quinta-feira, 18 de abril de 2013

Violência doméstica: mulher esfaqueia criança

Diana Bastos, 19 anos, queria voltar a viver em casa da mãe e da irmã, de três anos. Jovem pegou na faca ao ouvir ‘não’ e atingiu criança na barriga. 

Queria viver "para sempre" na nova casa da mãe e da irmã bebé, em São Félix da Marinha, Vila Nova de Gaia. Diana Bastos, 19 anos, que sofre de uma doença psicológica e mora com os padrinhos, aproveitou o facto de ontem ainda estar na casa da família e pediu para regressar. A mãe disse ‘não’, Diana pegou na faca de cozinha para a tentar agredir e, ao não conseguir, esfaqueou a irmã de três anos com vários golpes na barriga.

A agressora foi detida pela GNR, mas o Ministério Público libertou-a e notificou-a para se apresentar hoje de manhã em tribunal. Eram 12h00 quando o crime ocorreu. Diana tinha chegado a casa da mãe, pela primeira vez no sábado, e seria para passar só essa noite. Mas não se quis ir embora. Pediu para viver ali, na casa atribuída pela Segurança Social há só duas semanas.

A mãe, que antes fora vítima de violência doméstica pelo companheiro, achou que era melhor não. Diana insultou-a e pegou numa faca de serrilha com 20 centímetros, que estava na cozinha, para a agredir. A mãe deu-lhe um estalo e saiu de casa com a bebé ao colo, mas tropeçou e caiu com a criança. "A filha puxou a roupa da menina e com a faca fez-lhe vários golpes na barriga. Era só sangue. Até ficámos doentes de ver", disse uma testemunha.

A jovem golpeou a bebé numa mão e na barriga. Os vizinhos chamaram os bombeiros da Aguda, que alertaram a GNR de Arcozelo. Os militares surpreenderam a jovem, de faca na mão e dentro de casa, onde se refugiou com medo de "ser presa".

Foi detida, levada para o posto, mas sentiu-se mal e foi transportada para o Hospital de Santos Silva. Está notificada para ser hoje ouvida pelo juiz.

A irmã sofreu ferimentos superficiais e teve alta poucas horas depois. Ao CM, a mãe preferiu não prestar declarações. 

Fonte




4 comentários:

  1. Nossa, isso parece Brasil!

    Mulher pode, né? Se fosse homem, já teria sido linchado e o fato seria noticiado no mundo inteiro como mais uma brutalidade horrenda masculina.

    Coitadinha, ficou com medo e desmaiou...que falta de atitude!

    ResponderEliminar
  2. Vejam o caso desta vagabunda que aplicava drogas para tratamento anti-cancer na sua filha para arrecadar dinheiro":

    http://www.couriermail.com.au/news/queensland/mother-accused-of-poisoning-daughter-4/story-e6freoof-1226618009066

    http://www.dailytelegraph.com.au/news/national/mum-accused-of-poisoning-her-daughter-had-taken-to-internet-sites-to-share-stories-of-her-own-illnesses/story-fncvk70o-1226619746429

    Para quem não conhece o país, muitas pessoas tem o hábito de fazer doações e ajudar em campanhas aquí e de vez em quando apareçe um espertinho e tira dinheiro com campanhas fajutas, as pessoas simplesmente confiam nas outras.
    Agora essa mulher passou dos limites, drogava a própria filha e postava fostos no facebook pedindo ajuda. Só foi descoberta porque a criança teve que ser levada a um hospital e o médico pediu exames toxicológicos porque suspeitava da mãe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Crime hediondo!

      Pena de morte para esta mostra.

      Eliminar
  3. Outra mãe assassina, vejam que o caso está rolando desde 2008!!!

    http://www.couriermail.com.au/news/baby-sons-died-in-shower-perth-inquest-hears/story-e6freon6-1226631607995

    A frieza desta mulher é assustadora.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT