminar
    2. Óbvio que a taxa de divórcio é maior, pois estamos tratando de pessoas que não vivem presas a convenções sociais ainda que estejam infelizes, além do que a dona de casa muitas vezes tem medo de se divorciar e ficar na penúria justamente por não ter formação profissional. Argumento furado! Acho que vcs estão sendo radicais para os dois lados, o caminho do meio é o melhor. Não arranca pedaço o homem ajudar em alguma coisa em casa, mesmo ela sendo só dona de casa (afinal é um trabalho que se estende mais que as 8 horas).

      Eliminar
    3. Olha só, é muito fácil você pegar trechos de textos num contexto onde a mulher ERA OBRIGADA SOCIALMENTE que ser dona de casa e dizer que todas as feministas acham errado a mulher cuidar do lar. Acontece que o feminismo é a favor da escolha e na época as únicas mulheres que faziam escolha era a que não era dona do lar, não estou na cabeça de nenhuma das escritoras mas acredito que ao condenarem as donas de casa elas estavam querendo atacar a não escolha e não as mulheres em si pois senão seria bem contraditório.

      Acho que a relação homem e mulher dentro de casa deve ser combinada e aceitada por ambas as partes. Se a mulher quer ficar em casa cuidando dos filhos e deixando a comidinha pronta pro marido isso é ótimo. Ser dona de casa é ter trabalho o dia inteiro e é honroso sim.

      Agora se a mulher quer ter uma carreira e fazer alguma outra coisa é óbvio que ela vai precisar de ajuda em casa. Se a mulher quiser carregar sozinha nas costas trabalhar em casa e na rua ela nunca vai conseguir se dedicar a nenhum dos dois pois ou a casa vai virar um chiqueiro ou ela não vai prosseguir na carreira. O homem nesse caso deve ajudar sim, o que custa?
      Hoje tem mulher alcançando posições melhores que seus maridos no trabalho, trabalhando mais e conseguindo levar mais dinheiro pra casa.

      Isso é questão de acordo o que não da é pra você optar viver de um jeito mas condenar e apontar o outro por querer viver de outra maneira. Cada um que cuide do que acontece na sua casa e no seu relacionamento.

      Eliminar
    4. O que esta emasculando um homem nao seria o trabalho domestico e sim ter uma salario insuficiente

      Eliminar
  26. Ola a todos sou mulher usando a conta do meu amado marido. Penso que entre um casal deve haver amor e compreensao... quem dita as regras entre o casal nao deve ser o machismo, ou o feminismo ou isso e aquilo outro deve realmente ser o casal. O ideal seria estarmos preprarados para tudo na vida, Hoje eu sou dona de casa mas ha tres anos atras foi extremamente necessario que eu ganhasse dinheiro entao eu tive que trabalhar remuneradamente. Ja li comentarios extremamanete radicias, respeito todos mas teoricamente muito radicalismo ao longo do tempo nao traz muito felicidade nao!! Ter atividade sexual apenas para deixar o marido feliz mesmo que ela nao queria isto sera insustentavel a longo prazo e qualquer pessoa casada sabe disso. Em geral estes radicalismo sao de pessoas ainda solteiras. A proposito nos melhores e mais sofisticados restaurantes os cozinheiros sao homens que ganham um bom dinheiro para cozinhar, Por isso a dona de casa é, tao marginalizada por alguns porque ela faz um trabalho extremamente importante sem remuneracao. Coisa do mundo capitalista.em que nos todos vivemos.

    ResponderEliminar
  27. Vocês gostam de ficar separando os gêneros, assim as pessoas nunca tem direito de gostar das coisas, sempre são obrigados a fazer coisas que a sociedade medieval quer. Ainda bem que temos feministas nessa sociedade porque se não, as mulheres nunca teriam nenhum direito na vida. Porque só o homem pode consertar algo, a mulher também é forte não tem que ser tratada dessa maneira sempre, elas não tem vontade de fazer. Querem sempre um homem pra fazer essas coisas e acham que homem não serve pra ser dono de casa. Eu tenho orgulho de ser feminista e jamais vou ser escrava de um homem ou família. Sou livre desde que nasci.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você será escrava do seu patrão, dos anarco-capitalistas que financiam o feminismo, de lésbicas feministas que dirigirão seu modo de pensar e de agir, etc.

      Eliminar
  28. Mas não vi aqui salientarem que a mulher que não consegue se inserir nessa geração mulher "alpha" sofre com o preconceito do próprio marido e da sociedade. Ao mesmo tempo em que ela precisa ser bem sucedida profissionalmente, tem que assumir a casa e os filhos, as contas, não houve ainda uma real justiça de papel social salvo os homens maravilhosos (raridade) que sim, as ajudam com obrigações que deveriam ser dos dois, mulheres se encontram obrigadas a delegar a educação e criação dos filhos a terceiros, o que com absoluta certeza trás resultados terríveis na personalidade desses filhos que se sentem deixados de lado, como se fossem uma pia pra lavar e não seres humanos que precisam dos seus pais e de mais ninguém esse processo de desenvolvimento. Observem quantas crianças têm apresentado distúrbios de comportamento já na infância em virtude disso. Quer Ser livre, mulher, não tenha filhos! Porque infelizmente a grande maioria dos homens não assumem um papel de igualdade nas obrigações mais importantes da vida, que são a de estruturar a saúde mental e emocional daqueles que geram, ambos pensam que prover bens materiais basta pra tudo, o resultado está aí, desastroso! Sou a favor da liberdade da mulher também, mas não nas condições que nos são impostas, porque não dá para criar filhos sadios estando ausente, delegando a terceiros um papel que psicologicamente é da Mãe e do Pai. Pensem nisso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ACusa-o de ser o que você é?

      Se não fossem as ONGS, as "políticas públicas", etc, essa suposta competência e superioridade nunca teria vez. Por que não nos superaram nos séculos anteriores?

      Eliminar
    2. E as mães, permitem que isso aconteça? Dividem a tarefa: filhos comigo, fonte de renda contigo.

      E reclamam que tudo lhes cai às costas, e ainda agem pelo lema "meu dinheiro é meu, teu dinheiro é nosso". Conveniente?

      Oportunismo? Preguiça? Sadomasoquismo? Incompetência?

      Lembre-se que, já que os homens foram crianças educadas pelas mães, e pouco pelos pais, os homens de hoje devem tal comportamento a...outras mulheres (as sogras daquelas que reclamam deles).

      Eliminar
  29. Muitas mulheres acham que só serão felizes quando se libertarem para viver uma vida livre e desimpedida colocando em prática suas ambições profissionais. Mas isso é como uma locomotiva achar que só será livre o dia em que sair dos trilhos. Poucas mulheres percebem que uma vida produtiva e cheia de significado é o que Deus deseja para a mulher dentro dos parâmetros que ele colocou, e que responsabilidades como marido, filhos e cuidados do lar fazem parte desses “trilhos”. O melhor de tudo é que essa atitude tem a chancela da aprovação divina no final.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT