sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Feminista diz para não confiar nos homens feministas

Uma das (muitas) desvantagens em ser esquerdista é acreditar que a verdade - se é que ela existe no pensamento esquerdista - é um conceito "relativo" (e não absoluto e imutável) . Devido a isto, um esquerdista vê-se forçado a defender um leque de medidas perante uma audiência, e outro conjunto de soluções totalmente oposto quando se encontra perante outro tipo de ouvintes (ou leitores).

Por exemplo, quando o esquerdista se encontra perante os negros, ele assertivamente defende que o homem branco é "opressor", "racista" e alguém que "quer manter os negros em situação de desvantagem". No entanto, quando este mesmo esquerdista se encontra perante os brancos esquerdistas, ele dá o seu apoio a todo o tipo de medidas que visam manter todas as minorias dependentes do governo e, desde logo, incapazes de ascender na escada social e económica. Para além disso, os esquerdistas assumem que as minorias são menos capazes que os brancos uma vez que defendem a instalação de "quotas raciais" como forma de "ajudar" as minorias, passo esse que assume uma menor capacidade intelectual por parte dessas mesmas minorias..

O caso que se segue fala-nos duma feminista que resolve afirmar publicamente que as feministas não devem confiar nos homens feministas. Até aqui, tudo bem; as feministas são livres de se associarem com quem elas bem entenderem. O notável das suas 5 razões não é o facto delas existirem, mas sim o que é admitido pelas mesmas.

Como dito no princípio, o esquerdista está destinado a entrar em contradição visto não ter qualquer tipo de vínculo moral com a verdade. Devido a isto, o que a feminista admite no seu post contradiz algumas coisas que o feminismo em si tem historicamente defendido.

Os meus comentários baseiam-se nos comentários presentes neste vídeo.

O texto da feminista:

Normalmente, os homens ficam horrorizados com a palavra "feminismo". Estar envolvido com uma feminista é provavelmente o pior pesadelo dum homem. Devido a isto, homens que são eles mesmos feministas são uma raridade. No entanto, apesar de serem uma novidade, tal tipo de homens não cai nas boas graças das mulheres. Aliás, a maior parte das mulheres odeia os homens que alegam apoiar as ideologias feministas.

Isto está em contradição directa com o que muitas feministas "oficialmente" alegam ao afirmarem que o "feminismo também liberta os homens" (implicando que os homens deveriam dar o seu apoio a este movimento e que os homens estão de alguma forma "presos"). Mas se o que esta feminista diz é verdade - e não temos razões para duvidar - isso significa que todas as feministas que afirmam que os homens deveriam apoiar o feminismo estão a mentir. (Uma feminista a mentir? Quais são as probabilidades disso acontecer?)

Este deve ser um dos muitos pontos que as feministas concordam entre si de (modo reservado), mas que tentam a todo o custo não revelar aos homens que alegam apoiar o feminismo. Afinal, que melhor forma de evitar a acusação de misandria que o feminismo justificadamente recebe do que ter homens dentro do movimento?

Existe um número de razões para esta contradição [homens feministas]. Eis aqui algumas das razões que justificam que as mulheres fiquem longe dos homens feministas.

Razões Para Temer os Homens Feministas.

1. É Contra a Sua Natureza: Não seria estranho se um tigre subitamente se tornasse vegetariano? Isto prende-se com o facto de ser contra a sua natureza. Do mesmo modo, o feminismo é contra a natureza básica do homem e é por isso que as mulheres odeiam os homens que alegam apoiar os direitos das mulheres.


Se - como nos é dito - o feminismo é um movimento em torno da mitológica "igualdade" [Nós sabemos que não é, e ela admite que não é] , porque é que esta feminista acredita que o feminismo é contra a natureza do homem? A igualdade, onde ela realmente existe, deve ser defendida a todo o custo - tanto por homens e mulheres. - e como tal não é contra a natureza de ninguém.

Se esta feminista afirma que defender o feminismo é contra a natureza do homem, então é porque ela sabe que o feminismo não é um movimento que busca a igualdade, mas sim um movimento que busca outras coisas: supremacia feminina, privilégios através da lei, tratamento preferencial, dualidade de critérios, padrões de exigências menores, punições mais leves, etc.

2. Traidores da Sua Própria Causa: O tipo de homem que se identifica como feminista é visto como um "traidor" pelos outros homens. De modo geral, os homens desprezam mais os homens feministas do que as mulheres feministas. Como é que podes confiar em alguém que traiu o seu tipo? Se eles traíram o seu próprio género, eles podem muito bem te trair.

Esta feminista continua a revelar que o feminismo é uma "traição" à condição masculina, e como tal, nenhum homem deveria ser um feminista. Pondo de lado a verdade dos homens normais não nutrirem qualquer tipo de simpatia pelos homens feministas, esta feminista correctamente diz que não se deve confiar nos homens feministas. Mas as razões para isto não se prendem só à traição do sexo masculino, mas sim a outros factos mais sinistros.

De facto, se um homem pode-se alinhar com um movimento tão misândrico como o feminismo, é porque ele quer ganhar alguma coisa com isso. É precisamente por essas coisas que ele espera ganhar que as feministas deveriam suspeitar dos homens feministas.

3. Não Há Cavalheirismo: Normalmente, os homens que acreditam nos direitos das mulheres têm falta de cavalheirismo.

Porque é que, sendo uma feminista, esta mulher ainda exige cavalheirismo? Quem foi que ensinou aos homens feministas a não serem cavalheiros? Foram as próprias feministas, obviamente. Portanto, esta feminista está a culpar os homens feministas por um comportamento que é defendido pelo feminismo. (Esta é uma das tais contradições do esquerdismo aludida logo no início do post).

Outra coisa importante que convém notar é que o cavalheirismo assenta sobre a distinção entre o homem e a mulher. Logo, quem defende a igualdade entre os homens e as mulheres nunca pode exigir o cavalheirismo visto que o mesmo é um comportamento "desigualitário". Não há princípio lógico algum onde seja internamente coerente defender, ao mesmo tempo, a igualdade e o cavalheirismo.

Eles [os homens feministas] tratam as mulheres como iguais e não alguém melhor que os homens.

Para além da feminista não saber que o cavalheirismo assenta na crença de que a mulher é (entre outras coisas) fisicamente inferior aos homens (motivo pelo qual as feministas odeiam o cavalheirismo), ela assume que as mulheres são melhores que os homens. Ou seja, ela faz parte dum movimento que luta pela "igualdade" ao mesmo tempo acredita que as mulheres são melhores que os homens.

Isto demonstra que o feminismo não é um movimento pela igualdade, mas pelo privilégio feminino. As feministas querem tratamento especial ao mesmo tempo que alegam ser "fortes" e "independentes". Paralelamente, elas alegam que somos "iguais" e que as nossas distinções são "construções sociais", mas usam o governo para obter testes físicos de admissão mais fáceis que os homens - ao mesmo tempo que exigem receber a mesma remuneração que eles. A isto, junte-se o facto das feministas forçarem as empresas a colocar em práctica sistemas de quotas ao mesmo tempo que se queixam que os homens ganham mais por motivos de "machismo".

Portanto, quando tu és igual, ele não tem que segurar a porta para ti, ou pagar as contas. Tal como os ateus não têm feriados, as feministas não têm qualquer tipo de concessão por serem mulheres.

Seria interessante saber o porquê desta feminista acreditar que as mulheres deveriam ter "concessões".

Por isso é que a lendária actriz Marilyn Monroe a certa altura disse: "Mulheres que querem ser iguais aos homens são deficientes em ambição."

Como se pode ver, as feministas não querem ser iguais aos homens; elas querem tratamento especial, níveis de exigência especiais, leis especiais e um sistema judicial que olha para as suas necessidades acima das necessidades do resto da sociedade.
4. Mais Liberdade do que Nós Precisamos: Quando um homem se torna num feminista. ele fica muito mais radical do que a feminista mais militante. Eles começam a apregoar por muito mais liberdade do que aquela que as mulheres querem ou precisam.

Isso não é acidental uma vez que quanto mais feminista e "livre" uma mulher for, maiores são as probabilidades dela ser sexualmente mais promiscua. Os homens feministas provavelmente olham para o feminismo como uma forma de obter mais facilmente o que eles nunca conseguiriam obter das mulheres sexualmente mais conservadoras.

Atenção: nós podemos acreditar no nosso direito de usar ou não usar sutiãs uma vez que o mesmo é um símbolo de opressão e estereótipo de género, mas será que realmente queremos os homens a queimar sutiãs pela nossa causa?

Será que alguém realmente acredita que o sutiã é algo feito para "oprimir" as mulheres? O sutiã não é um "símbolo de opressão" mas sim uma peça de roupa criada [pelo homem?] para o conforto da mulher. Pensem no que seriam as costas das mulheres se elas não tivessem esta comodidade. (Graças a Deus pelo patriarcado "opressor" que inventa peças de roupa para o conforto da mulher.)

5. As Mulheres Gostam dos "Mauzões" [cafajestes]: Não interessa o quão tecnicamente correctos os homens feministas são, as mulheres raramente se sentem atraídas por eles. As mulheres possuem esta qualidade sinistra que faz com que elas se sintam atraídas pelo tipo de homem "errado". O mitológico "mauzão" que bate nas mulheres e é um chauvinista ainda reina supremo nas fantasias femininas. Dito de outra forma, as mulheres são um bocado masoquistas. Por isso é que é normal ver mulheres bonitas, confiantes e bem sucedidas a buscar relacionamentos potencialmente abusivos.

Há uma palavra para isso: hipergamia.

De forma geral, os homens feministas não são maus, mas eles são demasiado bons para serem verdadeiros. Gostarias de ter um relacionamento amoroso com um homem que se identifica como feminista?

Os homens feministas são demasiado bons para serem genuínos precisamente porque são demasiado bons para serem genuínos. De acordo com o que se sabe, não é a paixão pelo feminismo que faz com que os homens se alistem no movimento feminista, mas sim a possibilidade de obter das mulheres envolvidas no movimento aquilo que de outro modo não conseguiriam.

Quem confirma isto mesmo é outro homem que também se identificava como feminista.

O meu trabalho contra a violência sexual e a minha reputação como um "bonzinho" pró-feminista cumpriram dois propósitos inter-relacionados:

1) Fui capaz de explorar a coragem que testemunhei entre outros sobreviventes, e tomá-la como minha coragem também (em vez de lidar com as minhas próprias experiências de abuso sexual);

2) Distraí-me da vergonha de fantasiar as mulheres como objectos sexuais, e no caso da minha vítima, agi em conformidade com essas fantasias.

Ou seja, ele aproveitou a confiança que as feministas lhe deram para abusar sexualmente de mulheres. Este provavelmente é o maior perigo dos homens feministas,
Conclusão.

Sem ser a sua intenção, a autora dos 5 motivos pelos quais as mulheres devem rejeitar os homens feministas revelou a verdadeira natureza do movimento.

1. Não é um movimento em torno da igualdade mas sim em torno da supremacia feminina.

2. Feministas odeiam os homens feministas.

3. Feministas querem cavalheirismo mas afirmam defender a igualdade.

4. Mulheres sentem-se atraídas aos "mauzões" (cafajestes).

Obviamente que estas "revelações" só são surpreendentes se ignorarmos os seus actos e aceitarmos a propaganda que as feministas fazem de si. Se, por outro lado, atentarmos para a forma como tem avançado a agenda feminista no ocidente, torna-se claro que o que esta mulher diz sempre foi a mentalidade das feministas. O que se passa é que ela colocou em palavras o que muitas levavam a cabo com actos.

Interessa saber agora o que é que os "homens feministas" acham do que esta feminista disse, e se eles realmente acham que esta forma de pensar é única dentro do feminismo.


16 comentários:

  1. Dizer igualdade e desejar supremacia rima com psicose e esquizofrenia...

    Mulher: contradição, masoquismo, falta de noção do que quer, falta de lógica e gosto por seguir qualquer modismo. É isso aí que quer se tornar a liderança duma família ou do mundo? Hahahaha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anacoreta,

      O problema está no feminismo em si e não na condição de mulher.

      Cumps

      Eliminar
    2. Verdade, Lucas! Expressei-me mal. Universalizei quando generalizar já seria uma boa medida, pelo menos no Brasil Comunista pós-era militar.

      O problema é que a grande maioria das mulheres é feminista em maior ou menor grau (com menor ou maior grau de estupidez).

      Isso faz delas uma ameaça cega à civilização, ao contrário de nossas avós e bisavós.

      Eliminar
    3. Sobre esta questão, suspeito que a essência feminina possui um traço muito peculiar: altamente(muito mais do que os homens) influenciáveis pelos aspectos culturais. Acabam simulando ou se transformando no que a sociedade diz que elas são. Elas, para o bem ou para o mal, são mais passíveis à engenharia social do esquerdismo. Lamentável ver o texto desta feminista depois de vermos este vídeo dos anos 60:

      http://www.youtube.com/watch?v=8eXTkjmYF-4

      Eliminar
    4. A maioria das mulheres é mesmo de uma grande fragilidade psicológica (mais conhecida como "miolo mole"). Nunca é firme em suas convicções pessoais, que mudam ao sabor do vento; só segue o que está na moda e seu rebanho segue.

      Depois de escolher uma autoridade que a influencie e a impressione, seguirá tudo o que seu(sua) Mestre(a) disser, mesmo que não tenha a mínima lógica nem o mínimo valor ético ou utilitário. Seus atuais "gurus" são a moda, os ideólogos, poetas açucarados, escritores sentimentais, filósofos herméticos delirantes, revistinhas feministas, filminhos melosos,as "amigas" (falsas...), o "amigo" gay, o namorado cafajeste da juventude ou qualquer inescrupuloso(a) que lhe adule o ego facilmente inflável, vazio e vaidoso (desculpe o pleonasmo), etc.

      Lembrem-se de que o Diabo enganou Eva primeiro na queda do Paraíso; Adão foi confiar nela e o mundo foi amaldiçoado. Ele deveria ter sido mais convicto e não ter acreditado nela (faça idéia da lorota que ela deve ter dito...insistências, manipulações e mentiras, marcas registradas do gênero). Aprendamos com isso.

      Dá para confiar em gente mole assim para ser o pilar e a liderança espiritual, financeira, tecnológica, moral e educacional dum lar ou duma sociedade? NÃO!!!

      Basta a vida endurecer um pouco para nós vermos que tal lugar não lhes pertence.

      Eva, a primeira feminista e satanista!

      Eliminar
    5. Não considero dessa forma. É possível que Adão é Eva tenham se arrependido de seus pecados e sido salvos. Homens também podem sofrer de fragilidade psicologica. Mas óbviamente o homem é o cabeça da mulher.

      Eliminar
  2. Ótimo texto.
    Essas falas das feministas estão ficando cada vez mais ridículas.
    Acho que só um bando de pessoas zumbis ou do tipo interesseiras(como foi o caso do homem ex-feminista citado)para seguir um fanatismo idiota desses que parece mais uma ditadura.

    ResponderEliminar
  3. >Mulheres gostam de cavaleirismo
    >Mulheres gostam de chauvinismo
    Não da pra entender as mulheres!

    ResponderEliminar
  4. . As Mulheres Gostam dos "Mauzões" [cafajestes]: Não interessa o quão tecnicamente correctos os homens feministas são, as mulheres raramente se sentem atraídas por eles.

    Ou seja: a própria feminsta admite que elas preferem é os machistas mesmo, porque os betas são aqueles bonzinhos que apoiam o feminismo a troco de migalhas e que no final acabam sem nenhuma mulher.

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto muito deste blog, principalmente por NUNCA falar mal das mulheres em sua totalidade, pois o nosso grande INIMIGO é o Feminismo.

    Feminismo é uma ideologia e neste grupo temos homens e mulheres. Ser mulher não é sinônimo de ser feminista, assim como ser alemão não é sinônimo para ser nazista. Hitler falou em nome de todos os alemães, porém nem todo se sentiram representados.

    Chamar feministas de feminazis é absolutamente correto, pelo menos no caso das feministas mais radicais. Elas fazem exatamente o que o nazistas fizeram na Alemanha. Tomaram para si o direito único e exclusivo de falar por todos, como se suas necessidades e desejos fossem iguais. E todas aqueles que não concordassem e abaixassem suas cabeças perante os líderes, eram considerados traidores e eram cruelmente perseguidos e punidos. Reparem que as feministas defendem todas as mulheres, por piores que sejam, com a exceção das mulheres tradicionais, recatadas, femininas, que valorizam mais um casamento e filhos do que carreiras promissoras.

    Ótimo texto. Fala muito racional e que não abre espaço para nenhuma acusação de misoginia. É essa postura que todos devemos tomar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com uma ressalva, Lobo Sagrado, até o próprio Lucas mencionou em um post anterior: Chamar as(os) feministas de nazistas é até insultar os próprios nazistas. O feminismo é um câncer muito pior!

      Além disso, é sempre bom ver grandes pessoas como você ainda participando nessa parte da blogosfera. Tens minha admiração totalmente respeitosa e digo que sinto falta de suas postagens acerta desse mal que é o feminismo... Pretendes voltar a postar no seu Blog ainda?

      Eliminar
  6. Vi muitas verdades no texto. Aparentemente, os homens ditos "feministas" estão, na verdade, buscando formas mais fáceis de "caçar"(sim,porque há mulheres imbecis o bastante pra dizer: oh, que lindo, ele luta por nossos direitos) ou escondendo determinados aspectos mal resolvidos de sua sexualidade...resumindo, gays que não conseguem se assumir, ou misóginos que, desta forma, acham uma ótima maneira de expressar agressividade contra mulheres não-feministas (ps: eu não disse MACHISTAS) com a desculpinha ideológica. Lamentável...

    ResponderEliminar
  7. depois de branco que tem vergonha da própria origem, heterossexual defendendo o movimento lgbt, rockeiros a favor do funk como cultura latina, judeus nazistas... só faltava homem feminista traindo o próprio gênero!

    parabéns ocidentais! seguindo a cartilha liberalóide direitinho... enterrem logo essa bosta de civilização e virem muçulmanos de uma vez! pelo menos essa inversão de valores será proibida segundo o islã ¬¬".

    ResponderEliminar
  8. hahahahaahahah!!! nossa que texto ruim! Quem são suas fontes, peloamordedeus! VOcê precisa conversar tranquilamente com uma mulher feminista. Certamente está a olhar para um grupo feminista minoritário e equivocado. Fale com mulheres reais e não minorias virtuais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "VOcê precisa conversar tranquilamente com uma mulher feminista."

      O problema é que algumas delas desejam a nossa morte.

      Eliminar
    2. As fontes dele (e de qualquer pessoa q se preste a poucos momentos de pesquisa no Google) são as próprias feministas. Esse discurso de misandria é das LÍDERES e intelectuais feministas. Os livros feministas estão em todo canto, é só procurar e ler com honestidade intelectual, desde Simone de Beauvoir a Judith Butler, passando pela pior de todas (na minha opinião), a Shulamith Firestone... verás que o discurso dessa feminista do post vai de encontro com o discurso de TODAS as intelectuais feministas. Pare de usar a falácia do escocês de verdade e veja aonde está metida: num "movimento terrorista", como diria Erin Pizzey.

      Eliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT