sábado, 16 de março de 2013

A influência do passado sexual

Mais um homem que pede "conselhos" para algo que deveria ser relativamente fácil de decidir. Com comentários do blogue "Alpha Game Plan"

QUERIDA ABBY: A minha mulher é eu estamos casados há 5 anos. Descobri recentemente que, quando ela tinha 19 anos, ela fez entre 10 a 20 filmes pornográficos. Nós casamo-nos quando ela tinha 27 anos, e temos 4 filhos de dois casamentos anteriores. 


Estou devastado.

Quando a confrontei com isto, ela chorou de uma forma que eu nunca a tinha visto chorar, e disse que este foi o maior erro da sua vida. Entendo que seja difícil dizer a alguém sobre isto. Eu mesmo também não levei uma vida perfeita, e também tenho os meus esqueletos no armário (dos quais nunca faria menção). 

No entanto, não consigo superar esta situação. Nunca senti uma dor como a que sinto agora e não sei o que fazer. Amo a minha esposa e não quero o divórcio, mas isto [o facto dela ter feito 10-20 filmes pornográficos] assombra-me todas as noites. 

Temos uma excelente vida e eu tenho total confiança nela. O que é que tenho que fazer para superar esta situação? 

Assinado: DEVASTADO NOS ESTADOS UNIDOS.
A resposta da "conselheira" não foge muito ao que seria de esperar (como já visto aqui):
CARO DEVASTADO: Um passo gigante na direcção certa seria aceitar que ambos tinham um passado antes de se casarem, e que ambos fizeram coisas das quais não estão orgulhosos.
Todas as pessoas têm um passado mas nem todos os passados têm o mesmo peso matrimonial. Certamente que a esposa sabia antecipadamente que os homens não se querem casar com "actrizes" pornográficas, mas mesmo assim, ela escolheu esconder esta informação. O próprio facto dela o ter escondido demonstra que ela sabia que este passado seria muito relevante se o marido (ou futuro marido, na altura), tivesse conhecimento antes de casar.

A colunista continua:
Depois disto, faça uma lista de todas as coisas boas que vocês têm juntos, e perdoe a sua esposa por ter feito erros dolorosos no passado, dos quais ela se encontrava demasiado envergonhada para revelar.
Note-se como o foco passou do que o homem sente, para o que a mulher sente. O propósito da colunista não é ajudar o casamento, nem ajudar o homem que entrou em contacto com ela, mas remover da mulher o estigma dum passado que, a ser sabido antes do matrimónio, seria suficiente para que o casamento não se verificasse.
Certamente que isto [fazer uma lista das "coisas boas" que eles têm juntos] é melhor do que divorciar a mulher por uma coisa que ela não pode mudar.
A implicação disto é que se ela - a esposa - pudesse mudar o passado, então já seria moralmente aceitável pedir o divórcio; como ela não pode mudar o passado, então o melhor é o homem suprimir a sua natural aversão pela mulher promíscua, e manter-se casado com ela. Ou seja, o que ele sente é irrelevante: o que interessa é o que ela sente.
Se isto não funcionar, então será aconselhável procurar aconselhamento matrimonial.
Este "aconselhamento matrimonial" terá como propósito único condicionar o homem de modo a que ele altere a sua psicologia e se sinta "bem" em ter como esposa uma mulher que, a troco de dinheiro, disponibilizou o seu corpo para a degradação sexual com vários homens potencialmente contaminados com DSTs.

Mas este será um esforço condenado ao fracasso porque a rejeição que o homem tem pela mulher promíscua está embutida na sua psicologia masculina; ela não pode ser alterada através da lei nem através da pressão social ("shamming").

* * * * * * *

Até pode ser que estejamos errados, mas acho que a maior parte das mulheres entende que ter um passado como "actriz" pornográfica não pode ser considerado um acréscimo matrimonial.

A reacção da esposa pode ser indício de que ela foi realmente apanhada de surpresa (ou então não foi suficientemente rápida em voltar a situação ao contrário e acusar o marido de infidelidade por assistir filmes pornográficos). Mas levemos em conta que nós estamos provavelmente a falar dum N ([N = números de parceiros sexuais] que varia dos 10 aos 50 (e isto falando só dos parceiros sexuais que ela teve nos filmes, fora os que ela teve na vida pessoal). Vamos assumir que o N é 30.

Se as mulheres são capazes de entender o quão desagradável é para o homem casar com uma mulher que teve 30 parceiros sexuais durante a sua "carreira cinematográfica", porque é que é tão difícil para algumas entender que fornecer os mesmos serviços sexuais gratuitamente não é mais aceitável para os homens, (quer existam ou não câmaras em redor)?

Devido a isto, a ideia de que o passado pornográfico é intrinsecamente pior que um outro passado não-pornográfico, mas com o mesmo número de parceiros sexuais, é dúbio. Afinal, o que é pior: 1) uma mulher que afirma que fez o que pelo dinheiro, ou 2) outra que afirma tê-lo feito de graça? E qual das duas mulheres é mais susceptível de trair o marido: a mulher que fez o que fez pelo dinheiro, ou aquela que fez o que fez apenas e só porque teve vontade de o fazer?

É perfeitamente lógico o homem rejeitar a mulher promíscua - quando se fala em casamento - porque a vida sexual passada é uma forma válida do homem projectar que tipo de esposa ela vai ser.
Conclusão:

Hoje em dia as mulheres pedem o divórcio pelos motivos mais frívolos, mas os homens aparentemente não tem apoio social na sua decisão de se divorciar duma mulher que 1) fez filmes pornográficos e 2) escondeu que fez filmes pornográficos.








28 comentários:

  1. A única atitude lógica e racional e emocionalmente curativa que esse homem pode fazer é se divorciar!

    Mas terá que passar metade de seus bens para esposa, pagar pensão para a esposa e seus filhos, terá seus salários sequestrados para pagar essa "divida" dependendo do juíz isso vai comer 75% de todos os seus bens e rendimentos ;A casa que se por acaso ele comprou antes de conhecer a dita cuja, de cara, vai perdê-la para sua "amada" esposa; Vai morar de favor,vai viver sub-humanamente por pelo menos uma década ou mais para pagar essa irreparável "dívida".

    Claro isso é o que as feministas chamam de "justiça".É bom,agradável, perfeito e Justo que o tal homem perca seus bens, se isole da sociedade, seja preso, considerado um anátema para todo o resto do mundo e de preferência...que se suicide para o deleite prazeiroso das mulheres que ele amou...


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo!

      Essa questão dos bens materiais é mesmo triste. Uma mulher que foi(?) promíscua e engana o seu esposo merecia ter alguma condenação...porque isso carrega danos para o Homem em todos os campos da vida. Uma das coisas, é que ela saísse da casa com uma mão na frente e outra atrás e fosse impedida de se casar novamente. Entretanto, como sabemos, isso não acontece.

      Na atual situação >perder (neste caso) é ganhar< eu sei que é sofrido demais lutar toda uma vida e depois ver tudo desmoronando... mas quando não há saída, o melhor é tentar preservar o que há ainda de bom dentro de si: a Fé em Deus!

      Eliminar
  2. Uma mulher que teve 10 parceiros sexuais em sua vida é assustador...30 inimaginável.

    Não importa se ela fez por dinheiro ou por farra...ela é uma promíscua. Esconder um passado pesado desses de um Homem é mesmo uma traição. Ele não deveria se torturar tanto, e sim, despachar logo essa mulher, melhor sozinho do que mal acompanhado. Os filhos não deixarão de ser filhos, e ele não terá que conviver com este fantasma na cabeça dele. A confiança acabou!

    O problema é que o Homem ficou sem chão e não tem com quem falar...já imaginou ele dizendo isso para um amigo? Ele sentiria como mais uma humilhação...e falar com uma mulher dá nisso mesmo: "...o foco passou do que o homem sente, para o que a mulher sente..."

    Que triste perceber mais uma relação destruida...

    ResponderEliminar
  3. Eu terminaria a relação imediatamente. Nao ia ter como continuar.

    ResponderEliminar
  4. Mulher que tem mais de 1 parceiro sexual na vida já esta errada,isso é fato,casar com uma mulher não virgem é burrada,pois:

    - Não tem como saber realmente quantos parceiros ela teve,que tipo de parceiros ela teve(existem zoofilas,vide a monica mattos) e assim vai
    - Ela pode esconder uma DST que ela tem (Herpes Genital,AIDS e etc...) e você inocente não saber
    - Pode já ter realizado um aborto

    E mais uma infinidade de coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E mulher não tem que aceitar homem com passado sexual também!

      Embora a mulher não possa ter certeza, ela tem que procurar um homem que respeite a castidade antes do casamento.

      Eliminar
    2. A mulher, antes de querer exigir alguma coisa, ela tem que começar a se respeitar e mudar o seu próprio comportamento.
      A mulher é que alimenta os Homens...enquanto alimentar sexo antes do casamento e ir sujando a sua vida, é isso que ela terá.

      Eliminar
    3. Bruna, mulher a-do-ra homem rodado. Ela nunca quer se dar ao trabalho de "ensiná-lo". Para ela, é homem inferior porque não "pegou" nada e não tem mais experiência do que ela. Se puder "roubar" o indivíduo de outra mulher, para ela é a glória suprema!

      Mulher nunca aceita homem que seja ou tenha algo menos do que ela. Duvido que você troque um cafajeste rodado por um "nerd" virgem.

      Ele vai cair no desprezo, ser comparado e depois trocado. Já vi muito disso.

      Concordo que todos deveriam ser castos. Mas isso não tem o mínimo valor para uma mulher, não é mesmo?

      Eliminar
    4. Só tem um detalhe, Bruna: quem decide se haverá sexo ou não é a mulher. O poder sexual está nas mãos da mulher. Por isso o homem que consegue transar com várias é considerado "competente", pois conseguiu "convencer" (ou conquistar), digamos assim, um determinado número de mulheres a transarem com ele. Ao contrário, quando não consegue, é chamado de "pega ninguém", fracassado e se torna alvo de chacotas. Basta pensar no estereótipo do nerd virgem, e como ele é desprezado e humilhado. As próprias mulheres tiram sarro de homens tímidos e inexperientes.

      Isso sem falar na reação irascível de muitas ao serem rejeitadas. Uma pesquisa aqui no blog mesmo traz um caso de falsa acusação de estupro por uma rejeitada:

      http://omarxismocultural.blogspot.pt/2013/03/ser-acusado-de-algo-como-isto-e-sem.html

      E porque mulheres não aceitam bem a rejeição? Pq isso põe em cheque o poder sexual delas. Enquanto isso, homens tem suas investidas sexuais constantemente negadas e isso é tido como normal.

      Assim sendo, aquele velho clichê feminista que exige "igualdade" em relação aos homens, para que as mulheres façam sexo com quantos quiserem, sem serem recriminadas depois, não faz sentido, pois em se tratando de sexo, não há igualdade e nunca haverá. Se o poder sexual está praticamente todo nas mãos das mulheres, como poderá haver igualdade?

      Outra prova: é normal mulheres exigirem uma série de predicados de seus pretendentes. Querem um homem bonito, de porte atlético, romântico, atencioso, inteligente, invariavelmente rico, e por aí vai. Esse tipo de fala é comum quando se pergunta a qualquer uma o tipo de homem "ideal".

      Em contrapartida, se um homem diz que não gosta, ou mesmo rejeita, mulheres gordas, recebe tratamento hostil e vários rótulos, tais como "machista", preconceituoso, misógino e etc. A única coisa que os homens pedem das mulheres é beleza física, e mesmo assim são criticados, e elas reclamam da tal "ditadura da beleza", enquanto tentam nos empurrar o padrão "plus size" goela abaixo.

      Eliminar
    5. O unico jeito de mudar alguma coisa eh justamente que as pessoas de bem valorizem a castidade.

      Entao, acho que quem se considera mulher de bem e se mantem casta nao so merece, como ira de fato procurar por um homem de bem, tambem casto.

      Uma mulher que seja virgem por principios e nao por falta de oportunidade nao prefere cafajestes.

      Eliminar
    6. É muito difícil todas as pessoas seguirem os princípios Da Palavra de Deus. E as mulheres, incluindo as cristãs de todas as igrejas, não são assim... podem manter a castidade mas exigem o que eles dizem aí em cima. As mulheres que não são castas fazem mil exigências, e uma delas é o tal Homem experiente com todo os atributos que eles descreveram. A mulher casta não vai querer um Homem casto, eu vi isso dentro da própria igreja, elas querem os experientes e que também tenham todos os outros atributos. É surpreendente, não? Mas é verdade. São mesmo raras as mulheres que aceitam o Homem que prefere também a castidade; raro também, a mulher aceitar um Homem que seja sem experiência na vida e de condição social simples e não tão bonito. Elas querem um Homem pronto de tudo... agora, se unir a um Homem de forma a construir COM ELE uma vida, amor ágape, posição profissional, experiência, e tudo o mais.... é muito, mas muito difícil.

      E tem outra coisa, quando o Homem se mantém casto... a própria mulher trata de acabar com o emocional dele quando não tem a tal 'atitude' para com ela. Se ele a respeitar, será ridicularizado pela mulher como o cara que não faz nada... e é imediatamente trocado tão logo apareça um outro de 'atitude'.
      É triste, não? Mas é real isso... e aí pode incluir as mocinhas cristãs. Então o Homem respeitador vai começar a querer ser desrespeitador que sempre leva a fama boa.

      "... Uma mulher que seja virgem por principios e nao por falta de oportunidade nao prefere cafajestes..."

      Ela realmente não prefere um cafajeste, mas pelo perfil que a maioria escolhe é bem fácil arranjar um... Se as cristãs começarem a mudar as suas preferências num Homem, fica bem mais fácil elas arranjarem um Homem casto e com os atributos mais voltados para Deus.

      Eliminar
    7. Era exatamente isso que eu quis dizer com meu post.

      Sei perfeitamente que a mulher quem escolhe.
      Agora, se até as moças que ainda tem seguem a palavra de Deus, dentre as quais se valoriza a castidade, não esperarem isso de seus parceiros, onde vamos parar?

      Os homens querem mulheres decentes ou querem ter qualquer mulher?

      A mulher escolhe, mas, como bem disse um dos comentaristas logo abaixo, se os homens não derem atenção a mulheres medíocres, elas deixaram de sê-lo.

      Então, acredito que se deve procurar por alguém casto, seja homem ou mulher.
      Não é uma questão de igualdade, como a apregoada pelas feministas, mas uma questão de valorização da castidade.

      Essa me parece a única forma de evitar coisas como a descrita no texto acima.

      Eliminar
    8. Luis Miguel, parabéns pelo comentário, exemplificou tudo o que eu sempre quis dizer e pensava sobre isso, mas não conseguia escrever! É claro que isso vai contra o "politicamente correto", mas é a mais pura realidade. Mulheres, mesmo que sejam gordinhas ou feias(salvo raríssimas exceções), não tem problema ALGUM em arranjar parceiros sexuais... Já se o homem não for bonito nem rico/famoso ou cafageste, ou seja, a maior parte dos homens se enquadra nessa situação.

      Eliminar
  5. O principal motivo de não aceitar mulher rodada é a comparação com o ex.

    Se o ex dela for igual ou melhor a você, ela irá te infernizar a vida toda, porque vocÊ não é capaz de proporcionar as mesmas emoções que o ex.

    Se você for igual ao ex, ou um pouco melhor, ainda assim você estará em desvantagem, porque não conta com o fator surpresa.

    Só valeria a pena namorar uma mulher promíscua se você for MUITO melhor que os ex.

    Entenda-se por "melhor" ser mais rico, mais bonito e mais pegador.

    O problema disso tudo é que, se você realmente é muito rico, muito bonito e muito pegador, tem acesso a mulheres muito melhores que uma promíscua. Você, simplesmente, não precisa aceitar uma rodada para relacionamento sério.

    Dado isso, homem nenhum tem motivos lógicos para aceitar uma mulher com passado sexual diversificado. Estou pensando por uma ótica utilitarista.

    ResponderEliminar
  6. Toda mulher tem sempre um "ex- inesquecível" com quem ela sonha toda vez que o atual não lhe faz as vontades nem lhe satisfaz as expectativas (na maioria das vezes, irreais).

    Quem está acostumada a se vender ou à promiscuidade cometerá desatinos contra o casamento ainda com mais facilidade.

    Claro que a mulher é sempre uma irresponsável, uma coitadinha, que não responde por seus atos. O homem tem sempre de desculpá-la por seus desatinos. Tirando o que não presta, deve haver algo de bom nela (bem pouco, pelo jeito). Patético!

    O medo de pegar uma doença grave ou fatal, de ser traído com qualquer um, etc, não conta. É a velha mania feminina de tentar conciliar coisas opostas e adversas: "quero ser duas coisas incompatíveis ao mesmo tempo, como ser uma prostituta - amadora ou profissional - e uma esposa e mãe decente". É como confiar num policial ex-bandido - impossível.

    Lembrando que qualquer desculpa para divórcio por iniciativa feminina serve (marido desempregado ou mal-empregado é a mais comum); se o homem pede divórcio por não confiar mais na mulher, é irresponsável, machista, cruel, cafajeste, etc. Como sempre, reina a falta de lógica e imperam os insultos.

    ResponderEliminar
  7. Excelente texto, Lucas!

    Imagino o inferno que este homem deve passar todas as noites, ao deitar-se com ela, lembrando de quantos já o fizeram, e o quanto fizeram com ela (com ou sem câmeras).

    Como você bem o disse, se ele soubesse do passado promíscuo dela antes do casamento, este não se consumaria. Por quê agora, sabendo daquilo, e sabendo também que foi ludibriado por ela (que pecou, no mínimo, por omissão), ele deveria manter o casamento?

    Não há chôro ou pressão social que vença o instinto masculino em não se relacionar com mulheres promíscuas. Isso é fato!

    Diariamente recebo dezenas de visitas ao meu blog, de homens que procuraram no google frases como: "casei com uma promíscua", "esposa com passado promíscuo", etc. Todos eles procuram na verdade uma forma de sair do inferno em que foram colocados por suas esposas omissas, dissimuladas, e mentirosas.

    Se me permitir, colocarei um link em meu blog para esse seu artigo. É uma excelente referência!


    Abraço,

    Rooster

    ResponderEliminar
  8. Em resposta a um comentário, para prostitutas que venderam a alma e enlouqueceram, não há problema em entrar em filmes pornô.

    ResponderEliminar
  9. Bruna
    Deveria ser assim, mas se algum homem disser para alguma mulher que ainda não fez sexo, perde muito do interesse.
    As mulheres procuram homens rodados, e se afastam dos inexperientes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo! Elas gostam de sentir a emoção de fisgar um cara experiente e que já deixou saudades em outras mulheres.

      Eliminar
  10. Eu não procuro homens rodados. Pode soar hipocríta e contraditório da minha parte, mas acho que eu, na minha perfeita virgindade e com intenções matrimôniais, posso pedir por um parceiro de mesma linha. Eu também quero estar segura de que meu namorado/marido não vá me trair, por motivo algum.

    Seria estranho. Você olharia pro parceiro e relembraria de que ele não é e certamente nunca foi completamente seu. Ele já foi de várias mulheres, mesmo que por uma única noite, mesmo que não tenha sido algo "sério". Tanto pro homem quanto pra mulher, relacionamentos anteriores ficam na mente. Essas pessoas ficam na mente. Seu parceiro nunca foi exclusividade sua.

    Além disso, ele pode pensar "ela não se move como a Fernandinha ou a Mariazinha se moviam, elas eram mais vadias na cama". Acredito que seja humilhante pra qualquer pessoa ser comparada com outra. Não estou tentando negar a realidade, sei que é justamente o contrário que mais acontece hoje em dia.

    Minha humilde opinião. Fiquem com Deus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mary,

      Se desejas a pureza do teu futuro esposo, isso é sim aceitável, desde que realmente seja por esse motivo, um compromisso com Deus e Sua Palavra. Não basta ser virgem, tem que ter TODO o comportamento moral que Deus nos deixou. Estás pronta para servir teu marido e nunca querer falar com mais autoridade que ele? Estás pronta para aceitar que ele domine a sua vida? Vais servi-lo com todo amor que Deus lhe pede para fazer e nunca negará as tuas obrigações de esposa? >Se sim<, então, estás mesmo com autoridade para exigir um Homem casto.

      Que Deus a abençoe.



      Eliminar
    2. Mary: não desista de seus sonhos nem deixe ninguém dizer que é besteira. Eu também desejava uma mulher que se guardasse para mim. Por isso, eu me dispus a me guardar para ela. Consegui. E te digo por experiência própria: um casal exclusivo tem mais confiança, honestidade e não se preocupa com comparações. E não importa que tenha sido apenas uma noite, ter um ato íntimo com alguém SEMPRE faz com que você leve "algo" da outra pessoa. É ingênuo achar que existe intimidade física sem nenhuma consequência. E a verdade é que você terá que "carregar" tudo o que seu marido fez no passado.

      Então, acho que você está CERTÍSSIMA em almejar por um homem que tenha te esperado.

      Eliminar
  11. Parabéns pelo pelo texto e pelo blog.
    A verdade irrefutável, nua e crua, evidenciada pela observação e experimentação da vida real no dia-a-dia, é a seguinte:
    - Quando jovem (dos 18 aos 30 anos), a mulher moderna quer viver "la vida loka", namorando, ficando e transando com vários e diferentes homens, em especial mulherengos, adúlteros, promíscuos, cafajestes, conquistadores, bad boys e etc., rejeitando os homens bons, fiéis, corretos e honestos que desejam levá-las a sério e constituir uma família;
    - Nessa fase dos 18 aos 30 anos a mulher crê na existência de um estoque infinito de homens, ou seja, que sempre haverá homens disponíveis para o casamento num estalar os dedos;
    - Quando a mesma mulher moderna chega na faixa dos 30 anos, estiver bem rodada e o Sr. Cronos bater à porta, ela muda de postura, diz que "sossegou", que "já se divertiu bastante", que "cansou daquela vida" e então passa a procurar um "homem bom" (leia-se "otário provedor") pra casar;
    - Ocorre que então os homens bons (do tipo que ela rejeitou durante a fase "loka") já estarão compromissados (namorando/ casados), e aí começa o conhecido chororô e o mimimi das mulheres de que "não há homens bons no mercado", que " ninguém quer nada sério";
    - Quando a ex-promíscua, por sorte, consegue fisgar um desavisado, ela mente, esconde e omite sua vida passada, se dizendo uma "moça de família" que teve "poucos relacionamentos", tudo pra não perder o valor perante os olhos do trouxa;
    - Se o infeliz se casar com ela, o coitado estará condenado a uma vida de infernizações, cobranças e exigências absurdas e insanas, pois o pobre marido nunca conseguirá proporcionar à esposa (ex-promíscua) as emoções com as quais ela se acostumou na fase "loka";
    - Daí a mulher ou trairá o marido (o adultério gera enormes emoções, pois trata-se de um pecado, uma proibição, e diante do risco de ser descoberto) e/ou então pedirá divórcio (que foi facilitado/simplificado pela legislação feminista), levando metade dos bens do coitado, ganhando a guarda dos filhos e uma bela pensão.
    Portanto, exatamente como dito no blog, logo no início do relacionamento o homem deve procurar descobrir o passado de sua pretendente a namorada/esposa, para minimizar os riscos de ver sua vida transformada num inferno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns pelo texto. Você disse tudo que eu pensava. Descreveu com perfeição a "mulher moderna". Olhem as mulheres presentes no Tinder e irão ver essas "mulheres modernas".

      Eliminar
  12. "Todas as pessoas têm um passado mas nem todos os passados têm o mesmo peso matrimonial.". Excelente conclusão.
    Se uma mulher promíscua tem seu passado (sórdido) revelado, ela se defende dizendo que " passado é passado", que " o que vale é o presente", que "se arrepende", que "mudou e não é mais assim", e etc..
    Pura enganação, pois no mundo real as coisas não funcionam desse modo.
    Quando uma empresa vai contratar um funcionário, a primeira providência é analisar o currículo (= vida passada) do candidato, e caso seja descoberto algum comportamento incompatível com a vaga (por exemplo, um desvio de dinheiro), obviamente que o candidato será recusado.
    O mesmo raciocínio lógico pode ser aplicado nos relacionamentos. Quando um homem pretende encontrar uma namorada/esposa, ele deve avaliar a vida passada da pretendente, e caso descubra algum fato negativo (tal como uma traição), isso indica que aquela mulher é imprestável para um relacionamento sério e duradouro, pois são grandes as chances de que ela venha a trair novamente no futuro.
    Como já dito no blog, o feminismo está conseguindo um de seus objetivos, que é "promiscuizar" o maior número de mulheres possível, de modo que os homens fiquem sem opções para o casamento.
    Tristes tempos decadentes.

    ResponderEliminar
  13. E quanto a mulher promíscua que DE FATO se converteu? Esta não merecia um voto de confiança? E se não merecem este voto de confiança não estaríamos duvidando do poder transformador do evangelho?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Álvaro,

      "E quanto a mulher promíscua que DE FATO se converteu? Esta não merecia um voto de confiança? E se não merecem este voto de confiança não estaríamos duvidando do poder transformador do evangelho?"

      Se ela de facto de converteu, então ainda bem para ela. Em nenhuma parte do texto se coloca em causa a capacidade do Espírito Santo de transformar vidas.

      Eliminar
  14. minha namorada mentia pra mim, foi então que eu resolvi instalar o www.brunoespiao.com.br no celular dela. Agr não tem como ela mentir pra mim mais

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT