sábado, 27 de agosto de 2011

Colunista feminista chocada por descobrir que os homens não se querem casar com mulheres promiscuas

Recentemente um homem de 29 anos, em busca de alguma orientação, escreveu para a secção de cartas de amor do Boston Globe. Segundo a Susan Walsh, normalmente a Meredith Goldstein (na foto), autora da coluna, dá bons conselhos mas isso não se verificou neste caso.

Eis aqui a carta que o homem lhe mandou:

Há cerca de um ano atrás um amigo apresentou-me uma das amigas da sua mulher e nós dê-mo-nos bem desde o início. Eu agora tenho 29 anos e ela tem 26.

Nós namoramos e as coisas estavam a correr tão bem que chegámos ao ponto onde estávamos extremamente felizes e considerando a hipótese de vivermos juntos. . . . Essencialmente , era uma relação normal, saudável, feliz e baseada no respeito mútuo.

Há algumas semanas atrás, no entanto, ela largou uma bomba.

Ela disse-me que quando estava na faculdade, ela havia sido muito casual nos relacionamentos. Quando lhe perguntei o que é que isso significava, ela disse que ela tinha dormido com cerca de 35 homens [!!!].

Quando soube disto, senti-me de rastos.

Sempre assumi que ela havia tido um típico passado de namoro e que ela era uma rapariga distinta.

Ela garantiu-me que havia mudado depois da faculdade, mas eu ainda não sei como processar esta informação.

Agora a parte que envia tremores a todas as mulheres com um passado sexual "frutífero":
Tenho a certeza absoluta que se soubesse disto desde o princípio, nunca lhe daria uma hipótese. Não é preciso dizer isto, mas estou "estranhado". Até há duas semanas atrás, esta era a mulher com quem eu me via casado. Ela tem sido incrível para mim, mas agora nem sei com quem namoro.

Eu gostaria muito de colocar estas coisas para trás, e voltar a sentir o que sentia mas não sei se isso é possível. Tenho receio de que se terminar este relacionamento devido a esta questão, este pode ser o maior erro da minha vida.

Ela faz-me feliz e é provavelmente o melhor relacionamento da minha vida, mas eu olho para ela como mercadoria estragada.

Tento racionalizar o porquê do seu número de parceiros sexuais não ser um número assim tão fora do comum, mas volto sempre ao mundo real e lembro-me que não conheço uma única mulher solteira que fez algo remotamente parecido durante os anos de faculdade.

Isto é tudo novo para mim.

Em Conflito.

Reparem agora na resposta horrorizada e quase histérica da colunista Meredith Goldstein. Os meus comentários pelo meio:
Caro "Em Conflito:

Você disse "Tenho a certeza absoluta que se soubesse disto desde o princípio, nunca lhe daria uma hipótese". Não está contente por não ter sabido?

?!! A Meredith está mesmo a dizer que seria "bom" que o "Em Conflito" (EC) não soubesse que a sua namorada havia sido uma vadia durante os anos de faculdade? Isso provavelmente seria bom para ela (não ter contado nada) mas não para ele.

Se ele viesse a saber estas coisas depois do casamento, o que ele sente agora sentiria na altura - com uma óbvia e séria distinção: uma vez casado, em caso de divórcio e a existência de filhos, ele teria que suportar as crianças e a mentirosa da mãe.

A Meredith tem que compreender uma coisa: os homens não gostam de mulheres promiscuas quando se fala em casamento ou relacionamentos longos e sérios. Os homens podem gostar desse tipo de mulheres para encontros sexuais fugazes mas elas estão na base da lista quando de relacionamentos estáveis se fala.

Continuando com a Meredith:

Se você tivesse rejeitado a sua namorada com base no seu número de parceiros sexuais, você não teria um relacionamento espectacular e feliz.
Esta burra feminista não entende que já não se está a falar de namoro mas de casamento e/ou coabitação. O homem está a olhar para a namorada como futura péssima esposa e não como péssima namorada. O homem (EC) não sabe se ela será uma má esposa ou não, mas sabe que uma mulher que teve 35 parceiros sexuais diferentes em menos de 5 anos não é (emocionalmente ) uma pessoa que inspire confiança.
Qual é o número de parceiros que teriam sido ajustados? 5? 20 ? 34? Onde é que você faz a divisão a partir da qual é legítimo qualificar a mulher de "mercadoria estragada"?
Pergunta ridícula. O homem não disse que sabia qual era o "número ajustado"; ele apenas disse que 35 parceiros sexuais em 4/5 anos não inspira confiança. Convém ressalvar que isto só leva em conta os anos da faculdade. Quantos parceiros ela teve antes de entrar na faculdade? Quantos teve depois da faculdade?

Para além disso temos o óbvio caso das mulheres mentirem sempre em relação ao seu passado sexual.

Como diz este site, "Se nós [as mulheres] dizemos 5, então isso quer dizer 20. Se nós dizemos 2, então queremos dizer 8, e se nós dizemos que tu és o primeiro, então isso quer dizer que já nem nos lembramos dos nomes dos nossos parceiros sexuais".

Portanto, o EC tem todos os motivos do mundo para rejeitar a "ex"-promiscua.

A Meredith diz ainda:

A sua namorada conhece-se bem. Ela divertiu-se na faculdade, cresceu e agora quer um verdadeiro parceiro. Ela escolheu-o a si, confiou em si o suficiente para revelar o seu passado [sórdido] e agora ela está a ser chamada de "mercadoria estragada".
Que linda história (será que oiço violinos?).

Então ela esfregou-se com cerca de 10 parceiros sexuais diferentes todos os anos (durante 4/5 anos), mas agora (sim, AGORA) é que ele se "conhece bem" e "cresceu" e....e... e... escolheu o EC.

Reparem como a colunista quer tornar o EC em alguém "especial" ao dizer "ela escolheu-o a si". Isto parece indicar que os 35 parceiros sexuais eram algum tipo de "preparação" até a chegada do "tal". Claro que no mundo real as coisas não funcionam assim.

Que interessa ao EC que ela o tenha escolhido? Se uma prostituta o escolher, deve ele sentir-se "especial"?

Se ela se conhece bem, porque é que foi rodada por 35 homens diferentes em menos de 5 anos? Aliás, como é que de "ela teve 35 parceiros sexuais" se deduz "ela conhece-se bem"? Que tipo de "conhecimento" é esse que aumenta à medida que se vai tendo mais e mais parceiros sexuais? Pior, de que forma é que esse "conhecimento" pode ajudar o EC a rejeitar os seus naturais temores em relação à vadiagem da sua mais do que provável ex-namorada?

Posso sugerir que a mulher que apenas dormiu com 3 pessoas - mas que não entende os seus motivos - pode ser mais "mercadoria estragada" e menos capaz dum relacionamento adulto?
Claro que podes, Meredith. Tu até podes dizer que se a namorada do EC tivesse dormido com 90 homens em 4 anos, ela seria um génio em relação ao auto-conhecimento. O problema é que isso é irrelevante.

Nós não estamos a falar de "auto-conhecimento" e nem de "relacionamento adulto" mas sim de CASAMENTO. O EC não quer a sua namorada para um relacionamento adulto porque....ele já tem um relacionamento adulto com ela.

O meu ponto é: se ela não se sente "estragada" então ela não está estragada. Por favor não a qualifiques dessa forma.
Oh, coitadinha. Por favor não qualifiques de vadia uma mulher que teve 35 parceiros sexuais em 4/5 anos. Tens que levar em conta os sentimentos dela, pobrezinha.

O pós-modernismo está congelado na frase de cima: nós é que definimos a realidade.

Primeiro, os nossos sentimentos não se sobrepõem à realidade. Se eu me sentir rico será que posso reservar quartos de hotel no Algarve para passar as férias? O que ela sente ou deixa de sentir é irrelevante. A realidade é o que é.

Segundo, o problema não é o que ela sente mas o que ele sente. É ele que está assombrado com o número de parceiros sexuais da sua futura ex-namorada. Foi ele que escreveu a carta à Meredith e não ela. É com os sentimentos dele que nós nos devemos debruçar. As tentativas da Meredith de se focar no que ela sente (gesto tipicamente feminista) são formas de desviar o ponto da questão.

Nós sabemos que a namorada também está embaraçada com o seu passado porque, para além de ter escondido essa informação durante algum tempo, ela foi rápida em dizer que já não é assim. Todos nós sabemos que as pessoas são capazes de mudar os seus desejos e o seu estilo de vida, mas nesta questão, o ponto não é que ela ainda é uma vadia, mas sim que ela foi uma vadia durante (pelo menos) 4 anos.

A questão aqui é: será sensato dar o nó ou trazer para casa (coabitação) uma mulher que teve 35 parceiros sexuais em 4 anos?

Nada mudou nela. Ela é a mesma mulher por quem você se apaixonou.
Falso. Ele apaixonou-se por uma mulher cujo passado ele desconhecia. Ele mesmo diz que se soubesse o que sabe hoje, ele teria rejeitado qualquer envolvimento sério.
Se alguma coisa, você deveria sentir-se lisonjeado. Ela experimentou uma variedade de homens e você é o homem com quem ela quer coabitar.

"Ela experimentou uma variedade de homens" é a frase problemática, mas a colunista não parece saber disso. Por mais que ela diga que a vadia namorada "escolheu-o a si", "quer viver consigo", "conhece-se bem", isso não invalida a parte que diz "ela experimentou uma variedade de homens".

As experiências dela tornaram-na na mulher que ela é hoje.
Ou seja, a sua vadiagem tornaram-na na mulher que esconde essa mesma vadiagem e é rápida a dizer que "já não é assim". A namorada não está orgulhosa do seu passado "frutífero" mas a Meredith acha que ela deveria estar.
Devido a isto, esteja grato por ela ter vivido a vida que viveu. Não estrague a relação - por si e por ela.

Meredith

-Fonte-


Acho que ficou claro que as desculpas que a Meredith deu aplicam-se também à sua vida. Ela foi provavelmente rejeitada por um homem pelos mesmos motivos e agora tenta usar a sua posição para "resolver" esta questão.

Mas é uma perda de tempo. O EC vai sem dúvida mandar a namorada dar uma curva e procurar uma mulher sexualmente mais conservadora.

Uma coisa boa deste incidente é que a partir de agora, o EC vai tentar saber cedo na relação o passado sexual da sua namorada. Portanto, obrigado feministas! Mais um homem salvo do vosso laço mortífero (e duma vida de ruína económica).

Momento de "auto-conhecimento" universitário

Vêr também:

1. Feminista: Porque é que os homens não se querem casar com mulheres promiscuas?

2. Promiscuidade pré-matrimonial prepara caminho para adultério

17 comentários:

  1. Nova materia da faculdade, Auto-conhecimento.


    HAHAHA feministas são foda, bom blog.

    ResponderEliminar
  2. Caraca que colunista redicula tentando defender a mina rodada, na boa esse cara deveria ter mandado esse pedido de conselho ao um homem, o conselho seria unanime cai fora o casamento eh furada com ela!!

    ResponderEliminar
  3. Rapaz, ela poderia até der dado força para o rapaz ficar com a moça, mas não nesse sentido de que o passado dela é um "orgulho" para ele...

    ResponderEliminar
  4. Partimos da premissa que a promiscuidade é vergonhosa para as próprias mulheres.
    Elas se deixam levar pelo momento e viram umas putas.
    Se não fosse assim, a mulher não esperaria até o cara estar fisgado para revelar seu passado sexual.
    Se fosse algo do qual ela se orgulhasse, ela o revelaria na primeira oportunidade.
    E se o cara a deixasse por isso, foda-se ele, ela pensaria.
    Mas, como não é assim que funciona, a conclusão é que elas mesmas se envergonham de suas experiências anteriores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. me lasquei assim tambem, se soubesse desde o começo, JAMAISSSSS NUNCA, esperou a hora certa, e me fudi com isso, sinceramente as vezes penso em ser cafa de verdade, não vale a pena o sofrimento é para o resto da vida, a gente fica com nojo vergonha, e uma sensação de ter sido enganado que uma desgraça; revoltante.

      Eliminar
  5. Então, segundo a "conselheira feminista", como ela já foi rodado por muitos, o próximo palerma deve sentir-se especial ?!

    Inversão total,a da "conselheira feminista". Digamos que o infeliz teria razões para se sentir especial neste caso:

    -Ela recusou todos os homens, até te encontrar. Tu foste o escolhido. Deves ter alguma coisa especial para ela te conceder o que não concedeu a mais ninguém.

    Mas não, a feminista tinha de inverter a mais elementar lógica...

    Já agora, que raio de homem precisa de perguntar, e ainda por cima a outra mulher, o que fazer quando descobre que a sua namorada já rodou por números que equivalem a um plantel de futebol + reservas + emprestados + júniores à experiência ?

    É preciso perguntar?! Esta sociedade também é responsável pela "des-masculinização" dos homens. Choramingas emocionalmente dependentes, que ficam de rastos e sem saber o que fazer perante o óbvio.

    A resposta é simples:

    Tiveste 35 homens em cinco anos? Detestei conhecer-te. Obrigado por me fazeres perder tempo.Boa sorte na terapia para viciados em sexo ( bem precisas) Sugiro apenas que não escolhas a opção "terapia de grupo". Os motivos são óbvios. Adeus.

    ResponderEliminar
  6. A única coisa que me impede casar com uma mulher promiscua é saber que de fato ela poderia me trair com maior facilidade, por uma simples briga ou por insatisfação.

    Mas tudo isso não passa de 'medo' e saber de sua 'impotência' em relação a quanto homens a mulher ficou. Honestamente, por não controlarmos nossos sentimentos acabamos complicando certos relacionamentos, como o mencionado acima.

    Pior do que passado de mulher é homem com insegurança. Uma combinação dos dois e qualquer relacionamento vai por água abaixo. É por isso que defendo as características alfas, tanto por parte do homem quanto da mulher. Ambos possuem poucas características alfas, e em consequência, o relacionamento será destruído. Neste ponto, onde a mulher não quer ferrar o cara, acredito que não contar ou contar uma mentira para o homem, faça mais bem do que mal, principalmente se a mulher 'ama' esse cara.

    Algo interessante de notar é que é dito 'quantidade de homens' e não quantidade de relações sexuais, o que prova que é uma insegurança por parte do homem com quantos homens uma mulher dormiu, por outro lado, ele não se importa em 'quantas' vezes a mulher dormiu com o mesmo homem, a única coisa que importa neste caso, principalmente para os machistas conservadores (machista =características de macho e não o preconceito) é a quantidade de homens, a mulher pode ser muito mais rodada do que a quantidade de parceiros indicam.

    Este homem não teria insegurança em relação a mulher se fosse um homem alfa, como este homem declarado acima possuí características de um macho alfa típico com tendências ao conservadorismo e não realismo, o que indica, insegurança e principalmente pouco desenvolvimento emocional

    Eis meu blog: http://bloggabrielmelo.blogspot.com.br/2014/01/os-6-pilares-caracteristicas-alfas.html

    E meu face para debates: https://www.facebook.com/gabriel.orciole

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa conselheira é uma figura.
      Segundo ela, o cara tem a chance de casar com uma p.h.d em putaria, e ainda assim, não pensar que a ",mercadoria" está estragada.
      Ela nem considerou que o cara falou (relação de respeito e confiança), e achou que isso é besteira perto da "expertise sexual" que obteve pro resto da vida. E o pior, estaria se relacionando sexualmente com uma ´sabia de si mesmo.
      Que sabedoria é essa que uma meretriz não pode ter? Ah, francamente...
      Se o cara rejeita o passado dela, ele esta firmando a condição de um sortudo?
      Eu não me canso de rir...


      Eliminar
    2. Gabriel! Uma mulher que fez sexo por 10 anos com 1 parceiro fixo, e mais confiavel do que uma mulher que teve varios 35 parceiro em 4/5 anos! ( o amigo dele apresentou a mulher, ele pediu conselho a uma mulher,nao procurou saber do passado dela antes ,etc....) poxa fica evidente que ele nao se encaixa no seu concheito de Alfha ne! (Um homen independente ,de alfha,beta, treta....religioso, apaixonado etc... ja largaria dela na hora) Mesmo que depois chora-sse escondido por ai ! Procuramos um relacionamento para nos sentir bem! se For pra viver angustiado e chorando e melhor nao ter um relacionamento! Pra que eu vou querer ser um alfha (nao tipico) , pra ter que me relacionar com este tipo de gente?

      Eliminar
    3. Não, Gabriel, não é "medo", "insegurança" ou "conservadorismo" nenhum.

      Machos são territorialistas. E por essa razão, espontaneamente, machos não gostam de formar família com fêmeas que passaram ou ainda passam nas mãos de outros machos. AINDA MAIS os machos alphas, que por regra preferem fêmeas mais novas e menos rodadas.

      Escrever uma imbecilidade dessas dá na cara que você não entende absolutamente nada da dinâmica entre homens e mulheres, somente entende mesmo de "pegar mulher na balada".

      Eliminar
    4. Mesmo um alfa ou um cara bem sucedido pode ser coreado. Sociedade ocidental hoje em dia estimula a promiscuidade e o relacionamento extraconjugal. Seu raciocínio valia algumas décadas atrás onde não havia tantas leis feministas e a mídia esquerdista defendendo a promiscuidade feminazi, ou seja, não depende mais somente do homem.

      Eliminar
    5. Se ela deitou com homem de baixa qualidade pior ainda, sinal que não possui nenhuma seleção e pode te trair mais facilmente. Você quer pagar de alfa, mas aparenta ser apenas mais um cuck.

      Eliminar
  7. Que tipo de macho alfa aceita passar o resto da vida com uma rodada? Ainda que fosse insegurança, ela é justamente naquilo que o macho alfa exige de sua parceira e que a mesma não tem: confiança e fidelidade.
    Uma mulher com histórico negativo foge e muito dos padrões de exigência levantados acima. Ao contrário, só um macho beta mesmo pra se casar nessas condições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gabriel Orciole,,,Este e meu blog (Beta$), perfil casado a 23 anos,2 filhos ja criados,ajudei o feminismo a propagar a liberdade sexual ,tendo algumas relaçoes sexuais com mulheres ,antes
      e depois do casamento, tive estabilidade no trabalho (15Anos) antes de ter meu próprio comercio. Sou tudo que a sociedade espera de um homem ne.
      ~Minha ex -esposa e a esposa atual,sempre ganharam mais do que eu. Entao nao me chame de (Alfa), pois nem eles gostam muito de mim por la. Kk
      Acho que toda mulher que me da bola, não da bola pra outros homens nem são interesseiras ,nem fazem joquinhos ,so me dao bola por causa das rugas na minha testa ,que são um charme.kkk todas são femininas e românticas, so que ainda não tiveram a oportunidade de desmostrar. Nos os ( Beta$) acreditamos que não e culpa delas se o governo autorizou
      Que na separação elas fiquem com os filhos ,casa e pensão do marido (99% dos casos).
      Que mulher ia querer isto ,uma casa pra limpar, crianças da um trabalho danado ,e ainda por cima receber so 30% de pensão, niquem merece ne. Nos achamos que o governo e a
      Justiça deveria parar com isto. E pura maldade com o sexo feminino.
      Sobre salario e libertinagem. Nos da (Beta$) temos uma opinião sobre isto, já que as mulheres ganham menos que os homens, nada mais justo do que elas transarem ou
      Sair com homens que ganham mais do que elas, chefes, clientes ou qualquer um homem que ganhem mais. Que possam ajudar a pagar as faturas, salao de beleza,ou sapatos etc.
      Afinal fazer uma mulher ficar atraente custa caro ta.
      Cafajestes, canalhas ,bad boys, Por favor senhores não se preocupe se elas amam este tipos de caras, isto e so quando elas estão novinhas ,depois dos 25 anos elas vao amar vocês (nerds, provedores, religiosos e etc... e Oba Beta$..) pois já vao tar mais maduras e sabendo realmente o que querrr, O amor da mulher da pra todo mundo e infinito. E so esperar um pouco.
      Desenvolvimento pessoal : Malhar bastante pra ficar gostozao pra elas. Leitura : kama sutra ,pra ser o cara, Trabalho: ganhar muito dinheiro (afinal vc pode se apaixonar por uma mae solteira) e criança da despesa ne.
      Frases de auto ajuda do bloq: Lavou ta nova, (se disse que e seu ,não importa e seu, ) Passado e passado mesmo que tenha sido a uma hora. O que os olhos não veem, espero que o nariz não sinta. Se parece anjo , não importa o inferno e anjo. Ela so tem olhos pra você. Os amigos delas sao seus amigos. Nos estamos errados elas certas.
      Daqui a uns anos ela te amara. DEPOIS HAVERA MAIS AQUARDEM
      O bloq (Beta$) ainda ta em fase de construção . Em BREVE
      Moderador = (Iron.ia.mam) . Apesar de ainda não ter sido lançado,
      Vejo por ai que a ( Beta$) já tem homens suficiente que já vivem esta filosofia.

      Eliminar
  8. O mesmo raciocínio se aplica às mudsharks(que quase sempre são promiscuas também), vivem a deitar-se com negros e muçulmanos na juventude e depois que vão ficando mais velha acham um branco cuck para sustentar seus desvaneios e filhos biraciais. Jamais namoraria ou casaria com uma vadia, infelizmente está difícil achar uma boa esposa no ocidente.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT