sábado, 14 de Abril de 2012

A inutilidade das prisões femininas

Mulher que guardou para si mais de £100,000 (158,768 dólares) conferidos pelo Estado foi "condenada" a pagar a sua dívida em 93 anos. Julie Kennedy terá 140 anos quando finalmente pagar a sua dívida aos contribuintes.

Durante mais ou menos 10 anos, ela ficou com cerca de £12,000 por ano afirmando perante as autoridades que era a única pessoa a criar os 4 filhos. Mas enquanto afirmava que lutava para ser mãe solteira, a desenvergonhada de 47 anos havia-se já reconciliado com o marido e o ordenado do mesmo pagava todas as dívidas da casa. Só Deus sabe o que ela fazia com o dinheiro que recebia do Estado.

No Tribunal de Northampton Crown Kennedy declarou-se como culpada por não ter notificado a mudança de circunstâncias e de modo concertado levar a cabo o acto fraudulento.

Durante o período compreendido entre Abril de 2002 e Maio de 2011, Kennedy ficou com £41,283 de apoio ao rendimento, £22,558 de subsídio de habitação, £4,130 não pagos de imposto municipal, e £36,497 de créditos do impostos relativos a crianças.

No total, isto dá £104,470 (€126,620) em pouco mais de 9 anos.

Mas apesar da dimensão da falcatrua, o juiz poupou-a da prisão "condenando-a" a pagar £22 (€26.66) por semana. Isto dá cerca de 35 dólares por semana!

Eis a retórica que o juiz usou para justificar esta "sentença":

O seu ex-marido havia regressado para casa , vivendo consigo, pagando as contas e practicamente suportando-a.

Muitos membros do público sentiriam que quem engana de modo a receber benefícios deve ir directamente para a prisão [obviamente], mas eu levei em conta que você parece ser a cuidadora principal duma criança de 6 anos, e li o relatório da pré-sentença relativo ao seu neto.

Ou seja, o juiz não a mandou para a prisão porque - supostamente - ela é a pessoa que toma conta do neto. O facto de ter burlando o Estado torna-se irrelevante.

Fonte

* * * * * * *

Para quê manter a aparência legal quando se torna cada vez mais óbvio que as prisões não aceitam quem carregue consigo o par de cromossomas XX?

Há pouco tempo atrás ficamos a saber duma mulher que arrancou à dentada parte do queixo dum homem - causando a que ele ficasse permanentemente sem sensibilidade em certas partes dessa área - mas que mesmo assim foi poupada da prisão.

Agora ficamos a saber de outra mulher que burlou o Estado durante cerca de 10 anos mas que mesmo assim não vai ser presa. Que tipo de mensagem é que isto manda às mulheres?

Vocês são livres para fazer o que bem entenderem uma vez que, ao contrário do resto da sociedade, vocês não sofrerão as consequências dos vossos actos.

Este parece ser um dos propósitos primários do feminismo: conceder às mulheres esquerdistas o poder de fazer o que acharem melhor sem que no entanto sejam responsabilizadas pelos seus próprios actos.

Isso explica em larga medida a utilidade do aborto (sexo sem consequências e sem responsabilidade).



1 comentário:

  1. É o velho e péssimo golpe do lucro através da mentira. Criam tantas leis para dificultar as coisas para a população em tantos países, porque não criam uma lei para investigar se a mulher realmente passa pela necessidade que diz? Deveria ser criada uma lei de ordem social familiar e apoio.

    Aqui na minha cidade para se obter ajuda desta forma, tens que entrar num programa e se cadastrar. Frequentar palestras e receber visitas de assistentes sociais em casa para garantir a ajuda e o acompanhamento do bem estar da família.

    Esperar que as pessoas digam que não precisam do dinheiro do Estado como ajuda (que sua situação econômica mudou), é o mesmo que esperar que o Pai Natal chegue pela porta da frente em casa. Raras são as pessoas que agiriam assim!

    Cadeia é o que esta mulher deveria receber, afinal, ela cometeu um crime!

    Quando um Homem é acusado e pode ser condenado, ninguém quer saber se ele tem filhos e esposa para alimentar e cuidar... pegam pelo colarinho e jogam atrás das grades.

    Abraços.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT