quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Filhos segundo o feminismo

Numa popular página do facebook foi colocada no mural a imagem que se segue:


Os comentários foram o que se esperava, com a excepção do primeiro que se vê, e o último.

"Clássica" ou não, não deixa de ser verdade que muitas mulheres que caíram no engodo do feminismo descobrem mais tarde que foram enganadas.



O tradicional egocentrismo da mulher feminista.

Segundo esta idiota, querer ter filhos é uma "imposição social" e não algo que a esmagadora maioria das mulheres naturalmente deseja.


Esta frase resume em si a necessidade de se lutar contra o feminismo. Esta mulher acha que é um "conceito ignorante" uma mulher querer dar continuidade à raça humana. Como se lê nesta tradução, "Os inimigos da cooperação heterossexual, e os inimigos da procriação, são inimigos da raça humana." O feminismo é inimigo da raça humana porque indoutrinou milhares de mulheres a ver a natalidade não como algo de importante mas sim como uma "imposição social."


Quem diz que a mãe é mais importante que o pai são as próprias feministas. O resto da sociedade sabe que tanto o pai com o a mãe são importantes para o desenvolvimento da criança.


Esta idiota parece afirmar que o motivo por trás do crescente número de mães solteiras prende-se com as as "imputações sociais" que são colocadas sobre os ombros das mulheres. Isto e facilmente refutado se nos apercebermos que no passado as mães solteiras eram em menor número, mas as supostas "imposições sociais" era tão ou mais fortes do que são agora.

Porque será?


Não se sabe bem quando é que uma mulher tinha que ter filhos para ter valor como ser humano.


Esta idiota qualifica um filho de "apêndice".


Sim, "libertem-se". Os gatos agradecem.


Segundo esta jovem, uma mulher que resolve não ter filhos está a ter uma atitude "desafiadora" como ser-se negro, gay ou transsexual. Só que ninguém escolhe ser negro; é-se negro mesmo antes de sair do útero materno. Além disso, o que há de "desafiador" em não querer ser mãe? Isso é a mesma coisa que dizer que o homem que não quer trabalhar está a ser "desafiador".


Só que ninguém defende que a mulher nasceu exclusivamente para ser mãe.




Egoísmo, feminismo e ódio a Deus manifesto neste comentário.



Mas no meio deste satanismo, houve uma mulher que disse coisas importantes:

"A melhor coisa em ser mulher é poder ser mãe".



3 comentários:

  1. QUANDO EU DIGO
    "Eu não quero me casar"
    EU QUERO DIZER "EU NÃO QUERO ME CASAR"
    É desagradável quando alguém diz:
    =====================================
    "AH, VOCÊ TEM ALGUM PROBLEMA?
    OU
    "VOCÊ AINDA VAI MUDAR SEU PENSAMENTO"
    "TODO HOMEM NASCEU PARA O CASAMENTO"
    =====================================
    MINHA DECISÃO NÃO É UM
    ATAQUE PESSOAL
    À SUA DECISÃO DE SE CASAR.
    ESTA É A MINHA ESCOLHA
    E não é da sua conta questionar isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo bem, Elmar! Casamento é opção para quem tem vocação!

      Você está certíssimo!

      Muitas pessoas não nasceram para isso e a maioria delas nem recebeu uma educação adequada para casarem-se.

      Ainda mais, com tanta mulher brasileira (uns 90% pelo menos) com esse baixo nível moral, intelectual, espiritual e cultural de meretriz de sarjeta de zona boêmia, é melhor mesmo que ninguém se case com elas. As próximas gerações serão uns filhos de pulhas.

      Alguém conhece alguma asiática gente boa aí? Hahahahahahahahahahahahahaah!

      Eliminar
  2. Mais uma prova do baixo nível moral, espiritual e cultural das brasileiras, que só querem levar uma vidinha de "Jewish Princess" (=boneca Barbie) e que acham que o próprio umbigo é o centro do universo. Estrangeiros ou nacionais, fiquem longe delas! Elas estão sendo educadas por suas mães, "amigas", programas de TV, ONGs e doutrinação nas escolas para serem um bando de vadias.

    A única que gostou de ser mãe (parece que) "vacilou" na adolescência (já que pouquíssimas pessoas se casam nessa faixa etária hoje em dia).

    Realmente há muitas loucas solteiras que arrumam filho com qualquer um só para arrumarem um sentido na vida (terem o que fazer) ou por outras degenerações de costumes (querem filho sem pai e sem família, ou acham que relação sexual é parque de diversões sem maiores consequências). Muitas vezes, abandonam os filhos à própria sorte e, por falta de bons modelos de vida, essas crianças acabam imitando pessoas promíscuas (mulheres - prostitutas profissionais ou amadoras, as vadias) ou criminosas (homens - assassinos, brigões, beberrões, drogados, traficantes de drogas, ladrões, estupradores, fraudadores, golpistas, etc. - bárbaros). São aquelas mães que choram em cima dos caixões dos filhos sem orientação na vida (muitas vezes por falta de pai ou por escolherem um pai tão vagabundo quanto elas mesmas) ou criando os filhos que a filha arruma em algum canto de rua fora do casamento (colhendo o que semeou).



    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT