segunda-feira, 18 de novembro de 2013

As 4 Fases da Subversão Ideológica dos Estados Unidos

Tal como explicado por Yuri Bezmenov (ex-KGB)
1ª Fase - Desmoralização
O processo de desmoralização dos Estados Unidos, que tem acontecido durante os últimos 25 anos, já se encontra practicamente concluído. Na verdade, está mais do que concluído uma vez que o sucesso da desmoralização hoje atinge áreas que nem mesmo o Camarada Andropov e os seus peritos teriam sonhado. E essa desmoralização é feita por Americanos a outros Americanos devido à sua falta de padrões morais.

Tal como eu disse previamente, exposição a informação genuína já não importa; a pessoa que está desmoralizada é incapaz de aceitar informação verdadeira e os factos não lhe dizem nada. Mesmo se eu a banhar com informação, com provas autênticas, com documentos, com imagens, mesmo se eu a levar à força para a União Soviética e lhe mostrar os campos de concentração, essa pessoa recusar-se-á a acreditar até que ela receba um pontapé no seu traseiro gordo. Quando a bota militar lhe pontapear o traseiro, então ela entenderá - e não antes disso. Essa é a tragédia da fase da desmoralização.
2ª Fase - Desestabilização
A fase seguinte é a desestabilização. Desta vez, o subvertor não se importa com as tuas ideias ou com o padrão do teu consumismo - quer tu comas comida pouco saudável e fiques gordo e flácido ou não, isso já não importa. Desta vez - e demora cerca de 2 a 5 anos para desestabilizar uma nação - o que importa são as coisas essenciais: a economia, as relações internacionais, e o sistema de defesa. E nós podemos ver claramente que em algumas áreas - em áreas tão sensíveis como a defesa e a economia - a influência das ideias Marxistas-Leninistas nos EUA é absolutamente fantástica. Quando eu cheguei a esta parte do mundo, há 14 anos atrás, eu nunca acreditaria que o processo avançaria tão rapidamente.
3ª Fase - Crise
A fase seguinte é a crise, que pode demorar até seis semanas para levar o país o limiar da crise. Isto pode ser visto actualmente na América Central. Depois da crise, com a violenta mudança de poder, das estruturas, e da economia, chegamos à fase da normalização, que tem uma duração indefinida.
4ª Fase - Normalização
A "Normalização" é uma expressão cínica, emprestada da propaganda Soviética quando os tanques Soviéticos entraram na Checoslováquia em 1968. Por essa altura, o Camarada Brezhnev disse:



Isto é o que vai acontecer nos EUA se vocês permitirem que os schmucks levem o país para a crise, prometendo todo o tipo de coisas boas e o paraíso na Terra, desestabilizando a economia, eliminando o princípio da competição do livre mercado, e ao permitirem que se coloque um governo ao tipo do Irmão Mais Velho em Washington DC, com ditadores benevolentes como Walter Mondale a prometerem todo o tipo de coisas boas (não interessa se essas promessas serão realizadas ou não). Depois disto, ele irá para Moscovo para beijar os traseiros da nova geração de assassinos Soviéticos, criando a falsa ilusão de que as coisas estão controladas. A situação não está controlada; a situação encontra-se horrivelmente descontrolada.

A maior parte dos políticos Americanos, os média, e o sistema de educação, treina outra geração de pessoas que pensará estar a viver em tempos de paz. Falso. Os EUA encontram-se num estado de guerra, uma guerra não declarada aos seus princípios básicos e aos fundamentos deste sistema. E o iniciador desta guerra não é o Camarada Andropov, obviamente, mas sim o sistema - por mais que soe ridículo - o sistema Comunista mundial ou a conspiração Comunista mundial.

Por mais que isto deixe algumas pessoas amedrontadas, eu não me importo. Se por esta altura tu não estás assustado, então nada mais te irá assustar.

Mas não é preciso ficar paranóico em relação a isto. O que acontece, e ao contrário de mim, vocês terão literalmente vários anos para coxear a menos que os EUA acordem. A cada segundo que passa, a bomba-relógio está avançar, e o desastre aproxima-se cada vez mais. Ao contrário de mim, vocês não terão qualquer sítio para onde fugir, a menos que queiram viver na Antárctica com os pinguins.

Este é o último país da liberdade e da possibilidade.

Fonte

* * * * * * *
Infelizmente, os Americanos não prestaram atenção aos sábios avisos de Yuri Bezmenov e actualmente têm como líder um presidente que luta de forma agressiva para remover o que resta dos valores Cristãos que serviram de base moral para a grandeza dos EUA. O que interessa reter aqui é que se isto aconteceu nos EUA, e eles foram vencidos pela subversão ideológica, então isto pode acontecer (e está a acontecer) em todos os países do Ocidente que ainda não são suficientemente "iluminados" para permitir uma "ditadura do proletariado".

É dentro da guerra cultural, e dentro da manobra de subversão ideológica, que o movimento feminista tem que ser entendido; tal como já vimos por várias vezes neste e em muitos outros blogues, o feminismo não é uma ideologia que visa ajudar a condição da mulher, mas sim um movimento que visa usar a psicologia da mulher para aumentar a dimensão do governo. As medidas feministas em torno do "fim da violência contra a mulher", as leis criadas especificamente para "proteger a mulher" e afins, mais não são que formas usadas pelos governos para isolar a mulher do homem, fazendo com que ela olhe para ele com desconfiança, tornando-a menos disposta a casar e, desde logo, tornando-a menos provável de gerar uma família funcional. 

Não é acidental o facto dos mesmos governos que lutam em favor do "casamento" homossexual sejam os mesmos que dão apoio financeiro a movimentos que olham para o casamento natural como "opressor" para a mulher. (Ou seja, os casamentos são "bons", desde que não seja o casamento verdadeiro.) Destruindo a famílias, os governos rapidamente  se prontificam a preencher o vazio deixado pela ausência do pai (e mesmo da mãe), aumentando assim a sua área de influência sobre as crianças e sobre as mulheres (e, desde logo, sobre toda a sociedade).

O que é também importante dizer - e isto é mais para as feministas e para os gayzistas - é que todas as armas de subversão ideológica têm um prazo de validade. Isto significa que, embora actualmente os governos ocidentais usem de verbas públicas para financiar o feminismo e o movimento homossexual, essa aliança é táctica e provisória. Quando os governos obtiverem os resultados da sua subversão ideológica, a utilidade do feminismo e do gayzismo termina. (Afinal, quantas marchas das vadias ocorrem na China, em Cuba ou na Coreia do Norte? Alguém é capaz de identificar um único "líder do movimento homossexual" Chinês, Norte-Coreano ou Cubano que tenha acesso aos círculos presidenciais desses países?)





1 comentário:

  1. Como vi falando nesse artigo (e acho que já até citei uma parte aqui):

    "(...) a esquerda tem a seu lado a maioria da população, a opinião pública, a mídia, o dinheiro, o poder, as mentes dos jovens e também de muitos velhos. Mas nós temos uma pequena coisa que eles não têm: a verdade.

    Não é muito, admito. Mas é algo. E a verdade tem um caráter perene, que nenhuma ilusão pode substituir.

    Obama pode governar mais quatro anos e prometer mundos e fundos. Pode endividar a América até os ossos pagando o lanche e o hospital para imigrantes ilegais e tirando dos "ricos" para dar aos pobres seus amigos milionários (como os da Solyndra).

    Por aqui, Lula pode voltar ao poder em 2016. Cristina Kirchner pode virar a primeira presidente zumbi. Chavez pode coroar-se, se quiser, imperador da Venezuela.

    As pessoas podem continuar acreditando em bizarras idéias utópicas, igualitárias e socialistas por décadas. A radical substituição demográfica dos europeus por muçulmanos e dos americanos por mexicanos prevista pelos globalistas pode acontecer. Raios, pode até vir um tirânico Governo Global de proporções leviatânicas! A verdade continuará sempre ali, quietinha em seu canto.

    Até que, um dia, o dinheiro ou a paciência acabarão. Um dia, ninguém mais acreditará em promessas vazias e sorrisos falsos. Um dia, a conta da reengenharia social chegará. Um dia, um menino apontará para o monarca e gritará que o Rei está nu. Um dia, a jovem que acredita que o mundo mudou descobrirá que tem uma dívida de milhares de dólares pela sua educação em Estudos Feministas e nenhuma perspectiva de trabalho. Um dia, os deuses do bom-senso retornarão.

    Neste dia, estaremos por aqui ainda, e nem sorriremos superiormente, e nem mesmo diremos, "eu não disse?
    ""

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT