domingo, 18 de dezembro de 2011

Mulher de 33 anos poupada da prisão porque confessou o crime... no tribunal.

Uma mãe de duas crianças que mentiu a um rapaz de 14 anos e disse ser uma enfermeira como forma de atrair o jovem para cenas de sexo através da internet, escapou da prisão.

Claire Marquis, 33 anos, 'conheceu' o adolescente através das redes de jogos da PlayStation e da Xbox e foi aí que o seduziu virtualmente.

O tribunal de Chelmsford Crown ficou a saber que, depois de ambos se terem conhecido, trocaram números de telefone e passaram a enviar imagens explícitas um ao outro. Marquis também encorajou o rapaz para levar a cabo actos sexuais online.

Foi dito ao tribunal que Marquis chegou a sugerir um encontro sexual num hotel mas o mesmo nunca chegou a ocorrer. As suas acções duraram cerca de 18 meses (ano e meio) e só vieram a lume quando o marido dela descobriu o que ela fazia, e informou a polícia e o jovem das mentiras dela.

Portanto, se ele não tivesse sido apanhada, provavelmente ainda continuaria com o caso.

Quando as mentiras da Marquis foram reveladas, o adolescente inocente já se tinha apaixonado por ela; quando este descobriu a verdade, ficou totalmente devastado.

Marquis - qualificada de "sinistra" pelo juiz - escapou da prisão ao confessar-se como culpada de 5 ofensas. Paralelamente, foi-lhe dada uma pena suspensa de 12 meses, uma ordem de intervenção, 200 horas de serviço comunitário e presença da lista dos infractores sexuais durante 10 anos.

Ela havia previamente admitido duas acusações de incitação de uma criança para cometer actos sexuais, duas acusações em torno incitar uma criança a observar actos sexuais e a posse de imagens indecentes de crianças (pornografia infantil).

O juiz Christopher Ball QC, disse:

As ofensas que você admitiu, que ocorreram durante um considerável período de tempo, possuem elementos que são sexuais e cruéis.

Você chegou conscientemente a este relacionamento através da internet com um jovem rapaz e conduziu-o a um caminho emocional que o deixou triste e angustiado.

Você é uma mulher madura, estava em controle e tinha o poder para parar a qualquer momento.

Foi um esquema sonhado de modo a dar-lhe um certo nível de excitação quando a sua vida se tornou monótona.

Muito mau, certo? De certeza que o juiz lhe vai dar uma pena ajustada!

Daí, talvez não.....

Mas você teve o bom senso de não interagir com ele directamente e teve o bom senso de se confessar como culpada.
Portanto, como ela não teve qualquer tipo de relacionamento físico com o jovem, e como confessou os vários crimes, então ela não merece ir para a prisão.

Viremos as coisas ao contrário e pensemos assim: um homem que alicia uma menina de 14 anos, enviando-lhe imagens sexuais, e pedindo que ela o envie o mesmo, merece ir para a cadeia?

Vocês sabem a resposta.

Este é o tipo de igualdade que as feministas tem em mente: tratamento preferencial sempre que possível e igualdade quando lhes convém.

. . . . .

Vejam também este texto do Doutrinador onde se fica a saber que é possível matar uma pessoa e não ir presa - desde que se seja uma mulher.

Isto é o que as feministas chamam de "Igualdade"



Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT