sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Violência doméstica: marido apanha mulher a afogar as próprias filhas

Uma mulher foi detida na noite de quinta-feira em Los Angeles (EUA) depois de ser apanhada pelo marido a afogar as duas filhas do casal. A criança mais nova, que só tinha um ano, morreu e a irmã, quatro anos mais velha, encontra-se internada em estado grave.

Natural da Guatemala, de onde emigrou em 2002, Lorna Valle foi levada pela polícia de Los Angeles e vai responder por homicídio e tentativa de homicídio, tendo uma fiança de 1,5 milhões de dólares (1,1 milhões de euros).

Chamados pelo pai, cujos gritos alertaram toda a vizinhança, os bombeiros encontraram as crianças inconscientes e fizeram manobras de reanimação antes de as levarem para o hospital mais próximo. Nenhuma delas tinha pulsação, mas foi possível reanimar a mais velha.

Os vizinhos mencionaram que Lorna Valle apresentava sinais de depressão e era vista muito raramente fora de casa.

Fonte

. . . . . . . . . .

"Depressão" ? A depressão leva a que uma mulher tente matar as próprias filhas? Ou é a natureza violenta desta mulher?

Que eu saiba a depressão faz as pessoas ficarem . . . .deprimidas e não homicidas.



2 comentários:

  1. http://gatesofvienna.blogspot.com/2012/02/genocide-of-white-farmers-in-south.html

    Genocídio dos brancos na África do Sul, com a benção do ANC.

    ResponderEliminar
  2. É como a "depressão pós-parto" e a "tensão pré-menstrual". Sempre vítimas. Senão de um homem naturalmente violento ou do patriarcado, então da "divina" natureza feminina, como nos casos em questão. Podem fazer tudo sob tais condições. Nunca possuem o mesmo nível de responsabilidade criminal, civil e social. Independentemente da atrocidade que vierem a cometer. A indoutrinação feminista retirou qualquer freio moral que elas pudessem ter. Antigamente pensava que o vitimismo era uma tendência natural da mulher. Hoje, não sobra dúvidas, percebo que há forte influência cultural neste vitimismo indecente. Foram as feministas que impingiram a idéia de perfeição dos atos da mulher. E que ser perfeito poderia cometer um erro e, em decorrência, assumir a culpa? Ora! Se uma mulher comete um erro, sob esta ótica, está mais do que óbvio que o erro foi apenas consequência direta dela ter sido vítima de um fato exterior. Não! Nunca por culpa delas próprias...

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT