terça-feira, 18 de outubro de 2011

Mulheres tóxicas

Vejam o link original (no final do texto) onde o autor tem lá bons vídeos.

Uma mulher é tóxica se ela abraçou o feminismo e vive de acordo com as crenças cardinais de total egoísmo e irresponsabilidade para as mulheres. As mulheres tóxicas não só são bastante comuns como não parece que sejam uma espécie em vias de se extinguir num futuro próximo. De facto, as mulheres tóxicas são em maior número que as mulheres não-tóxicas.

As mulheres tóxicas pensam que é moralmente correcto:

  • Usar o sistema legal sob controle feminista para roubar os bens do ex-marido após o divórcio;
  • Negar o acesso do pai aos seus próprios filhos se a mulher quiser;
  • Iniciar processos legais contra patrões e colegas se ela achar que esta a ser "oprimida";
  • Acusar um homem de violação se, após uma noite de intimidade, ele não a abraça pela manhã ou nunca mais volta a ligar;
  • Ter empregos como "bombeira" e polícia (ou militar) e receber o mesmo que os homens embora não tenham a mesma habilidade, força ou destreza, e nem corram os mesmos riscos que o homem corre.

Não é seguro um homem ficar sozinho com uma mulher tóxica e nem é seguro ele dar-lhe boleia até a sua casa ou fazer-lhe qualquer tipo de um elogio - as falsas acusações de violação ou assédio sexual estão prontas a serem lançadas por mulheres que sofram uma de uma vasta gama de problemas de personalidade.

Se um homem espera evitar problemas legais e financeiros, ele nunca deve sair em encontros românticos, ficar perto, contratar ou interagir com mulheres tóxicas.

Mulheres tóxicas na sociedade.

Se tu és um homem a viver na Europa ou nos EUA, ou em qualquer outro lugar onde o feminismo já tenha infectado as mulheres locais (Brasil, etc), então tu és um homem a viver entre milhões de mulheres tóxicas. Estas mulheres não são um bocado tóxicas: elas são tóxicas até ao extremo. Elas são tão tóxicas que apenas o gesto de estar ao lado delas é prejudicial para a saúde do homem.

O feminismo, e a sua disseminada adopção por parte da maior parte das mulheres ocidentais, gerou uma mentalidade feminina monstruosa que aflige todos à sua volta. Esta mentalidade "primeiro eu", "quero tudo", "sou melhor que tu" é uma atitude que estas mulheres abraçaram tendo pleno conhecimento (ou ignorância imperdoável) do mal que isso causa às pessoas à sua volta - em especial aos homens.

Quão tóxica é esta mulher?

  • Feministas são tóxicas se te casas com elas.

Antigamente o casamento não só era algo de importante como também era a base da sociedade, e, de facto, de toda a civilização. De uma forma ou outra, e atravessando culturas e divisões históricas, a definição formal de família - que implicava a união entre um homem e uma mulher - teve um propósito vital em incentivar o homem, proteger a mulher e gerar crianças.

Nos dias que correm, no entanto, o casamento é um contrato totalmente desigual onde o homem foi sobrecarregado com responsabilidades financeiras em relação à mulher, ao mesmo tempo que, à mulher, nada foi imposto, requerido ou restrito.

Com um divórcio sem responsabilidades, a mulher é livre para escolher abandonar o casamento (e em 90% dos casos é ela que inicia o divórcio) desde que ela assim o sinta, tendo como conforto a certeza de que o ex-marido vai ser obrigado a pagar o estilo de vida a que ela se acostumou. No entanto, não há qualquer tipo de provisão nesse sentido para o estilo de vida do homem - aparentemente é moralmente aceitável ele experimentar um decréscimo acentuado no seu estilo de vida devido ao facto dele estar a financiar as escolhas da sua ex-esposa.

As mulheres tornaram-se tão tóxicas, especialmente as mulheres americanas, que elas se aperceberam que estão a ser de modo incremental rejeitadas em favor de mulheres não-ocidentais. Mas em vez de levarem esse facto como um aviso ao seu nível tóxico, elas (as mulheres ocidentais) tentam impedir os homens de buscarem mulheres não insuladas pelo feminismo.

Se um homem não tomar cuidados extremos em escolher uma mulher que EXPLICITAMENTE renuncia o feminismo - e uma mulher em que ele possa depositar confiança - o casamento não é viável para o homem ocidental. A mulher tóxica tem muitas opções, muitas armas e muitas agências - incluindo o governo - que tem interesse em encorajá-la em abandonar o marido e destruí-lo no processo.

  • As mulheres são tóxicas se tiveres relações sexuais com elas.

Com a histeria injustificada em torno das violações que ocorrem nos encontros, ou violações sob efeito do álcool ou drogas, e mesmo violações entre conjugues, as mulheres estão sempre prontas a acusar os homens de violação quando se encontram na inconfortável posição de ter dormido com um homem e depois arrependerem-se pela manhã.

  • As mulheres são tóxicas se as contrata-as.

Contratar uma mulher com idade para conceber filhos não faz sentido para as pequenas empresas. Para além de elas poderem ter que se ausentar para ter os filhos, as mulheres no local de trabalho no geral são um risco e um peso para o patrão e para os colegas de trabalho.

A presença de mulheres no local de trabalho abre uma avenida de potenciais problemas que não existem com os homens:

* Alegações de assédio sexual
* Queixas em relação às diferenças salariais
* Ausências maternais
* Queixas em torno de "oportunidades iguais"
* "Alturas do mês".
  • As mulheres são tóxicas se lhes dás boleia a casa ou se partilhas um elevador com elas.

As falsas acusações de violação ou assédio sexual são bastante comuns em países como a Inglaterra. Isto é tanto assim que várias normas tem que ser seguidas para governar a interacção entre os homens e as mulheres. De um modo ostensivo, estas regras foram feitas para proteger as mulheres dos predadores masculinos (com todos os homens a serem inseridos neste grupo).

No entanto, apesar da misandria inerente a estas regras, elas ajudam os homens mais do que ajudam as mulheres uma vez que, embora os assédio reais e as violações sejam raras, as falsas acusações contra os homens são comuns.

Aconselha-se aos homens que se mantenham bem longe das mulheres tóxicas (feministas) e certifiquem-se que nunca se encontram sozinhos com elas em lugar algum.

  • As mulheres são tóxicas se tiveres filhos com elas.

Mães tóxicas não só estão totalmente à vontade para negar direitos de visita a pais sem custódia, como também possuem o total apoio do sistema de justiça - supostamente "no melhor interesse da criança".

As mulheres são também livres de acusar falsamente o homem de violência doméstica ou abuso sexual de modo a que a lei previna o marido de ver os filhos - e ela fique com a custódia.

Quando as mentiras das mulheres tóxicas são descobertas, os tribunais raramente punem as mulheres (supostamente como forma de "defender os interessas da criança").

  • As mulheres são tóxicas se discordas com elas.

Se um homem não está de acordo com as crenças cardinais do feminismo - pior, se ele chega a trazer a lume um ponto que não está de acordo com "os direitos da mulher" - ele é logo catalogado de "misógino". Desta forma, todas as opiniões masculinas feitas auto-defesa dos ataques feministas são suprimidas ao serem categorizadas de "ataques à mulher".

Por exemplo, se uma feminista declara que as mulheres são "o motor da sociedade", e tu lhe apontas para o facto de todas as grandes descobertas científicas e tecnológicas da Humanidade terem sido feitas por homens, apesar do que tu dizes ser uma constatação óbvia e historicamente correcta, a feminista pode considerar isso "um ataque às mulheres".

  • As mulheres são tóxicas se tu trabalhas com elas.

Devido aos seus receios de serem vítimas de falsas acusações de assédio, muitos (muitos!) homens que trabalham em sítios como a City de Londres nunca entram num elevador se a única pessoa lá presente é uma mulher. Mesmo homens poderosos e donos de grande companhias vivem com um medo constante das acusações das empregas.

  • Será que as mulheres vão mudar? Haverá luz no fundo do túnel?

Não, não há. Tal como as coisas estão actualmente, e devido às vantagens que essa ideologia lhes dá sobre os homens, não há incentivos para que as mulheres abandonem o feminismo. Apesar das supostas vantagens serem detrimentais para as mulheres - bem como para os homens e para as famílias - elas sabem bem para as mulheres e como tal, não há esperança em elas renunciarem essa ideologia.

O egoísmo das mulheres tóxicas simplesmente é demasiado extremo para elas se aperceberem da armadilha que o feminismo cavou para todos nós. Elas caíram na cantiga da sereia do feminismo e elas não só pensam que são as "escolhidas" como acreditam que são inerentemente superiores aos homens.

Elas ficam felizes quando roubam os bens do ex-marido e impedem-no de ter contacto com os filhos -- elas realmente pensam que isto é uma vitória para elas. Elas nem se apercebem dos estragos que o seu egoísmo causa nos seus próprios filhos ao privá-los da presença fundamental do pai.

Mulheres tóxicas não só gostam de sistemas de quotas (em inglês, "affirmative action" = acção afirmativa) que negam empregos a homens mais qualificados, como ficam contentes quando podem iniciar processos legais contra os patrões por qualquer que seja a razão. Elas consideram isso como "dar poder às mulheres".

Devido ao seu egoísmo, elas não se apercebem do mal que tal atitude está a causar à economia ocidental.

Os homens e os rapazes são tratados como inferiores às mulheres e às meninas quando, de facto, o mundo depende do homem duma forma que não depende da mulher. Como diz o ditado, "o homem constrói, as mulher decora". Ao porem de parte os homens e os rapazes - na verdade ao oprimirem-nos - a sociedade ocidental caminha para a auto-destruição (exactamente o que os marxistas querem).

As mulheres são muito mais consumidoras do que geradoras de riquezas, e elas dependem mais do homem do que o homem depende das mulheres. Se as mulheres deixassem de existir amanhã de manhã, os homens provavelmente inventariam úteros artificiais e prosseguiriam com a vida.

No entanto, se todos os homens morressem hoje, a civilização iniciaria o processo de extinção mal a primeira lâmpada se fundisse.

As mulheres tóxicas são a norma e não a excepção no ocidente. Se queres minimizar as hipóteses de cair na rede duma mulher tóxica, eis aqui alguns passos que podes tomar:

1) Toma muito cuidado com quem te casas. Se não conseguires encontrar uma mulher que não esteja infectada com mentiras feministas, o melhor é ficares solteiro.

2) Nunca tenhas relações sexuais com mulheres que não conheças bem se ela tiver consumido álcool.

3) No local de trabalho, evita ficar sozinho com uma mulher tóxica. Se tiveres um escritório próprio, deixa sempre a porta aberta quando uma mulher ficar sozinha contigo. Se estiveres para entrar num elevador, e vires que vais ficar sozinho com uma feminista, vai pelas escadas. Nunca dês boleia a feministas a menos que esteja sempre presente uma terceira pessoa.

4) Não é por acaso que não existe uma pílula masculina e a maior parte das crianças são concebidas sem o conhecimento (e aprovação) do pai. Estes dois pontos requerem ponderação mais alongada.

5) Se tens uma empresa, não contrates uma feminista em idade para ter filhos (20-35). Se o fizeres, é provável que te tornes num ex-patrão.

6) Faz um teste de paternidade para todos os teus filhos. A tua mulher não levantará problemas se o teu propósito é ter o mesmo grau de certeza que ela tem. Se ela colocar objecção - mesmo de um modo passivo - e apelar ao argumento da "confiança" ("Não confias em mim?!!!") , então estás a lidar com uma mulher tóxica. Provavelmente um dos filhos que ela diz ser teu é de outro homem.

As coisas estão assim tão más?

Claro que não - espero eu. No entanto, tal como escrito em cima, a esmagadora maioria das mulheres ocidentais subscreve a muitos princípios do feminismo. Como tal, não prejudica nada estar preparado.

Modificado a partir do original.



33 comentários:

  1. Nossa, Lucas! Eu nunca parei para ver as coisas deste modo... e confesso que fiquei muito surpresa com a análise que fez. O pior de tudo, é que está completamente certo... não por acaso sinto raiva de algumas acções de conhecidas à respeito de muitos assuntos que abordou aqui. Infelizmente o nosso mundo está ao lixo... fico muito triste em perceber que a solução está longe de existir.

    Não queria que fosse desta forma... as mulheres há muito envergonham-me.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Gostava de ver um artigo sobre homens tóxicos.

    ResponderEliminar
  3. Pink Poison,

    Gostava de ver um artigo sobre homens tóxicos.

    O que são "homens tóxicos"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. cá está... em vez de exprimir a sua opinião, chuta para os outros...

      Eliminar
  4. Acho engraçado como a Pat está sempre de acordo com tudo o que escrevem... Eu e as minhas teorias!

    A maioria do que está escrito é real, infelizmente é real demais até, mas também há homens que se encaixam em muitos destes pontos que aqui expões.
    Além disso nem todas as mulheres são assim, poderia expor o meu caso com o meu ex, mas já sei que a tua resposta vai ser que falo de mim quando ninguém me perguntou nada sobre a minha vida (estou a poupar-te ao trabalho).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fascinante, mas confesso que jamais encontrei tais excepções. Ao que parece, não passam de lendas urbanas!

      Eliminar
    2. Há psicopatas masculinos também. Seu dever é evitá-los e trocá-los por aqueles homens "invisíveis" (bons rapazes, que não lhe darão as mesmas emoções que um cafajeste lhe traz, e são descartados "de plano" por quase todas as mulheres).

      Eliminar
  5. Life,
    Acho engraçado como a Pat está sempre de acordo com tudo o que escrevem.

    Nem todas as mulheres caíram no engodo do feminismo. A Pat é uma delas.

    Mas ela é maior e vacinada e portanto ela responderá por si.

    A maioria do que está escrito é real, infelizmente é real demais até, mas também há homens que se encaixam em muitos destes pontos que aqui expões.

    Quais são os pontos onde os homens se encaixam?

    Além disso nem todas as mulheres são assim, poderia expor o meu caso com o meu ex, mas já sei que a tua resposta vai ser que falo de mim quando ninguém me perguntou nada sobre a minha vida (estou a poupar-te ao trabalho).

    Primeiro, eu não disse que todas as mulheres são assim.
    Segundo, sim, tens razão: quando usas exemplos da vida pessoal como argumento contra uma alegação, esse exemplo só é válido se o outro lado fizer uma alegação absoluta do tipo "não há ninguém" ou "todas as pessoas", etc, etc..

    Agora, quando se diz que uma grande parte das mulheres ocidentais age de acordo com o credo feminista, isso não é refutado quando se diz que se conhece *uma* mulher que não age assim.

    ResponderEliminar
  6. Life

    Eu 'sempre' estou de acordo porque o que o Lucas escreve está condizendo com o que penso e vivo(nossa... acho que ocorreu um déjà vú agora. Parece que já vi esta cena antes... que legal!)voltando.. então, eu gosto da maneira como ele apresenta as coisas aqui porque é assim que vejo tudo. Mas isso não quer dizer que eu ou as pessoas que pensam assim sejamos melhores, claro que não! é apenas uma maneira de ser e pensar. Quando houver algo que eu leia e não concorde vou debater conforme penso, mas por enquanto eu consigo compreender o que ele diz e está em conformidade com o que sinto.

    Obrigada Life pelo comentário ;)

    ResponderEliminar
  7. OFF TOPIC
    .
    casal francês é perseguido agredido, em plena luz do dia , por gangue de norte africanos!
    .
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=Z-N6CiFXW8E

    outra fonte caso o youtube excluir(e vai) o video :
    http://rutube.ru/tracks/4896806.html?confirm=b111444a31d4e5fd0bfe26a736bef3e0&v=38f6f87638033b42b58eaac20b5462c8

    (*) reparem na "valentia" do francês !

    ResponderEliminar
  8. Grande Lucas, grande Mats! Não é atoa que vocês carregam estes nomes! rs.

    Devo dizer-lhes o seguinte: há alguns meses que estudo o feminismo observando o comportamento das mulheres à minha volta, lendo documento do PT (Partido do Trabalhadores), cartilhas de ONGs abortistas, lendo este e outros blogs "da Real".

    Não é de hoje que se planeja tal emboscada; O feminismo tem suas raízes, muitíssimo profundas, no século XVI. Curioso é notar que se aflorou demasiadamente depois do século XVIII e mais ainda na década de 60. Nas atas dos terroristas do PT, um vocábulo untuoso e feministóide está onipresente desde antes da sua ascensão ao poder no Brasil.

    A exemplo do filósofo Olavo de Carvalho, que diz "nenhuma previsão pode ser feita sem um profundo estudo", lancei-me ao que tinha disponível.

    E cheguei à seguinte conclusão: Certamente o pior está por vir. Vejamos o movimento homossexual, ascenderam por baixo do nossos narizes e hoje têm poder incontrolável.
    O feminismo AINDA não atingiu tal estágio (felizmente), mas certamente pode atingir.

    Tenho crido que, assim que o movimento homossexual for abandonado do holofote esquerdista (sim, porque os comunistas usam pessoas, ONGs, movimentos e outras instituições para-governamentais como se usa um papel higiênico), o feminismo tomará lugar principal na mídia, na cultura e principalmente na política. Aí sim veremos uma imitação da Madonna que, ao invés de se vangloriar de sua homossexualidade, se vangloria por ser um "homem de vagina". Aí estará na moda o cabelo curto para as mulheres, aí estarão em alta as novelas que a mulher é uma bombeira machona, aí será normal o fisiculturismo feminino, aí será louvável uma mulher que faz de si um homenzinho mau humorado.

    É claro que ainda não estamos neste ponto. Ainda existem mulheres, hedonistas é verdade, mas ainda acham bonitinho os filmes românticos. O que estou falando é de um futuro mais tenebroso que temo que seja realidade. Não devemos jamais subestimar os nossos inimigos, ainda mais nos dias de hoje onde o casamento gay é lei (coisa inimaginável à cidadãos de bem de 10 à 20 anos atrás).

    Arremato meu comentário pedindo desculpas pela extensão que ele atingiu e agradecendo enormemente a vossa paciência e disponibilidade para cuidar de tão salutar blog. Peço que não deixem a luta, pois já tivemos grandes perdas (Luciano Ayan e Snowball) e poucos são os blogs que se propõe a serem os bastiões da sanidade. Sabemos que nossa arma é a oração constante.

    Deus os Abençoe em profusão!

    Iresolu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem todo homossexual é feminista... eu sou homossexual e masculinista... ao colocar todos nós na mesma "panela" você pode estar excluindo uma parcela significativa de pessoas como eu (homens, que gostam de homens, que não querem ser mulher e que acima de tudo defendem o gênero). Pessoas como eu (homossexuais masculinistas) têm lutado pelos direitos dos homens muito mais até que os heterossexuais.

      Eliminar
    2. O masculinismo não é pior que o feminismo. É, na verdade, a mesma coisa num ângulo de 180 graus. Por isso, acho provável que o masculinismo esteja tão infestado de homossexuais como está o feminismo

      Eliminar
    3. Essa é boa.

      Primeira vez que vejo um homossexual assumir ser masculinista. Desenvolva isso melhor.

      Eliminar
  9. "Nos dias que correm, no entanto, o casamento é um contrato totalmente desigual onde o homem foi sobrecarregado com responsabilidades financeiras em relação à mulher, ao mesmo tempo que, à mulher, nada foi imposto, requerido ou restrito."
    Pois, é. Não discordo do fato de o homem ter responsabilidades financeiras com relação à mulher, mas, quando são casadas, as mulheres trabalham fora e a responsabilidade de cuidar da casa, dos filhos e do marido, é delas e de mais ninguém. Vamos combinar, não é nada fácil ser encarregada de todas essas funções. Já o homem, é exercida uma pressão sobre ele em ter que ganhar mais que a mulher e sustentar a casa. Deve ser realmente torturante ter essa responsabilidade sobre as costas, mas imagina só, alguém que trabalha ajudando o marido nas despesas, tem de deixar a casa em ordem (porque não será o marido quem vai fazer isso)e ainda ser uma boa mãe, senão o que é que os outros vão pensar, não é mesmo? Dizer que nada foi imposto as mulheres, é conhecer somente aquelas que têm vida de "dondoca" pra ser clara, as que ficam em casa cuidando de si mesmas e não precisam fazer absolutamente nada, pois são bancadas pelo marido. Por mais que muita das coisas que se escreveu nesse texto seja verdade, a sociedade também coloca obrigações sobre a mulher que são tão pesantes quanto as que são impostas sobre o homem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mari, que obrigações são mais pesadas para a mulher? Ter que gastar tudo o que ganham em roupas, maquiagem, cabelos, bolsas para serem louvadas e não serem criticadas pelas "amigas"? Dar duro como os homens (não querem a igualdade?)? Ter que ganhar mal como eles porque vocês, mulheres, encheram o mercado de trabalho e baratearam a mão de obra com tanta oferta?

      Eliminar
    2. Márcio, não sou feminista (ao menos no sentido de promover ódio aos homens ou de achá-los criaturas repulsivas que merecem ser exploradas) e repudio diversas atitudes de conhecidas e amigas minhas que humilham seus namorados e parceiros, mas discordo de certos pontos da argumentação. É possível, sim, que mulheres sejam mais competentes do que homens, a competência é mérito do indivíduo, e não do gênero. Sou contra cotas, mas completamente a favor de uma mulher ficar com uma vaga de um homem se ela se mostrar mais competente do que ele para a função (o que pode ocorrer, por exemplo, em empregos que não exijam habilidades físicas como as mais importantes). Somos capazes de desenvolver raciocínio lógico e nem todas nós somos "parasitas" de nossos companheiros. Dizendo por mim, estudo engenharia química, sou uma das melhores alunas do curso (sem falsa modéstia), desbancando muitos homens com meu coeficiente de rendimento e, sim, orgulho-me disso. Não creio que mulher alguma deva conquistar qualquer coisa na base do grito ou das cotas, mas, sim, com empenho, esforço e capacidade. Pretendo me tornar uma grande pesquisadora e profissional e ser um exemplo de que as mulheres podem, de fato, contribuir para a ciência e a tecnologia. Além disso, amo o meu namorado e faço de tudo para que ele se sinta bem. Não quero depender financeiramente dele ou ser um estorvo. Em resumo, não creio que afirmações do tipo "as mulheres são inferiores em termos de capacidade de trabalho" sejam válidas ou ajudem em algo, assim como desprezo atitudes de feministas que polemizam e gritam por tudo ou colocam os homens em saias-justas apenas por estes não cederem aos seus caprichos.

      Eliminar
  10. Mari,
    Se as obrigações que são impostas às mulheres são tão pesantes como as que são impostas aos homens, como é que explicas que a taxa de suicídio seja maior entre os homens do que entre as mulheres?

    Paralelamente, como é que explicas que, em média, as mulheres vivam mais tempo que os homens, se estão ambos sujeitos às mesmas exigências?

    Pior, como é que ambos podem estar sujeitos à mesma pressão, se um dos lados do casamento (o que geralmente pede o divórcio) sabe que tem TODO o sistema judicial e o governo do seu lado? Ela sabe que, se sair do casamento, fica com os filhos, a casa e com uma pensão do ex-marido.

    Onde está a igualdade em termos de "pressão" aqui?

    ResponderEliminar
  11. O equilíbrio e o respeito devem fazer parte de qualquer relacionamento; existem muitas mulheres que abusam, sim, de algumas "facilidades" que lhe são concedidas. Há que se observar, porém, que a maioria dos textos anti-feministas relatam ser a maioria "mulheres tóxicas", o que não é verdade... ainda há muito mais "homens tóxicos" do que mulheres tóxicas soltos por aí, ou no máximo em pé de igualdade... o equilíbrio entre homem x mulher nunca foi possível, porque grande parte dos homens não sabem, ou não foram preparados para lidar com a igualdade de direitos entre os sexos. O homem tem suas funções na sociedade, assim como a mulher também tem, e um homem "da real" jamais saberá o tamanho da dor de um parto, o que é carregar um filho durante 9 meses fazendo todas as suas outras funções, de trabalho, casa, etc, o que uma mulher gasta em tempo e dinheiro para estar linda pra eles... pois é... eles sequer respeitam a opinião de uma mulher, isso porque o sonho de consumo deles, é a época em que a mulher dele ficaria em casa, cuidando de 8 crianças, enquanto ele "a pretexto da pressão de colocar o sustento dentro de casa", mandava e desmandava, e sim, abusava do poder que lhe era concedido... traíam suas mulheres como algo cotidiano, sempre classificaram as mulheres como "essa eu quero dentro da minha casa, cuidando dos meu filhos", e essa eu quero na cama, quando me der vontade...
    Se os "machos" tivessem sido capazes de fazer suas mulheres felizes, as filhas das mesmas não precisariam iniciar tal movimento feminista... os excessos cometidos hoje por muitas mulheres (o que eu não concordo que façam), é puramente reflexo dos excessos a que foram submetidas por séculos.
    Não sou extrema feminista, nem me considero uma mulher tóxica. Mas uma mulher deve sim, saber seu valor na sociedade, e não se submeter a ser maltratada e traída "em nome da família"... família de verdade está muito longe dessa concepção.

    ResponderEliminar
  12. Mme. Butterfly

    Há que se observar, porém, que a maioria dos textos anti-feministas relatam ser a maioria "mulheres tóxicas", o que não é verdade...

    A única forma que os homens e as mulheres anti-feministas têm de saber que uma mulher não é tóxica no sentido que o texto ressalva, é se ela ABERTAMENTE se declarar contra o lixo feminista.

    Quantas mulheres tu conheces que fazem isso? Muito poucas. Portanto, dizer que a maioria das mulheres (e uma grande percentagem dos homens) está intoxicado pelo feminismo é verídico.
    A maioria das mulheres actuais são tóxicas, portanto, não servem para casamento.

    ainda há muito mais "homens tóxicos" do que mulheres tóxicas soltos por aí, ou no máximo em pé de igualdade...

    A crucial diferença é que as mulheres tóxicas têm o apoio do estado, das leis, dos média, das universidades, e até de muitas "igrejas" enganadas.

    Por outro lado, enquanto as mulheres glorificam as mulheres tóxicas, os homens honrados lançam críticas aos homens sem honra.

    Além disso, as mulheres têm os homens que elas merecem. Os homens tornaram-se tóxicos porque as mulheres recompensam os homens alegadamente tóxicos.

    o equilíbrio entre homem x mulher nunca foi possível, porque grande parte dos homens não sabem, ou não foram preparados para lidar com a igualdade de direitos entre os sexos.

    Não há NENHUMA mulher no mundo que queira ser tratada exactamente como um homem é tratado. As feministas não querem "igualdade": elas querem tratamento preferencial sempre que possível, e igualdade quando lhes convém.

    Por exemplo, no torneio de Wimbledon os homens e as mulheres recebem o mesmo prémio de vitória. No entanto os homens jogam 5 sets enquanto que as mulheres jogam apenas 3.

    As mulheres recebem o MESMO dinheiro embora façam MENOS que os homens.

    As bestas feministas chamam a isto de "igualdade".

    O homem tem suas funções na sociedade, assim como a mulher

    Quais são as funções da mulher na sociedade?

    também tem, e um homem "da real" jamais saberá o tamanho da dor de um parto, o que é carregar um filho durante 9 meses fazendo todas as suas outras funções, de trabalho, casa, etc, o que uma mulher gasta em tempo e dinheiro para estar linda pra eles...

    As feministas nunca vão saber o que é ser o primeiro a ser sacrificado em caso de calamidade (Titanic), nem vão saber o que é ser o alvo da maioria dos acidentes GRAVES de trabalho (os homens), viver menos que as mulheres, ver as feministas a roubar os filhos E exigir que o pai pague pensão alimentícia a filhos que podem nem ser seus, vêr uma mulher ficar com a sua casa, carro, poupanças e tudo o mais, e muito menos vão saber o que é saber que, de acordo com a sociedade e o sistema legal, basta um estúpida duma mulher tóxica dizer que o pai "viola" as crianças para que este seja expulso da casa como se fosse um criminoso.

    Não me venhas com choradeiras só porque as mulheres dão à luz. QUALQUER MACACA NUA dá à lua. E depois? Todas as fêmeas de mamífero carrega os filhos no seu ventre - algumas várias vezes por ano. E depois?

    ResponderEliminar
  13. eles sequer respeitam a opinião de uma mulher, isso porque o sonho de consumo deles, é a época em que a mulher dele ficaria em casa, cuidando de 8 crianças

    Nas as mulheres normalmente QUEREM ficar em casa com os filhos.

    este texto e vê que, dada a escolha entre ficar em casa com os filhos e ficar fechada 8 horas por dia num escritório, longe dos filhos, as mulheres ESCOLHEM a primeira.
    Incrível como o maligno patriarcado consegue afectar as escolhas da mulher, certo?

    enquanto ele "a pretexto da pressão de colocar o sustento dentro de casa", mandava e desmandava, e sim, abusava do poder que lhe era concedido

    Claro. Se ele pagava as contas da casa, ele era quem deveria ter a voz final. Ou achas que a mulher a viver de borla na casa de outra pessoa é quem deve ser a autoridade final?

    traíam suas mulheres como algo cotidiano

    Traiam com . . . . outras mulheres. Portanto, ambos eram culpados.

    Se os "machos" tivessem sido capazes de fazer suas mulheres felizes, as filhas das mesmas não precisariam iniciar tal movimento feminista

    Mas o teu erro é pensar que com a chegada do feminismo a felicidade da mulher aumentou, e que a mulher pre-feminista era "oprimida". Os dados concretos dizem EXACTAMENTE o contrário: a mulher do passado era MAIS FELIZ que a mulher da era feminista.

    Porque será?

    O feminismo não nasceu de uma genuína necessidade da mulher: o mesmo é apenas uma mentira política que visou tirar a mulher de casa e colocá-la no mercado de trabalho (capitalista). As burras que acreditaram nisso, caíram que nem patinhas no engodo sem se aperceberem que estavam a ser enganadas.

    os excessos cometidos hoje por muitas mulheres (o que eu não concordo que façam), é puramente reflexo dos excessos a que foram submetidas por séculos.

    Mas não houve "excessos a que foram submetidas por séculos". A condição da mulher no patriarcado Cristão sempre foi de PROTEGIDA e não OPRIMIDA. Elas nunca foram obrigadas a ir para a guerra, nunca foram obrigadas a dar a sua vida pelos homens, nunca foram obrigadas a sustentar os filhos e o marido, nunca foram obrigadas ir para a prisão pelos crimes do marido, entre muitas outras coisas.

    A mentira de que a mulher foi "oprimida" no patriarcado Cristão é pura mentira.

    Não sou extrema feminista, nem me considero uma mulher tóxica.

    Se defendes o feminismo, és uma mulher altamente tóxica.

    ResponderEliminar
  14. Mme. Butterfly

    Tenta fazer um comentário mais curto porque os longos vão ser apagados. Tive que fazer o mesmo erro que tu só para esclarecer as mentiras que escreveste.

    ResponderEliminar
  15. * Ter empregos como "bombeira" e polícia (ou militar) e receber o mesmo que os homens embora não tenham a mesma habilidade, força ou destreza, e nem corram os mesmos riscos que o homem corre.
    Concordo com vc nesse e em outros pontos. Não sou feminista e nem abraço a causa, apenas sou fruto do que nem participei, afinal na época em que elas queimaram os sutiens como protesto por igualdade eu nem era nascida.
    Verdadeiramente eu queria ficar em casa fazendo artesanato, pinturas, crochês, bordados, cuidar da casa e dos filhos. Porque para isso temos habilidade, força para dar a luz como uma macaca qualquer ou destreza natas que a Biologia e a Bíblia explicam. Evitaria todo esse estresse diário de trânsito, chefe, salário e treinamento em habilidade, força ou destreza como um homem para ganhar o pão de cada dia, já que hoje em dia pouquíssimos homens podem bancar as contas de uma casa e sustentar a família só com o seu salário, ter casa própria, carro, chofer, empregadas, babás e presentear quase sempre, como os homens orientais fazem com suas esposas orientais, adornando-as com muitas jóias e ouro.
    Ah! Eu adoraria essa vida de dondoca onde nem precisasse de dinheiro para nada. A real é outra, tive que estudar bastante, me formar professora do Ensino Fundamental e depois de casada me formar bióloga e continuo me especializando para mudar de nível e aumentar o meu salário em prol da minha família patriarcal. Mas infelizmente a maioria dos homens estudam pouco e ganham míseros salários apesar de toda habilidade, força ou destreza. Queria ser como a mulher virtuosa que acordava cedo para dar ordens as empregadas, ficar fiando na roca e ter um marido respeitado pelos anciãos(certamente tinha status e dinheiro, pq desde que o mundo é mundo, o respeito nas cidades era e é para quem tem muito dinheiro).
    Mais duas coisinhas, por favor: 4) Não é por acaso que não existe uma pílula masculina e a maior parte das crianças são concebidas sem o conhecimento (e aprovação) do pai. (Já existe pílula anticoncepcional masculina e também vasectomia).
    Quanto a mulher viver mais que os homens, será que elas não se cuidam mais indo ao médico e fazendo exames? Agora fala para um homem ir ao proctologista para ver a reação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas infelizmente a maioria dos homens estudam pouco e ganham míseros salários apesar de toda habilidade, força ou destreza.
      Exacto. É por isso que quando olhas para os chefes das grandes empresas, são quase sempre mulheres.

      (Já existe pílula anticoncepcional masculina e também vasectomia).

      Qual é essa pílula anticoncepcional masculina?

      Excelente sugestão essa a da vasectomia.

      Tomando isso como exemplo, porque é que as mulheres não fazem uma laqueação das trompas de falópio em vez de usarem a pílula?

      Eliminar
    2. Luciene,

      Quanto a mulher viver mais que os homens, será que elas não se cuidam mais indo ao médico e fazendo exames?

      Sim, de facto, as mulheres passam muitas horas de TRABALHO no médico, e depois queixam-se que os homens fazem mais dinheiro.

      <Agora fala para um homem ir ao proctologista para ver a reação...

      Se calhar os homens são menos susceptíveis de passar a vida nos hospitais porque não há ninguém para suportar a casa.

      Já a mulher sabe que, mesmo que ela adoeça, o homem está lá para a sustentar.

      Eliminar
    3. 1.A tecnologia da pílula masculina já existe, foi descoberta pelo brasileiro Dr. Elsimar Coutinho no entanto não é produzida e porquê?
      Porque vivemos numa sociedade em que tudo torne um homem mais independente das mulheres ou do estado é suprimido ou considerado tabu.


      2.Os homens tem menos esperança de vida que as mulheres porque estes tem uma qualidade de vida inferior.

      São os homens que desempenham na sua maioria as profissões mais perigosas.

      As campanhas de saúde dão clara preferência ás doenças que apenas atingem as mulheres exemplo cancro de mama em comparação com o cancro da próstata.

      Os homens cometem suicídio 4 vezes mais que as mulheres, a sociedade rejeita um homem que demonstre qualquer género de fraqueza. A sociedade é muito rápida a castigar e ostracizar estes homens ou qualquer homem que tente prestar ajuda a outro. ( As mulheres são especialmente cruéis com eles).

      3. Quanto á educação ainda é mais ridículo, quando iam menos mulheres para a universidade que homens toda agente gritava discriminação, agora que vão mais mulheres para a universidade já está tudo bem!!

      Sim as mulheres vão mais para a universidade, mas são os homens que continuam a dominar as chamadas ciências duras, matemática, física, engenharia informática etc....


      O reitor Larry Summers perdeu a sua posição como reitor de Harvard porque fez referencia exactamente a isso, ele não ofendeu ninguém simplesmente leu as dados que tinha em sua frente...
      Este foi castigado porque quebrou o 1º mandamento da cultura ocidental: NUNCA CRITIQUES UMA MULHER EM SITUAÇÃO ALGUMA, NÃO IMPORTA O QUANTO ELA ESTÁ ERRADA OU O MAL QUE FEZ, SE O FIZERES É PORQUE ODEIAS MULHERES.

      Eliminar
    4. " já que hoje em dia pouquíssimos homens podem bancar as contas de uma casa e sustentar a família só com o seu salário, ter casa própria, carro, chofer, empregadas, babás e presentear quase sempre, como os homens orientais fazem com suas esposas orientais, adornando-as com muitas jóias e ouro.
      Ah! Eu adoraria essa vida de dondoca onde nem precisasse de dinheiro para nada"

      Pois é, hoje não se dá valor á família, e valores como a modéstia fazem parte do passado, vivemos numa época de consumismo, casas grandes, carros grandes, roupas de marca, enfim, mas vale parecer do que ser. Realmente por este ponto de vista, uma mulher tem que se dedicar a uma carreira de sucesso ou então casar como um Homem rico.Mas uma valor tipicamente feminino que se perdeu: a modéstia!

      Eliminar
  16. ... e elas dependem mais do homem do que o homem depende das mulheres. Se as mulheres deixassem de existir amanhã de manhã, os homens provavelmente inventariam úteros artificiais e prosseguiriam com a vida.

    No entanto, se todos os homens morressem hoje, a civilização iniciaria o processo de extinção mal a primeira lâmpada se fundisse.
    Essa é boa um mundo sem mulheres.



    Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará? E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa. [Eclesiastes 4:9-12].

    ResponderEliminar
  17. Por isso os comunistas criaram o feminismo: divide et impera!

    ResponderEliminar
  18. Temos estados facistas e estados comunistas, temos estados democráticos, ricos e pobres, temos estados terroristas e estados hipócritas ... e temos o estado a que as coisas chegaram ...

    ResponderEliminar
  19. A capacidade do autor do blog de dissertar e defender suas opiniões é de uma maestria surpreendente, Diga - me Lucas, vc ja pensou alguma vez em ser palestrante?, acredito que se mais pessoas com a sua capacidade argumentativa usassem o meio fisico para difundir nossas ideas teriamos muito muito mais chance de colocar essa ideologia esquerdista no seu devido lugar, a lata de lixo.

    ResponderEliminar
  20. Lucas teu blog é muito bom e precisa ser melhor divulgado para acordar mentes . São muito importantes os assuntos que estão sendo tratados neste blog.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT