quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Como lidar com militantes ateus - versão islâmica

Seria de esperar que a percepção da natureza intrínseca da ideologia que preencherá o vazio deixado pelo pós-Cristianismo fizesse com que os militantes ateus - unidos aos marxistas culturais - lutassem para manter a civilização Cristã de pé, mas isso seria pedir que os militantes ateus fossem racionais e lógicos. No entanto, por diversas vezes ficou bem claro que quem se alinha com o marxismo cultural não está a usar a lógica mas as emoções e a ganância.

Alexandre Aan, de 31 anos, pode ser preso por 5 anos por ter escrito "Deus não existe" no Facebook. O funcionário foi atacado e espancado por uma turba furiosa que invadiu o seu escritório governamental na "Dharmasraya Development Planning Board".

O indonésio foi levada por uma força policial protectora e desde então receia mais agressões físicas.

Na Indonésia, o ateísmo é uma violação da lei segundo os princípios fundadores do mesmo. Este país, o mais populoso país islâmico do mundo, reconhece o direito à práctica de 6 confissões: o islão, protestantismo, catolicismo, hinduísmo, budismo e confucionismo. O ateísmo, no entanto, é ilegal.

De acordo com a lei da Indonésia. qualquer pessoa que tente impedir outros de manter a sua fé, pode ser preso por 5 anos sob acusações de blasfémia.

Fonte

. . . . . . . . .

Os militantes ateus gostam de profetizar o "inevitável triunfo do ateísmo" devido ao facto de existirem pequenas nações europeias - com taxas de natalidade inferiores às necessárias para a substituição da população - com minorias ateístas estatisticamente significativas. (Nenhum destes países tem uma maioria ateísta).

Mas ao mesmo tempo que eles fazem estas adivinhações, nações com um número de pessoas quase igual ao número total de habitantes da União Europeia, e com taxas de natalidade quase o dobro das taxas de natalidade da Suécia, França, e outros países europeus, persegue de forma activa os ateus (ao contrário do Cristianismo histórico).

Não se sabe bem como, mas o militante ateu normal olha para estes dados, e conclui que, não só está a vencer a guerra, como que a vitória final do ateísmo é inevitável. Este tipo de análise de dados é totalmente ilógica para qualquer pessoa normal, mas não para o militante ateu.

Mas para quem acredita que o universo e a vida são o resultado de forças não inteligentes, acreditar que quanto menos ateus há, mais ateu vai ser o futuro, não é um passo de lógica totalmente descabido.


1 comentário:

  1. A não ser que a história tenha sido manipulada, o que não é impossível, o Cristianismo também já teve seu tempo de "xiitismo". Primeiro foi uma fase de gnosticismo, depois o "xiitismo" propriamente dito e agora voltamos para a fase de gnosticismo, com as centenas( senão milhares) de igrejas, cada uma com interpretações, doutrinas e dogmas próprios. E, claro, os integrantes de cada uma costumam com grande frequência neste tipo de debate usar a falácia do piedoso subterfúgio. De qualquer modo, penso, a busca pela verdade deve prevalecer. Independentemente da crença(não crença) religiosa, da ideologia e da corrente política. Que a verdade prevaleça. E parece que o método científico, principalmente quando aplicado às exatas, tem alcançado méritos nesta área. As descobertas que tem feito ajudam a (muito importante) fundamentação nos debates filosóficos. Só o descortinamento da realidade, penso eu, pode salvar. Acredito que as únicas sociedades de fato saudáveis são aquelas onde todos os cidadãos sejam estimulados a serem honestos, onde a verdade prevalece, onde há um fluído debate de idéias e onde não hajam os espiões e policiais das "crimidéias". Atualmente tais cidadãos são principalmente os fanáticos do politicamente correto, que, ao escutarem qualquer coisa que não coadune com o que digam, começam a gritar e xingar o intelocutor de (coloque qualquer coisa aqui)ista¹, como se isto desse um respaldo intelectual, é claro. Muitas vezes sequer sabem o que significam tais termos que adoram berrar aos outros. Diga-se, nunca são adultos, racionais ou minimamente ponderados em discussões. Devem pensar que quem grita mais é que ganha. E pior que não raro funciona; não pelo poder de convencimento, mas por pura vontade dos demais em evitar desgastes com gente tão maluca. Só que existe um ponto que a maluquice destes contagia um nº muito amplo de gente sem senso crítico, sob o conivente silêncio confortável dos bons, e a coisa acaba tomando uma dimensão mais séria e perigosa. Infelizmente.


    1.Exemplos: fascista, nazista, egoísta, machista, racista, fundamentalista, petista...

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT