segunda-feira, 12 de Março de 2012

Os bárbaros tomam conta de Londres

"eles são cruéis, e não usarão de misericórdia"
Jeremias 6:23

Lisa Brinkworth diz-nos em poucos parágrafos como vai ser futuro da Europa.


Caminhando para casa proveniente da escola, os meus dois filhos - então com 4 e 5 anos de idade - comiam bolos Rice Krispie enquanto eu empurrava o carrinho de mão onde se encontrava o seu irmão. Normalmente a esta hora (15:30), nesta parte de Londres onde vivemos, os pavimentos estão cheios de crianças e carrinhos de mão. Esta área (noroeste de Londres), com as suas estradas com 3 vias, famílias inteligentes e boas escolas, é muito popular entre as famílias jovens.

Tínhamos acabado de passar pelo quiosque onde se vendem jornais - o meu filho com uma revista firme nas suas mãos - quando subitamente nos encontramos no meio de 12 jovens encapuçados que perseguiam uma rapariga que não parecia ter mais do que 14 anos.

Um dos jovens agarrou nela e começou a agredi-la com um guarda-chuva, mas ela conseguiu fugir. Os jovens perseguiram-na, atirando garrafas e gritando obscenidades. Parecia que eles queriam matá-la.

Agarrando nos meus filhos e empurrando de modo frenético o carrinho com a outra mão, apressei-me a levá-los para casa o mais rapidamente possível. Para horror meu, um dos meus filhos (Zach) libertou-se e inocentemente correu de volta para o sítio que era agora um palco de guerra no relvado. Ele havia deixado cair a sua revista e a mesma havia sido pisada e as suas páginas espalhadas.

Ignorando por completo o que se passava em seu redor, ele tentou recolher as páginas espalhadas ao mesmo tempo que as lágrimas escorriam pela sua cara. Assustada por ele, e à medida que mais membros de gangues se aproximavam, puxei o carrinho (e o meu filho de 5 anos) para o sítio onde Zach se encontrava.

Ouvi-me a gritar quando uma garrafa passou pouco acima da cabeça do Zach, falhando-o por milímetros, partindo-se no chão. Mais tarde encontrei cacos nos seus sapatos.

Depois disto, fiz o que nunca pensei fazer: corri, agarrada aos meus aterrorizados filhos. Totalmente em pânico, perdi o controle do carrinho de mão o que por duas vezes quase causou a que o mesmo tombasse. Os nossos bolos entornaram-se por todo o pavimento.

Obviamente que correr foi uma decisão errada uma vez que atraí a atenção dos jovens para a minha família em fuga; um dos sub-grupos perseguiu-nos ao mesmo tempo que gritavam "apanhem os brancos!".

Observando o drama a desenrolar à sua frente, os transeuntes e os locais apressaram-se a entrar nas suas casas ou a buscar protecção nas entradas das suas residências.

Chegamos a casa e eu tirei o meu filho (que chorava) do carrinho de bebé e practicamente atirei os meus filhos para dentro de casa - trancando a porta atrás de nós. As minhas pernas tinham-se transformado em gelatina e um peito sem fôlego e escaldante convenceu-me que estava a ter um ataque do coração.


(Fonte)

Quer eles queiram ou quer eles não queiram, o avanço do marxismo cultural e a importação em massa de grupos ideológicos com desdém pela ordem e cultura ocidental leva a que os nativos europeus tenham duas escolhas horríveis:

  • Ou começam a deportar os bárbaros agora ou lutam uma guerra brutal mais tarde.

Não há outra opção.

Os africanos não podem ser culpados por seguirem a cultura africana, os mexicanos não podem ser culpados por seguirem a cultura mexicana, e os muçulmanos não podem ser culpados por agirem de acordo com os ensinamentos do islão. As pessoas não se deveriam surpreender pelo facto dos não-europeus e não-ocidentais não agirem como os europeus - estes últimos domesticados através de mais de 2,000 anos de civilização ocidental.

Porque é que os não-europeus haveriam de querer adoptar comportamentos europeus? Pior, porque é que eles deveriam seguir a civilização ocidental?

Devido ao medo de serem qualificados de "racistas" e buscando formas de redenção por séculos de colonialismo, os residentes europeus permitiram que os marxistas culturais que controlam a política europeia inundassem os seus países com bárbaros.

Em vez dos europeus civilizarem os imigrantes, como foi estupidamente imaginado, os imigrantes barbarizaram de modo incremental as nações que eles invadiram em massa. Isto não deveria ser surpreende uma vez que há centenas de anos as tentativas de civilização nos seus próprios países tem falhado.

O problema não é que os africanos ou os mexicanos ou os árabes não possam ser domesticados - ou que os brancos europeus tenham o monopólio do gene da civilização.

O problema é que este processo de civilização demora tempo.

Consideramos, por exemplo, quanto tempo foi necessário para que os bárbaros brancos da Grã-Bretanha e da Germânia passassem de pagãos semi-nus, como descrito por Júlio César, para o pináculo da civilização Cristã que produziu Mozart e orquestras de câmara.

As nações ocidentais não têm o tempo necessário para transformar os bárbaros de outras culturas em grupos dispostos a respeitar a superior civilização ocidental, especialmente quando as primeiras já nem podem servir de exemplo estável e forte, havendo convidado as culturas bárbaras para dentro das suas portas.

Além disso, na sua ridícula tentativa de civilizar os bárbaros dentro das suas portas (e não nos seus países de origem), a elite esquerdista ocidental fragilizou a influência preciosa e única do Cristianismo - que historicamente desempenhou um papel determinante na civilização dos bárbaros brancos europeus.

A mulher descrita no artigo mudou-se para o campo como forma de escapar dos bárbaros encapuçados negros de Londres. No entanto, e como demonstram os dados históricos, este recuo da civilização não vai continuar para sempre uma vez que os bárbaros simplesmente irão expandir as suas disfuncionais e parasíticas culturas até que sejam contidos e forçados a recuar.

Os bárbaros agirão como bárbaros. Foi assim com os bárbaros vikings, foi assim com os bárbaros germânicos, foi assim com os bárbaros mongóis, e vai ser assim com todos os bárbaros que foram importados pelos marxistas culturais como forma de obter um bloco de votantes permanente. Os bárbaros reproduzem-se, alimentam-se e destroem. Mais nada.

A civilização Cristã precisa dum novo Jan III Sobieski. Aliás, como forma de evitar a destruição, todas as civilizações precisam do seu Qin Shi Huang ou do seu Carlos Magno. O problema é: será que a civilização ocidental merece ser salva?

A destruição da civilização ocidental prossegue como planeado.


18 comentários:

  1. HMMM,então foi o cristianismo que fez o homem branco SE civilizar?...e como me explica,lucas, o mesmo ter sido responsável pelas civilizações veda,persa, suméria, egípcia(veja o DNA de Tutancâmon),grega e romana -todas anteriores ao cristianismo?
    como explica a africa negra -apesar de seculos sob influência do cristianismo - ser tão miserável e selvagem - enquanto os pagãos japoneses,sul coreanos, Honconguêses,taiwanêses e singapurianos estão entre os povos com o melhor IDH do mundo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rafael,

      Não creio que tu queiras comparar a civilização persa, suméria, egípcia, grega ou romana com a superior civilização Cristã. Só como exemplo, era comum os romanos abandonarem as filhas nos bosques devido ao facto deles preferirem descendência masculina e não feminina. O Cristianismo acabou com este genocídio.

      Era comum os egípcios levarem a cabo prostituição religiosa. O Cristianismo acabou com esta estupidez.

      Muitas outras coisas poderiam ser ditas sobre outras civilizações, mas o facto incontornável é: nenhuma civilização mundial alcançou a elevação moral, tecnológica, social como a civilização Cristã.

      Portanto, repito o que está no texto:

      "a elite esquerdista ocidental fragilizou a influência preciosa e única do Cristianismo - que historicamente desempenhou um papel determinante na civilização dos bárbaros brancos europeus.

      Eliminar
    2. Verdade Lucas,

      O que esses néscios não entendem é que a influência cristã, levou a sociedade a ser mais civilizada.

      Deu a percepção moderna do universo, uma percepção de estabilidade em todas as coisas através do poder de DEUS, um universo racional, o que evidentemente fomentou o desenvolvimento da ciência moderna.

      Para o cristão, todos os seres humanos são importantes, e o amor a DEUS acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, é a lei superior!

      Ele fala dos outros povos, mas onde e como eles estão? Como está a Persia ( Irã ) hoje?
      Como está o Egito?

      A Africa está como está, não por causa dos exploradores europeus, mas sim por causa da cultura africana em si, que ainda é uma cultura doentia, e que já era antes da exploração européia.

      ---

      Mas hoje com o abandono da cristandade, a sociedade está ruindo.

      Eliminar
  2. Os comunistas dizem é preciso que a destruição seja total. Nós por cá, temos comunas que não têm problemas em afirmar que acham a violência em Inglaterra um bom modelo social e que deve ser aplicado em PortugaL.

    http://paiocomervilhas.blogspot.com/2011/08/ambicao-terrorista-da-extrema-esquerda.html

    Cito:

    «Sim, o problema é hoje o mesmo em Londres: já todos foram expropriados de tudo e nada têm para dar em troca: a não ser a DESTRUIÇÃO TOTAL!! E é preciso que seja TOTAL!!»

    ResponderEliminar
  3. lucas,o que dizes é tão absurdo e sem nexo que quase nem tem ponta por onde se lhe pegue.

    vê-se claramente que fala de assuntos sem os perceber. não há "esquerdistas racistas" pelo que o teu "pleonasmo" é rídiculo.
    o esquerdismo é anti-racista por natureza.
    .
    .
    "Paralelamente, uma mulher negra e um homem branco que sempre viveram e cresceram em Portugal - e sempre partilharam da mesma cultura portuguesa"
    .
    .
    os negros não têm "cultura portuguesa"... não é por nascerem em Portugal que são portugueses ou que têm a cultura (ou as culturas) de Portugal.
    portanto, toda a tua dissertação cai pela base.

    é claro que há muito mais em comum entre um português e uma portuguesa emigrada em França, do que entre um português e uma angolana...mesmo que nascida em Portugal.

    os africanos diferem, na cultura, no temperamento, até na língua, e...o mais importante, no sangue.
    .
    .
    "eu acho que é sempre bom as pessoas casarem-se com as pessoas que mais partilham da sua forma de pensar, quer tenham a mesma cor de pele ou não."
    .
    .
    reduzir raça a cor de pele, é um erro claramente esquerdista, portanto tu não pode te demarcar dos esquerdistas como ingenuamente pretende, pois pensas exactamente como eles. não há volta a dar.

    e depois, os negros não "pensam" da mesma forma que os europeus...
    .
    .
    "Mas esta guerra de etnias só favorece os esquerdistas"
    .
    .
    sem dúvida. por isso é que nós, ao contrário dos esquerdistas imundos, não queremos guerras de etnias. só queremos cada etnia no seu lugar e no seu espaço em paz.
    claro que se os esquerdistas tudo fazem para provocarem essas guerras, depois não se queixem.
    mas de facto, falaste bem. eles (será que posso dizer eles? ou devo dizer vocês?) é que querem guerras de etnias.
    .
    .
    "visto que eles é que fazem todos os possíveis para dividir e separar as etnias."
    .
    .
    errado lucas. "eles" não fazem isso.
    eles defendem uma pretensa "raça humana" e você a mesma coisa.
    .
    .
    "Os Cristãos, por outro lado, sabendo que todos nós somos descendentes do mesmo pai (Adão) e da mesma mãe (Eva), centra-mo-nos naquilo que de facto nos separa: o comportamento."
    .
    .
    os cristãos e os esquerdistas são exactamente a mesmíssima coisa.
    os esquerdistas são outra versão
    do cristianismo. também eles defendem que somos todos iguais, podem não acreditar em deuses, mas dizem que somos todos iguais e viemos do mesmo.
    quanto ao "comportamento" ele depende em larga medida da raça.
    a teoria da tábua rasa e do livre arbítrio, é ela própria esquerdista e tem origem remota cristã.
    somos todos iguais e nascemos com uma folha em branco e etc, etc, já conhecemos tudo isso.
    .
    .
    "o movimento conservador Cristão não se baseia na superioridade racial mas na superioridade cultural e moral da cultura Judaico-Cristã."
    .
    .
    exacto. ou seja, é supremacista. tão ou mais supremacista como as doutrinas que tanto dizem criticar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rafael,
      lucas,o que dizes é tão absurdo e sem nexo que quase nem tem ponta por onde se lhe pegue.

      vê-se claramente que fala de assuntos sem os perceber. não há "esquerdistas racistas" pelo que o teu "pleonasmo" é rídiculo.
      o esquerdismo é anti-racista por natureza.


      Tu deves estar a brincar comigo. Estás a falar a sério? Então porque é que o racismo estatal nos EUA foi sempre defendido pela esquerda? Porque é que o nacional SOCIALISTA Hitler defendia a superioridade da sua etnia? Porque é que os comunistas sul americanos tinham uma visão horrível nos negros? Queres fontes?
      O racismo é uma ideologia esquerdista.

      os negros não têm "cultura portuguesa"... não é por nascerem em Portugal que são portugueses ou que têm a cultura (ou as culturas) de Portugal.
      portanto, toda a tua dissertação cai pela base.


      Não. A tua resposta é que cai por base. O facto de serem negros, indianos, chineses ou seja lá o que for não os torna menos portugueses - nem vazios de cultura portuguesa.

      os africanos diferem, na cultura, no temperamento, até na língua, e...o mais importante, no sangue.

      Um branco não pode receber sangue dum negro? Um chinês não pode receber sangue dum indiano? Onde é que tu viste tamanha idiotice?

      reduzir raça a cor de pele, é um erro claramente esquerdista, portanto tu não pode te demarcar dos esquerdistas como ingenuamente pretende, pois pensas exactamente como eles. não há volta a dar.

      Eu não reduzi porcaria nenhum. Eu nem usei a palavra raça.

      e depois, os negros não "pensam" da mesma forma que os europeus...

      AI não? De que forma é que os negros, os chineses ou os indianos pensam que difere dos brancos - como seres humanos?


      "Mas esta guerra de etnias só favorece os esquerdistas"
      .
      sem dúvida. por isso é que nós, ao contrário dos esquerdistas imundos, não queremos guerras de etnias. só queremos cada etnia no seu lugar e no seu espaço em paz.


      Então tu tens que sair do Brasil e voltar para a Europa. ALiás, todos os brancos brasileiros têm que sair do Brasil e voltar para Portugal, Itália, Espanha, Alemanha, etc, etc, e deixar as Américas para os índios.

      Claro que eu não defendo isso.

      mas de facto, falaste bem. eles (será que posso dizer eles? ou devo dizer vocês?) é que querem guerras de etnias.

      Tu também queres guerras entre as etnias.

      Eliminar
    2. "visto que eles é que fazem todos os possíveis para dividir e separar as etnias."
      .
      errado lucas. "eles" não fazem isso.
      eles defendem uma pretensa "raça humana" e você a mesma coisa.


      Pois, defendem uma só raça humana . . . por isso é que defendem o aborto (a morte de seres humanos que eles pensam que não são bem humanos; são sub-humanos).
      Antropologicamente falando, só há uma raça humana.

      "Os Cristãos, por outro lado, sabendo que todos nós somos descendentes do mesmo pai (Adão) e da mesma mãe (Eva), centra-mo-nos naquilo que de facto nos separa: o comportamento."
      .
      .
      os cristãos e os esquerdistas são exactamente a mesmíssima coisa.


      Tu és mesmo ridículo. Tens noção do que acabas de dizer? Sabes o que o Cristianismo defende e o que o esquerdismo defende?

      os esquerdistas são outra versão do cristianismo.

      O esquerdismo defende que não existe verdade. O Cristianismo defende que existe verdade absoluta. Como é que tu podes comparar duas ideologias tão diferentes?

      Essa é a coisa mais ridícula que alguém alguma vez disse neste blogue. Parabéns.

      Se quiseres ver mais "igualdades" entre o esquerdismo e o Cristianismo, vê este video e deixa de dizer disparates.

      também eles defendem que somos todos iguais, podem não acreditar em deuses, mas dizem que somos todos iguais e viemos do mesmo.

      Não, não defendem. A tua ignorância histórica tornou-se cego a um simples facto amplamente documentado: o primeiro grande "pensador" a propor o extermínio de pessaos com base na não-existente "raça" foi Karl Marx..

      As suas palavras foram mais ou menos isto: "As raças e as classes demasiado fracas para aceitarem as novas condições de vida devem perecer no holocausto revolucionário".

      Tu estás mais próximo do marxismo e do esquerdismo do que pensas.

      quanto ao "comportamento" ele depende em larga medida da raça.

      Não, não depende. Depende mais da cultura e mais ainda da vontade da pessoa.

      a teoria da tábua rasa e do livre arbítrio, é ela própria esquerdista e tem origem remota cristã.

      Deus do céu, que pessoa tão confusa. Para começar, o Cristianismo não ensina porcaria de tábua rasa nenhuma. Se ensina, ninguém nasceria com natureza caída.
      Segundo, negar a existência do livre arbítrio é a coisa mais ridícula que pode haver. Ou percebi mal?

      "o movimento conservador Cristão não se baseia na superioridade racial mas na superioridade cultural e moral da cultura Judaico-Cristã."
      .
      exacto. ou seja, é supremacista. tão ou mais supremacista como as doutrinas que tanto dizem criticar.


      Isto pode ser um choque para ti, mas há comportamentos inferiores e há comportamentos superiores.
      O código moral Cristão é superior a todos os outros.

      Eliminar
    3. Esse tipo que diz que a esquerda se define por ser anti-racista, deveria ler, por exemplo, a apologia do genocídio contra os povos eslavos, feita por Karl Marx...

      Eliminar
  4. "Focar-se na etnia é uma distracção que favorece os racistas esquerdistas (pleonasmo)."
    .
    .
    o que os esquerdistas a sério dizem, é que focar-se na etnia é uma distracção das lutas de classes e das explorações dos operários, e etc, etc

    isto é o que os esquerdistas dizem.
    não a conversa revisionista, invertida e deliberadamente mentirosa com que queres atirar areia aos olhos de quem te lê.


    e repara que és tão esquerdista na tua mentalidade que até escreveste "etnia" para te referires às raças ,
    e ainda tens o descaramento de pretender que estás num lado oposto a eles...
    pode ser que não te apercebas da triste figurinha que faz, ou pode ser que no brasil a esquerda tenha uma hegemonia tal, que até os valores esquerdistas são já considerados "conservadores", tal a lavagem totalitária ao cérebro que vos acompanhou desde o berço.

    o facto é que ser contra a preservação racial é tão esquerdista como os mais empedernidos esquerdistas, em tudo...no pensamento, na linguagem politicamente correcta, no revisionismo e inversões. pode não se ter dado conta disso ainda, mas o facto é que sem saber, é tão esquerdista como os esquerdistas que ele diz ser contra...
    mas é claro que se ele nem sabe o que é um esquerdista e redefine a palavra ao gosto dele, é óbvio que não se dá conta de que é um deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rafael,
      e repara que és tão esquerdista na tua mentalidade que até escreveste "etnia" para te referires às raças

      Escrevi etnias porque queria dizer etnias. A noção de "raças" não tem base antropológica e Biblica.

      e ainda tens o descaramento de pretender que estás num lado oposto a eles...

      É um facto. O maior inimigo do esquerdismo (incluindo a nacional socialista de Hitler) é o Cristianismo Bíblico.

      pode ser que não te apercebas da triste figurinha que faz

      Triste figura fazes tu ao seres um perfeito ignorante no que toca a natureza do esquerdismo e do Cristianismo. Só o próprio facto de comparares o esquerdismo com o Cristianismo revela que tens muito que aprender sobre ambas antes de falares.


      o facto é que ser contra a preservação racial é tão esquerdista como os mais empedernidos esquerdistas, em tudo...no pensamento,


      Ser a favor da preservação racial não é o mesmo que considerar algumas pessoas racialmente inferiores e outras superiores. Como já disse, "raça" só há uma: a humana.

      Eliminar
    2. Caro rafael123montovani,

      Veja como vc está "certo":

      "A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo."

      (Karl Marx)

      "A extinção da religião, como a felicidade ilusória do homem, é uma exigência para sua felicidade real. O chamado para que ele abandone as ilusões a respeito da sua condição é um chamado para abandonar uma condição que requer ilusões. A crítica à religião é, portanto, a crítica a este vale de lágrimas do qual a religião é a auréola."

      (Karl Marx - Introdução a Crítica à Filosofia da Lei, de Hegel)

      "Desejo vingar-me d' Aquele que governa lá em cima."

      (Karl Marx)

      "Palavras eu ensino todas misturadas em uma confusão demoníaca.
      Assim, qualquer um pode pensar exatamente o que quiser pensar."

      (Karl Marx)

      Então PARA de dizer que o Cristianismo é igual ao marxismo.

      Eliminar
  5. "Tu deves estar a brincar comigo. Estás a falar a sério? Então porque é que o racismo estatal nos EUA foi sempre defendido pela esquerda? Porque é que o nacional SOCIALISTA Hitler defendia a superioridade da sua etnia? Porque é que os comunistas sul americanos tinham uma visão horrível nos negros? Queres fontes?
    O racismo é uma ideologia esquerdista."
    .

    o Nacional Socialismo não é esquerdista...deixa lá a K7 riscada do Olavo de Carvalho...
    comunistas sul americanos viam mal os negros? só o Guevara...
    isso pode provar que havia comunistas pré-Marxismo Cultural RACISTAS de facto. mas não racialistas
    o racismo é uma ideologia esquerdista só na tua cabeça .

    a palavra "racismo", mas com sentido pejorativo e ofensivo, essa sim foi, de facto, inventada pela esquerda:

    http://1millionunited.org/blogs/blog/2010/01/01/the-trotsky-invented-the-concept-of-racism-myth/

    ora, por volta de 1920/30, trotsky cunhou a palavra "racismo" e ela passou a ter significado pejorativo, quase como se fosse um crime...
    ora, como é que depois disso, ainda tens a lata de dizer que a esquerdismo defende o racismo?
    só mesmo fazendo muita força mental, wishful thinking, contorcionismo, revisionismo e inversão


    "Não. A tua resposta é que cai por base. O facto de serem negros, indianos, chineses ou seja lá o que for não os torna menos portugueses - nem vazios de cultura portuguesa."
    .
    .
    de facto, não os torna "menos" portugueses.
    nem menos, nem mais, nem um pouco.
    negros, indianos, chineses, NÃO SÃO portugueses. nem "menos", nem "mais", nem "pouco", nem "um bocadinho". nasçam onde nascerem.

    um cão que nasce numa cavalariça, continua a ser cão. não é cavalo.


    "Então tu tens que sair do Brasil e voltar para a Europa. ALiás, todos os brancos brasileiros têm que sair do Brasil e voltar para Portugal, Itália, Espanha, Alemanha, etc, etc, e deixar as Américas para os índios."
    .

    RÍDICULO!
    em primeiro lugar, eu não sou brasileiro, nada tenho de brasileiro nem quero ter.
    sou Português, sempre fui e sempre serei.
    em segundo lugar, quem te diz a ti que não havia já brancos nas Américas da antiguidade?
    em terceiro, os índios têm reservas próprias para eles, coisa que não acontece com populações brancas.

    em último, os brancos de 1ª ou 2ªgeração que estiverem aí, e que não tenham misturas com outros brasucas já misturados, por mim podem voltar aos países de origem (Itálias, Alemanhas, etc, desde que eles o queiram e se identifiquem com esses países.
    os que quiserem ficar por ai , pois não há nada a fazer...

    ResponderEliminar
  6. "Tu também queres guerras entre as etnias."


    não quero não.
    quem quer guerras étnicas é mesmo a tua turma, seja na versão cristã ou esquerdista.
    o próprio Trotsky dizia que os comunistas deviam lançar os brancos contra os negros.
    aliás, por falar nisso, lê aqui:


    plano genocida contra americanos:



    (...)"We must realize that our party's most powerful weapon is racial tensions. By propounding into the consciousness of the dark races that for centuries they have been oppressed by whites, we can mold them to the program of the Communist Party. In America we will aim for subtle victory. While inflaming the Negro minority against the whites, we will endeavor to instill in the whites a guilt complex for their exploitation of the Negros. We will aid the Negroes to rise in prominence in every walk of life, in the professions and in the world of sports and entertainment. With this prestige, the Negro will be able to intermarry with the whites and begin a process which will deliver America to our cause."


    Israel Cohen, A Racial Program for the Twentieth Century, 1912. Also in the Congressional Record, Vol. 103, p. 8559, June 7, 1957(...)

    nota: para aqueles cépticos que, naturalmente, duvidarem das afirmações supra-citadas ou que suponham tratar-se de meros boatos ou especulações, aqui vai a prova de que é mesmo realidade


    http://theforbiddentruth.net/attachments/history/500d1296488660-israel-cohen-quote-congressional-record-060757-003-quote.jpg

    eu NÃO quero guerras entre etnias,lucas.
    só quero que cada etnia e cada raça viva no seu espaço, sem odiar ninguém.
    ódios e guerras é mesmo coisa da escumalha esquerdista, pretensamente "humanista".


    " o primeiro grande "pensador" a propor o extermínio de pessaos com base na não-existente "raça" foi Karl Marx..

    As suas palavras foram mais ou menos isto: "As raças e as classes demasiado fracas para aceitarem as novas condições de vida devem perecer no holocausto revolucionário".

    Tu estás mais próximo do marxismo e do esquerdismo do que pensas."
    .
    .
    eu conhecia essas afirmações.
    e isso prova, sim, que a esquerda é racista no pior sentido, e genocida, mas não é racialista

    ora, eu não estou perto do esquerdismo, como tu dizes, porque eu não defendo genocídios nem racismos nesse sentido, e sim o racialismo, ou a preservação racial.

    precisamente por a esquerda ser racista (No pior sentido, e não no sentido de racialismo) é que a esquerda tenta lançar negros contra brancos e incitar a mistura racial, por ser racista CONTRA OS BRANCOS, que é precisamente o contrário do que eu defendo e do que se defendem por aqui.
    só queremos a salvaguarda racial, não queremos exterminar nem brancos, nem negros, nem àrabes, nem judeus.
    só queremos que cada povo conserve a sua raça e a sua cultura na sua terra.
    isso é racialismo, não é "racismo" no sentido genocida de Karl Marx

    ResponderEliminar
  7. "O esquerdismo defende que não existe verdade. O Cristianismo defende que existe verdade absoluta. Como é que tu podes comparar duas ideologias tão diferentes?"


    ERRADO!! o esquerdismo TAMBÉM defende a verdade absoluta.
    é CLARO que existe o relativismo esquerdista, mas ele é um MEIO para alcançar um fim, não é um fim EM SI MESMO.
    o relativismo moral da esquerda não é um princípio mas um estratagema...

    o esquerdismo é tão dogmático como o cristianismo.
    posso e DEVO comparar as duas ideologias, porque de facto, elas são gémeas.
    ora lê:


    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/cristianismo-e-comunismo-gemeos-judeus.html

    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/cristianismo-o-comunismo-da-antiguidade.html

    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/marxismo-e-uma-religiao.html


    das palavras de Klassen, destaco o seguinte:

    "Ambos os credos têm um dogma muito complicado que é bastante nebuloso e confuso, para não dizer contraditório, em si mesmo. Assim, ambos criaram uma hierarquia que interpreta o que o dogma correcto do dia é, e toda a gente segue a linha ou sofre as consequências de uma estrutura de poder já estabelecida.

    O Cristianismo e o comunismo, ambos tiveram as suas cismas. No caso do Cristianismo, os seguidores que diferiam eram chamados hereges e, no caso do comunismo, aqueles que se afastam da linha oficial são chamados desviacionistas. No caso do Cristianismo, a Grande Cisma, é claro, foi durante a Reforma Protestante, quando o segmento desenvolveu-se e separou-se da Igreja Católica. Ele então passou a dividir e fragmentar em milhares de direcções diferentes daí em diante, tudo para danificar e destruir a Raça Branca. A primeira grande divisão, é claro, foi quando o Império Bizantino se separou da metade Romana ou Ocidental.

    Entre os comunistas, houve uma série de Cismas, como os Mencheviques e os Bolcheviques, e uma série de outras divisões, antes dos comunistas terem alguma vez chegado ao poder. Depois de terem chegado ao poder, havia os comunistas Estalinistas e os comunistas Trotskistas, sendo estes últimos energicamente perseguidos e eliminados das fileiras. Agora nós, presumivelmente temos a ala Maoísta do partido comunista e durante algum tempo os desviacionistas Tito e, assim por diante. Em qualquer caso, a ideia principal do cristianismo e do comunismo é a mesma: No topo de um dogma confuso e impossível, assenta uma poderosa e firme hierarquia que dita e interpreta o que a linha dos seus seguidores deve ser, e a morte, terror e represálias são as consequências para aqueles que ousam pensar por si mesmos."




    ou seja, o Comunismo também defende a VERDADE ABSOLUTA!

    ResponderEliminar
  8. "Pois, defendem uma só raça humana . . . por isso é que defendem o aborto (a morte de seres humanos que eles pensam que não são bem humanos; são sub-humanos).
    Antropologicamente falando, só há uma raça humana."

    hahahahaha antropologicamente falando, há mesmo várias raças (ou sub-espécies).
    confundes espécie com raça, é um erro recorrente da turma comunista-cristã.
    ouço comunistas dizer exactamente o mesmo que tu.

    quanto ao aborto, é claro que o pretenso "humanismo" da esquerda é fingido.

    .
    ""quanto ao "comportamento" ele depende em larga medida da raça."
    .
    "Não, não depende. Depende mais da cultura e mais ainda da vontade da pessoa."


    a "cultura" não surge por geração espontânea, muito menos o cérebro da pessoa e a estrutura, o tipo nervoso, etc, que é o que controla a "vontade" e etc


    "Deus do céu, que pessoa tão confusa. Para começar, o Cristianismo não ensina porcaria de tábua rasa nenhuma."
    ..
    ensina, ensina. todos os homens são iguais, nascem iguais e são filhos da mesma criatura, etc, etc
    igualdade à partida é tábua rasa.


    "Segundo, negar a existência do livre arbítrio é a coisa mais ridícula que pode haver. Ou percebi mal?"
    .
    negar a existência de raças, ainda é mais rídiculo. e aqui não percebi mal.
    acresce que eu não neguei o livre arbítrio.
    aliás, quem o nega é mesmo a tua turma, seja na versão cristã ou comunista, que acham que as pessoas são meros autómatos sem individualidade ou vontade própria.

    quando falei de livre arbítrio, não era no sentido de negar a individualidade do ser, como a tua turma o faz, mas sim no sentido de que o ser humano já nasce com determinadas tendências e inclinações inatas - leis naturais

    ResponderEliminar
  9. "exacto. ou seja, é supremacista. tão ou mais supremacista como as doutrinas que tanto dizem criticar."
    .
    "Isto pode ser um choque para ti, mas há comportamentos inferiores e há comportamentos superiores.
    O código moral Cristão é superior a todos os outros"

    não é choque nenhum, caro "amigo". "choque" teria se dissesses o contrário.
    eu prefiro aqueles que se assumem, do que aqueles que tentam fingir o que não são.
    e tu, claramente, assumes a a tua natureza e a do teu credo, logo não estás aqui a enganar ninguém e só isso já é "louvável".

    ora, totalitarismo/supremacismo cristão ou totalitarismo/supremacismo de esquerda...por mais que me esforçe, não encontro diferenças relevantes.

    .
    "Triste figura fazes tu ao seres um perfeito ignorante no que toca a natureza do esquerdismo e do Cristianismo. Só o próprio facto de comparares o esquerdismo com o Cristianismo revela que tens muito que aprender sobre ambas antes de falares."

    é válido para os dois lados - ou talvez seja válido só para ti, como eu já disse...

    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/cristianismo-e-comunismo-gemeos-judeus.html

    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/cristianismo-o-comunismo-da-antiguidade.html

    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/marxismo-e-uma-religiao.html

    ResponderEliminar
  10. "Como já disse, "raça" só há uma: a humana."

    disseste mal - e voltas a confundir raça com espécie


    "Escrevi etnias porque queria dizer etnias. A noção de "raças" não tem base antropológica e Biblica."

    base antropológica tem.
    Bíblica talvez não, mas bíblia não é ciência...se bem que até os cristãos falavam em raças, como Justino.


    "e ainda tens o descaramento de pretender que estás num lado oposto a eles."
    .
    É um facto."

    não, não é um facto. estares aqui tu, ou um esquerdista é rigorosamente igual.


    "O maior inimigo do esquerdismo (incluindo a nacional socialista de Hitler)"

    o nacional socialismo não é esquerdista, nem partilha do cerne esquerdista, nem de perto nem de longe.


    "é o Cristianismo Bíblico."

    inimigo da esquerda...só superficialmente.
    mas depois acontecem coisas como esta:


    http://fodaseanovaordem.blogspot.com/2012/03/quando-esquerda-se-une.html

    A manifestação foi convocada por partidos políticos como Os Verdes e o Social-Democrata, sindicatos, Organizações não-governamentais, e ainda grupos religiosos católicos, protestantes e judaicos, sob o lema "Contra o extremismo das Direitas e o baile da WKR".


    ora, a verdade vem sempre ao de cima, por mais que se esforçem, por mais que disfarçem, por mais que finjam odiar-se, acabam por estar na mesma barricada como sempre estiveram lado-a-lado.

    ora, a verdade vem sempre ao de cima, por mais que se esforçem, por mais que disfarçem, por mais que finjam odiar-se, acabam por estar na mesma barricada como sempre estiveram lado-a-lado.

    "Um branco não pode receber sangue dum negro? Um chinês não pode receber sangue dum indiano? Onde é que tu viste tamanha idiotice?"

    quando falei de sangue, não era de transfusões nem de glóbulos vermelhos, mas sim de genes, raças!

    ResponderEliminar
  11. Assim caiu o império romano: a "diversidade" das hordas de bárbaros vagueando pelo território fez o nível de civilidade baixar e de barbárie aumentar. Deu no que deu... A história só se repete...

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT