segunda-feira, 8 de julho de 2013

Heleen Mees e a decadência do feminismo

O feminismo na Holanda é um bocado differente. 75% das mulheres escolher trabalhar apenas em part-time (e não full-time) como forma de poderem ter um estilo de vida balançeado.  Uma pesquisa apurou que apenas 4% das mulheres holandesas gostariam de ver as suas horas de trabalho aumentadas.

No entanto, apesar das mulheres estarem satisfeitas com as suas escolhas, uma feminista holandesa não está feliz com o que as mulheres decidiram fazer com as suas próprias vidas. Heleen Mees fundou uma organização feminista com o nome de "Women on Top" que é contra a ideia das mulheres escolherem ficar em casa ou trabalhar em regime de part-time. 

Segundo Mees, o que realmente importa na vida é a carreira profissional, e como tal, as mulheres deveriam competir com os homens na busca de dinheiro.

A dada altura, Mees foi bem sucedida na sua busca por uma carreira, havendo-se tornado numa colunista e opinadora social na Holanda; ela chegou até a ser cosiderada para cargos governamentais, e chegou a ser professora de Economia na "New York University". Ela atingiu o objectivo de obter uma carreira glamorosa e de elevado status social.

Mas se calhar a sua visão da vida como uma busca competitiva por uma carreira tivesse alguns elementos em falta. Talvez aquelas mulheres holandesas que desejavam uma felicidade pessoal fundamentada na  família e nos relacionamentos soubessem de algo que Heleen Mees não soubesse.

Heleen Mees foi presa por perseguir (inglês: "stalking") o seu ex-amante, um economista casado de 63 anos chamado Willem Buiter. Mees enviou a ela (bem como à sua esposa e aos seus filhos) mais de 1000 emails, incluindo ameaças ("Espero que o vosso avião caia por terra") bem como fotos de aves mortas.


Descrita como uma mulher sem amigos, Mees foi incapaz de pagar a fiança de  $5000 mas foi eventualmente liberta quando um canalizador de Nova York teve pena dela. O "canalizador pregador", que abdicou do seu 4 de Julho e de $5,000 para libertar a alegada cyber-stalker Heleen Mees, não recebeu nada mais que indiferença por parte da sua dama-em-apuros.

Leon Alfonso, de 45 anos, tentou dizer a Mees que havia sido ele quem lhe tinha pago a fiança. Pálida e sem revelar emoções, a economista de 44 anos olhou de forma distante  para Alfonso à medida que ele sussurrava a sua identidade para ela.
Cheguei perto dela e disse-lhe que eu era o homem que havia pago a sua fiança, mas ela não reagiu.  Estóica, é a forma como eu lhe descreveria. Provavelmente ela estava a tentar prestar atenção ao que o juiz estava a dizer.
...
As coisas não acabaram muito bem para Helen, e isto não foi algo acidental. Havendo colocado de parte a importância da família, Helen acabou por se envolver emocionalmente com um homem muito mais velho que ela - e casado - quando ela se encontrava na casa dos 40.  E mesmo assim, essa relação não durou muito tempo.

Para acentuar ainda mais a decadência do estilo de vida feminista adoptado por Helen, ela foi também acusada de ter enviado ao ex-amante fotos dela mesma a masturbar-se.



6 comentários:

  1. Quero igualdade com as feministas! Quero trabalhar menos e conviver com minha família!

    Esse economista é uma prova de que é melhor envolver-se com prostitutas do que com feministas. Aliás, melhor faria se ele permanecesse fiel a sua esposa. Não daria motivos para que as feministas achem que todo homem é rico, poderoso, traidor, cafajeste e que, portanto, precisa ser escravizado e tornar-se um incapaz civilmente falando (sem direitos de conduzir a própria vida).

    ResponderEliminar
  2. Uma carreirista que fez as suas escolhas e que prestou um desserviço criando esta organização 'woman on top' para induzir mulheres a viverem de forma anti-natural. Quando chegou aos 40 resolveu querer virar princesa com o economista Willem Buiter, mas ele era casado e só tirou uma lasquinha dela. Ela não aceitou o fim do seu caso (o que ela esperava? Casamento?) e resolveu infernizar a vida dele. Conseguiu... assim como conseguiu ser presa. E aí aparece (não sei se o chamo de anjo ou de louco) e a tira da cadeia pagando a sua fiança. Ela sai da cadeia e é feliz para sempre....'sqn'.

    ResponderEliminar
  3. Mais decadente ainda é este tal de Leon Alfonso. Pagou 4 mil dólares para tentar comer uma cinquentona de útero morto e seco, um lixo de uma esquerdista psicótica, que ainda por cima odeia ele só por ele ter pinto.

    ResponderEliminar
  4. Alfonso mangina... Deveria ter a deixado apodrecer na cadeia.

    ResponderEliminar
  5. Alfonso cuckboy do site divine bitches, bem feito seu mangina, escravo de vagina! Idiota, mulheres assim sao cruéis e impassíveis, nao tem sentimentos porque sao sociopatas!

    ResponderEliminar
  6. Ameaças,fotos de aves mortas,fotos dela se masturbando... Alguém ainda tem dúvidas que as feministas são doentes? Mas sempre tem um mangina pra fazer tudo por elas,como o malandro que pagou sua fiança.(Esperando alguma coisa em troca,mas só recebeu o desprezo dela...kkkkkkkkk)

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT