sábado, 5 de Maio de 2012

Mãe grava vídeos sexuais com o próprio filho e envia-lhe fotos suas nua

Uma mãe foi acusada de incesto depois de ter sido encontrada num hotel com o filho adolescente e na posse de vídeos sexuais de ambos. A polícia afirmou que o rapaz de 16 anos tinha no seu telemóvel videos onde se via a mãe Mistie Atkinson a levar a cabo sexo oral com ele.

A polícia recuperou também fotos nuas da mulher de 32 anos que ela havia enviado ao filho mal a sua relação ilícita teve inicio (princípio do ano). O rapaz, que vive com o pai - que tem guarda exclusiva - estava ciente que Atkinson é a sua mãe biológica.

Os registos legais não revelam a dimensão do contacto pessoal que ambos tinham antes deles darem início ao caso, mas os investigadores afirmarem que Mistie não tinha direitos de guarda sobre o rapaz.

Atkinson e o filho adolescente foram encontrados num quarto de motel em Ukiah, California, no dia 2 de Março. Ela foi mais tarde lançada na prisão de Napa County e acusada de incesto, copulação oral com um menor, contacto com um menor para ofensa sexual e envio de material prejudicial para um menor.

A polícia afirmou que os vídeos contidos no telemóvel do rapaz datam de 3 e 4 de Fevereiro últimos. Para além disso, para além de ter enviado fotos nuas de si própria para o rapaz, Mistie trocou com ele mensagens sexualmente explícitas ao mesmo tempo que falavam em fugir juntos.

Os registos legais mostram que o pai obteve uma providência cautelar contra Atkinson.

. . .

O alegado incesto [alegado?!!] tem paralelo com outro caso onde Aimee Louise Sword, de Waterford. Michigan, usou a internet para localizar o filho que ela havia dado para adopção quando este era bebé.

Depois de o ter localizado, ela deu início a uma relação sexual com o mesmo até que, passados muitos meses, os guardiões legais descobriram tudo. Sword declarou-se como culpada e foi sentenciada a um mínimo de 9 anos de prisão.

Durante a sua audiência, Sword pediu desculpas ao tribunal e à criança, explicando que não entendia o porquê dela se ter comportado da forma como se comportou e que iria pedir ajuda profissional.

[Curioso que ela nunca se tenha lembrado de "pedir ajuda profissional" enquanto estava em liberdade.]

Fonte

* * * * * * *

Como é normal quando um abuso sexual envolve uma mulher mais velha e um menor, o incidente é qualificado pelos média de "um caso" - como se de um romance se tratasse - e não como um evento onde uma mulher adulta abusou dum menor.

Claro que se os papéis fossem inversos - isto é, no lugar da mulher estivesse um homem adulto e no lugar do rapaz estivesse uma adolescente - mesmo que actividade sexual fosse "consensual", os média dificilmente qualificariam isso de "caso", mas qualificariam o incidente por aquilo que realmente é: abuso de menores.

Curioso também que o Daily Mail diga o "rapaz estava ciente que Atkinson é a sua mãe biológica". Sim, e depois? A responsabilidade do incidente é da mulher , independentemente do rapaz estar ciente que Atkinson é a sua mãe biológica.


2 comentários:

  1. Caro Lucas, de acordo com o Supremo Tribunal Federal daqui do Brasil e com o pensamento majoritário dos civilistas pró-homossexualismo, o afeto deve ser o fator central a reger as novas configurações familiares. Este argumento do afeto é uma aberração tão grande, que casos de zoofilia ou de incesto podem muito bem ser tomados como relações de afeto. O afeto é tão central nas reivindicações gays, que costumam chamar suas uniões de "homoafetivas". Veja essa proposta perigosa de Emenda Constitucional: http://www.jurisway.org.br/v2/EuLegisladorLei.asp?id_lei=3. Ela diz que a união entre duas pessoas pode ser uma entidade familiar. Ou seja, ela concebe implicitamente uniões incestuosas entre irmãos, entre pai e filho, pai e filha, mãe e filho, mãe e filha, enfim. Veja esse outro artigo absurdo: http://www.portalmultipla.com.br/i/f/%7BFCA2F0BE-EAF5-4F58-82B2-C62A281C427B%7D_Clarindo_%20Neto.pdf. Enfim, esta abertura da legislação ao afeto deu abertura completa à normalização do incesto, o que é abominável.

    ResponderEliminar
  2. É só procurar que outros casos assim serão encontrados. As máscaras das mentirosas que se fazem de boazinhas estão caindo.

    Aos poucos, outras pessoas vão descobrindo que o melhor negócio do mundo é comprar uma feminista pelo que ela vale e vendê-la pelo valor que ela acha (e diz) que vale...

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT