sábado, 28 de março de 2015

A revolta de Rebecca contra o feminismo

Por Rebecca

Já sou uma seguidora das suas palavras há já muito tempo. Visto que você era das poucas pessoas a expor o movimento feminista, tomei a decisão de lhe pedir um conselho. Sou uma mulher jovem - com 20 anos, para ser mais exacta; li o seu material a revelar o feminismo como uma revoltante obra de engenharia social e fico contente por ter lido o que li antes do feminismo me ter arruinado a vida.

Antes de encontrar o seu site, eu era uma feminista que já estava a seguir o caminho auto-destrutivo que é encorajado pela actual sociedade mainstream; nomeadamente, o de ser uma "mulher forte e independente" que coloca a sua carreira antes de tudo o resto, e assim por diante. Basicamente, eu era feminista normal, enganada e idiota útil. Agora que já li os seus maravilhosos artigos, passei a conhecer a verdade e tenho estado a limpar a minha alma da indoutrinação feminista que a sociedade me deu.

Por vezes os meus esforços param subitamente devido à forma como as mulheres femininas são vistas e tratadas nesta sociedade revoltante; todas as pessoas odeiam mulheres femininas, e sempre que há uma oportunidade de falar mal delas, toda a gente fala. As idióticas mulheres feministas constantemente agem como se elas fossem melhores que as mulheres tradicionais mais femininas; elas agem como se elas fossem mais espertas e, de forma geral, melhores, minimizando sempre os meus propósitos - tais como os de querer ser uma esposa e uma mãe, e querer criar uma família feliz e saudável. Uma feminista enganada qualificou as mulheres que tomam a decisão de ficar em casa a cuidar dos seus filhos de drenos, isto é, como pessoas que drenam os recursos da sociedade.

Os assim chamados "homens" actuais são igualmente maus e também se encontram sob uma lavagem cerebral idiótica. Também eles agem como se as mulheres que dedicam as suas vidas a criar uma família, e a educar crianças, fossem idiotas, de mentes fracas, cabeças no ar, e assim por adiante. Os homens actuais falam coisas más sobre as mulheres femininas mas ficarão impressionados e apoiarão as mulheres não-femininas, masculinizadas, feministas alfas que levaram uma lavagem cerebral e escolheram dedicar a sua vida à escravatura salarial --- oopss, digo, a serem independentes e a tentar construir uma carreira.

Por exemplo, os homens olham para as mulheres femininas, tradicionais, que ficam em casa e que se dedicam a educar os seus filhos e a serem boas esposas para homens fortes, como mulheres inferiores, perdas de tempo, estúpidas, preguiçosas e parasitas. Mas eles olham para as mulheres enganadas que se alistam nas forças militares ou que trituram as suas vidas em algum emprego (especialmente num emprego masculino) como tudo de bom que existe no mundo, maravilhosas, e tudo o que as mulheres têm que ser.

Os homens actuais gostam quando as mulheres agem como os homens; os homens também perseguem as mulheres alfa, masculinizadas, dominantes e feministas para relacionamento e para casamento.

Os homens tradicionais masculinos são também gozados e menosprezados pela sua hedionda sociedade - tanto pelos "homens" como pelas mulheres. Sempre que as criaturas modernas andrógenas se cruzam com um verdadeiro homem masculino, elas sentem a necessidade de atacar a essência da sua existência - desde a forma como ele anda (como um homem e não como um idiota efeminizado), até às suas crenças tradicionais. Tudo em redor dos homens masculinos é gozado e atacado, e os homens masculinos sofrem o inferno nesta sociedade feia, mas as mulheres femininas sofrem mais.

E por fim, temos os média a exibir de modo constante a narrativa das mulheres anti-femininas: programas de televisão, filmes, livros, vídeos de música, programas infantis, livros aos quadradinhos com heroínas feministas masculinizadas que lançam para bem longe o seu papel feminino e caracterizam-no como algo inferior. Ver as mulheres femininas a serem atacadas, menosprezadas, rebaixadas e desrespeitadas todos os dias e de todas as formas possíveis por parte dos simplórios enganados por vezes é tão difícil.

Devido a estas coisas, viro-me para si para ajuda espiritual, aconselhamento e encorajamento. Por favor, ajude-me a entender que os idiotas da sociedade actual - tanto os homens como as mulheres - estão errados e que a mulher tradicional feminina é um ideal maravilhoso que deve ser apreciado, amado e respeitado.

Por favor, ajude-me a elevar-me para cima da tóxica narrativa anti-feminina que circunda a sociedade actual, e ajude-me a entender que ela está errada e que o papel da mulher tradicional feminina, que dedica a sua vida a criar um lar e uma família com um homem forte, é um papel valoroso digno da admiração que teve no passado distante.

Por favor, ajude-me porque é tão desencorajador ouvir os idiotas rir de forma contínua sobre o quão "estúpidas" as mulheres são porque elas não se conformam com a insípida vida feminista de CARREIRA DINHEIRO TRABALHO DINHEIRO COMPETIR QUE NEM UM ROBÔ.

As suas palavras serão muito apreciadas!!

- http://goo.gl/Ls4aat


* * * * * * * *

Na verdade, a Rebecca não precisa de aconselhamento porque ela já se apercebeu da natureza satânica do feminismo; tudo o que ela precisa agora é de encontrar exemplos reais de mulheres femininas, tementes a Deus e que andam nos caminhos do Senhor, e as probabilidades dela se tornar totalmente imune ao veneno da sociedade aumentam.

Há no entanto uma coisa que a Rebecca falha em entender (que não afecta de maneira nenhuma a sua análise do feminismo): os homens não perseguem as mulheres masculinizadas para casamento, mas só para sexo casual. Normalmente, quanto mais a mulher adopta o comportamento masculino, mais promiscua ela se torna - muito porque muitas mulheres que adoptam o comportamento masculino erradamente pensam que os homens valorizam o sucesso sexual das mulheres da mesma forma que as mulheres valorizam os homens que conseguem ter sexo com muitas mulheres.

O facto dos homens terem uma rejeição universal por mulheres promiscuas é tão óbvio que até os homens esquerdistas preferem casar com mulheres femininas e castas (e não com as masculinizadas feministas que eles supostamente tanto "apoiam").



7 comentários:

  1. Que felicidade constatar que cada vez mais a mente das mulheres está clareando...até porque a imoralidade e o caos dos movimentos pretensiosamente "libertários" acabam reafirmando o valor do conservadorismo.
    O feminismo além de venenoso às mulheres, não podia ser uma distorção mais grotesca da realidade.
    Só serve pra doutrinar gente ingênua com material político sistematizado, pra depois sair macaqueando termos como "patriarcado", "machismo", "cultura de estupro", "opressão".
    Na prática gente assim faz um trabalho muito porco de tentar explicar o mundo como é de fato.
    Felicidades e bênçãos à Rebecca.

    ResponderEliminar
  2. Belíssimo texto! Eu poderia copiar e colar no meu blog?
    Atenciosamente,
    Tom Alvim.

    ResponderEliminar
  3. Senhor LUCAS, quero avisá-lo que nem feminismos e nem machismos nos são benéficos, até porque estas ideologias são totalmente inconstitucionais. Eles vão contra até o que Rui Barbosa disse. Isonomicamente, homens e mulheres são iguais, embora sejam biologicamente e psicologicamente diferentes. Excessos de coisas boas são prejudiciais: Exemplos deles: bioquices (pudores excessivos), idolatrias (amores excessivos), mimos (afetos ou carinhos excessivos), super-harmonias (harmonias excessivas), santimônias (santidades excessivas) e assim sucessivamente. Então, não deixemos de lutar pelo nosso Constitucionalismo Ruibarbosiano, pois ele rege o nosso Estado de Democrático de Direito. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

    ResponderEliminar
  4. Alguns trechos do documento "Silent Weapons for Quiet Wars" que vêm a calhar.

    "Em ordem de atingir tal conformidade, a unidade da família deve ser desintegrada através de um processo de aumento da preocupação dos pais e o estabelecimento de centros de cuidado operados pelo governo para as crianças ocupacionalmente órfãs."

    "O elemento feminino da sociedade humana é governado pela emoção primeiro e pela lógica em segundo. Na batalha entre lógica e imaginação, imaginação sempre vence, fantasia prevalece, instintos maternais dominam então a criança vem primeiro e o futuro em segundo...
    A mulher deve, todavia, ser condicionada a aceitar a transição para "realidade" quando ela vier ou antes."

    "Se a transição se torna difícil de gerenciar, a unidade familiar deve ser cuidadosamente desintegrada, e a educação pública e centros de cuidado controlados pelo estado devem se tornar mais comuns e legalmente forçados para começar a separação das crianças do pai e da mãe cada vez mais cedo."

    "Trabalho: Mantenha o público ocupado, ocupado, ocupado, sem tempo para pensar, de volta à fazenda com os outros animais."

    ResponderEliminar
  5. Também penso como a conclusão: homens não procuram mulheres masculinizadas para se casar. Ela, Rebecca, fala isso, porque, pelo que já li, muitos livros de auto-ajuda o dizem. Dizem que se você quer um marido então seja uma mulher "poderosa". Lembro da resenha de um que inclusive contava como uma mulher "poderosa" dava uma patada no namorado e como isso daixava os homens aos pés dela. Qualquer um com bom senso sabe que isso não faz sentido algum, e que nenhum dado empíricom confiável confirma isso. Inclusive mulheres poderosas de fato, que tem altos cargos polícos ou comandam grandes empresas tem uma enorme dificuldade de encontrar marido, e quando encontram, o indice de divorcios é muito acima da média.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT