quarta-feira, 2 de abril de 2014

O que é a Nova Ordem Mundial?

Por Jay

Infelizmente, desde a mais tenra idade que fomos programados e condicionados para não acreditar, nem hipoteticamente, em conspirações em larga escala. Nos disciplinas introdutórias, os estudantes de História aprendem que existem três formas de olhar para a filosofia da História:
  • Primeiro, a posição das contingências aleatórias onde os eventos históricos nada mais são que "uma maldita coisa a seguir à outra" (tal como um dos meus professores tão elegantemente afirmou), onde não há qualquer motivo ou significado casual.
  • A segunda, a posição do "grande homem", onde figuras religiosas ou figuras políticas-chave causam certos eventos importantes causando a que a História gire em torno destas figuras, tais como Napoleão ou Júlio César.
  • A terceira visão é a providencial ou conspiratória. Nesta forma de analisar as coisas, a História é conduzida por forças ocultas - quer elas sejam malignas ou benevolentes. Sem dúvida que os seres humanos desempenham o seu papel, mas o ser humano não é o "deus" autónomo do seu destino. Ele é o actor dum palco onde há uma narrativa grandiosa e um propósito final para cada evento, mesmo que os seres humanos não estejam cientes destas razões.
Havendo visto a verdade da conspiração mundial que nos últimos séculos se tem centrado no ocidente, o establishment anglo-global é outra coisa que as pessoas preferem não ouvir. Os seres humanos têm um viés pela normalidade e por aquilo que é chamado de dissonância cognitiva. A dissonância cognitiva é a tendência para continuar a acreditar em algo que está errado (apesar das gigantescas evidências em contrário) devido ao devastador impacto psicológico que o abandono das crenças prévias causaria.

Os americanos foram educados com a narrativa de serem uma nação de individualistas independentes; a mentalidade de fronteira ainda domina e é uma imagem ainda latente na nossa cultura. A mentalidade individualista recusa-se a olhar para si mesma como vítima de algum tipo de conspiração; nós somos uma nação demasiado grandiosa para ser dominada por uma elite maligna focada no despovoamento mundial. Afinal de contas, Obama é um presidente "liberal", certo? "Como é que pode haver uma conspiração em massa? Se houvesse, ela já teria sido apanhada!", diz o opositor. Isto são tudo conspirações helicóptero-preto e chapéu-de-folha-de-estanho [inglês: "tin-foil-hat"].

Para aqueles com educação modesta e pouca capacidade de pensamento crítico e de senso comum, é demais evidente que nenhuma destas objecções é suficiente para demonstrar que a visão conspiratória é falsa. O facto de alguém ser um "orgulhoso Americano" ou o facto de George Bush ter alegado ser Cristão, não significa que a visão conspiratória seja falsa. Em lógica, a isto chama-se non sequitur; logicamente falando, a conclusão não é o resultado das premissas. 

Definindo a Nova Ordem Mundial

Antes da mais, temos que ser bem claros em relação aos termos. O que é que significa "Nova Ordem Mundial"? Basicamente, a Nova Ordem Mundial (daqui para frente NOM) é um sindicato criminoso global composto por banqueiros, CEOs [directores-executivos de empresas], políticos, académicos, magnatas mediáticos, executivos militares e líderes religiosos, que por um lado operam sob o olhar público ao mesmo que trabalham de uma forma clandestina com o fim de determinar a política mundial. Em última análise, e visto que eles estão dispostos a levar a cabo matanças em larga escala, esta elite acredita que ela é superior ao resto da humanidade.

Existem vários níveis de iniciados e níveis de conhecimento, mas a ideologia central da NOM é a tecnocracia Fabiana socialista eugenista. Muitos servos da NOM são compartimentados, pensado que o seu papel pessoal (e provavelmente papel importante) no mundo bancário ou no mundo mediático encontra-se ao mais alto nível. Por exemplo, muitos membros Grupo Bilderberg ou do Concílio da Relações Externas ["Council on Foreign Relations" = CFR] provavelmente pensam que estão no mais elevado nível de controle, mas poucos estão cientes da elite ocultista acima deles.

Isto não quer dizer que os Bilderbergerianos e os membros do CFR não são os "arquitectos" das estruturas globais de poder, mas sim que eles não se encontram no nível mais elevado. Estas elites acreditam que foram escolhidas para governar as massas, que elas [as elites] vêem como nada mais que gado. Sendo o gado ignorante, a manada é totalmente descartável: ela [a manada] pode ser usada como bucha para canhão em guerras onde trilhões são feitos pelos banqueiros privados ao emprestarem dinheiro aos governos com juros exorbitantes. Ou então a manada pode ser despopulada tal como a falsa "crise" do aquecimento global precisa.

O Propósito Final da Nova Ordem Mundial 

O objectivo final da elite da NOM é uma ditadura socialista de ordem mundial única, construída à imagem do livro de George Orwell 1984, ordem essa que George Orwell conhecia profundamente. Também influente foi o livro "Brave New World" de Aldous Huxley. A Alemanha Nazi e a Rússia Bolchevique foram ambos modelos-chave estabelecidos pela e para a NOM. O objectivo final é o controle total e a escravização total através do controle da religião, da ideologia, da população, da economia e da tecnologia.

De forma a que isto possa ser atingido, todas as soberanias nacionais têm que ser dissolvidas e unidas numa série de uniões continentais, tal como aquela que foi já instalada com o nome de "União Europeia". O problema da imigração nos Estados Unidos, por exemplo, faz parte do plano dos globalistas de remover as fronteiras como forma de criar a União Pan-Americana que se irá, eventualmente, unir à União Europeia. As Uniões Africanas e Asiáticas certamente que se seguirão, provavelmente sendo mais tarde unidas na eventual Federação Mundial supervisiona peças Nações Unidas. Evidências em favor disto podem ser vistas nas palestras de Rockfeller nas Nações Unidas, tal como exibidas na C-SPAN: 

U

De modo a entender a forma como as assim-chamadas elites atingiram o que já atingiram nos dias de hoje, é importante olhar para a história deste grupo amorfo. De maneira geral, a batalha entre o mal e o bem pode ser rastreada até ao início do tempo e até à Queda do homem, mas por motivos de conveniência, vamo-nos focar na era moderna.

À medida que a Idade Média produzia a era da modernidade através da ciência de Francis Bacon, Galileu e Newton, uma mudança no paradigma na forma como se via o mundo aconteceu: ele, o mundo, já não era mais governado por Deus através da Sua Igreja e da hierarquia terrena da monarquia; em vez disso, o mundo começou a ser visto como uma casa de tesouro de forças prontas a serem aproveitadas pelo homem.

Direitos do Homem segundo
os revolucionários franceses
O homem podia eventualmente atingir o entendimento total do universo e ascender para a posição de Deus. A "ciência" tornou-se no novo mythos, a nova narrativa abrangente que poderia explicar a grande ascensão do homem até a divindade. Estes eram interesses estranhos para estes homens que tentavam, ao mesmo tempo, desmitologizar o mundo da "superstição religiosa". Esta era, obviamente, uma fachada e uma mentira visto que eles, tal como o livro clássico Frances Yates "The Rosicrucian Enlightenment" demonstra, eram practicantes de magia. A nova ciência deu origem ao Iluminismo - revolução socio-cultural que buscou reconstruir a ordem social fundamentando-se no fluxo, no progresso e na "razão", em oposição à teologia e à metafísica. 

Também simultâneo com este fenómeno ocorreu a Reforma Protestante, que buscou desafiar a autoridade estabelecida da Igreja única, autoridade essa que havia sido a força dominante na Europa Oriental e na Europa Ocidental por mais de mil anos. Os próprios Reformadores buscaram remover o que eles entendiam como sendo a superstição da Igreja, e colocar a autoridade religiosa nas mãos de "todos os rapazes que trabalham no arado", tal como disse Lutero, que poderiam assim reconstruí-la como bem entendessem. Em última análise, a Reforma iluminista teve como consequência o racionalismo puro, e da Alemanha vieram as infames escolas de Alta Crítica que iriam negar a autoridade dos Textos Bíblicos e, por fim, rejeitar todos os elementos sobrenaturais da Teologia - quaisquer que eles fossem. Um novo mundo estava a emergir do antigo mundo.

Estes eventos não foram acidentais. De facto, o Iluminismo e a Reforma não só causaram alterações na teologia e na forma de pensar, mas causaram também uma revolução civil. O mais notável destes eventos foi a Revolução Francesa, que buscou destruir o Cristianismo na França, decapitar o monarca, e estabelecer uma república Iluminista, secular e comunista. A morte de milhares de pessoas não foi acidental. Os demagogos da Revolução Francesa, tais como Danton, Robespierre, o Duque de Orleans, Marat, e São Justo, eram todos membros de sociedades secretas e ordens Iluministas. Muitos líderes comunistas tais como Vladimir Lenin eram também "Illuministas".

A pergunta então materializa-se: porque é que os líderes comunistas e os líderes burgueses da Revolução Francesa seriam ambos membros dos mesmos grupos revolucinários secretos? Não são os seus objectivos radicalmente distintos? A resposta a isto será dada mais tarde. Através da sua infiltração na Maçonaria, estes homens sangrentos foram induzidos para dentro duma sociedade profunda e sombria conhecida como os Illuminati.

Os Illuminati haviam sido criados na Bavária em 1776 por um canonista ex-Jesuíta chamado Adam Weishaupt. Weishaupt, que se encontrava imerso no racionalismo, tinha como plano organizar um grupo de elite que eventualmente iria instalar uma ordem socialista mundial e abolir a teologia. Weishaupt parece ter sido a figura ideológica-chave por trás das revoluções dos séculos 18 e 19 que, em última análise, removeram todas as formas de monarquia e efectivamente acabaram com a influência social do Cristianismo.

É alegado que Weishaupt recebeu financiamento para o seu projecto da parte de seitas aristocráticas e banqueiras secretas que queriam destruir e reconstruir a sociedade. O establishement banqueiro ocidental apoderou-se de toda a Europa tendo em vista um objectivo simples mas assombroso: emprestar dinheiro para a guerra aos líderes estatais com juros elevados e, desde logo, colocar os governos sob o controle dum banco privado. O mais bem sucedido entre estes foi Nathan Rothschild, que fez uma fortuna incrível emprestando dinheiro tanto a Napoleão como aos Britânicos [isto é, aos dois lados da mesma guerra].

Quando Napoleão foi derrotado, Nathan enganou o parlamento Britânico e levou-os a instalar um banco central sob o disfarce de "estabilidade económica". Este banco privado, no entanto, haveria de ser suportado por uma fortuna privada, e o sistema monetário eventualmente seria meramente uma moeda fiduciária. Isto significava que o dinheiro não era suportado por ouro mas sim por crédito fiduciário. Por sua vez, os banqueiros iriam cobrar juros aos governos sobre o dinheiro que eles haviam inventado do nada. Seria através desta metodologia que eles eventualmente haveriam de ser bem sucedidos em colocar toda a Europa numa União com uma moeda fiduciária proveniente dum banco privado localizado na Alemanha. Este é o status actual da União Europeia.

A mesma mentira banqueira foi levada a cabo nos Estados Unidos através dos Rockefeller e Morgan Trusts que em 1913 manipularam o Congresso dos EUA para aprovar o "Federal Reserve Act". O "Federal Reserve Act" colocou a economia Americana nas mãos de banqueiros Europeus e da dinastia banqueira Rockefeller-Morgan-Britânica.

Cecil Rhodes, o magnata dos diamantes africanos, foi também financiado pelos mesmos interesses; depois de obter uma fortuna, no princípio do século 20 fundou uma sociedade secreta conhecida como "Round Table Group". Desta "Round Table" Britânica e da Royal Society, a similar "American Council on Foreign Relations" foi formada ao mesmo tempo que a versão internacional, conhecida como a "Trilateral Commission", foi também formada. Por sua vez, estas entidades formaram a  OSS/CIA e o grupo dentro eles é conhecido como os Bilderbergers, tal como dito em cima; esta organização organiza encontros anuais em lugares secretos um pouco por todo o mundo, onde as políticas nacionais e corporativas são definidas.

O objectivo declarado destes grupos é a instalação dum governo mundial e dum sistema monetário único no mundo inteiro. Isto é levado a cabo economicamente através de bancos centrais privados, que imprimem a moeda fiduciária e cobram juros aos vários governos mundiais. A propósito, é por isso que há já muitas décadas nós ouvimos falar que a nossa dívida nacional encontra-se na ordem dos triliões de dólares. A dívida são os juros que devemos em torno de dinheiro impresso do nada; os donos são banqueiros internacionais que enganaram os EUA e fizeram com que eles entregassem aos banqueiros o poder de controlar o abastecimento de dinheiro; é por isso que é uma conspiração.

Eu já falei com professores doutorados em Economia que admitem que a maioria dos países sobrevivem à base do sistema de dinheiro fiduciário controlado por bancos privados. Para estes professores institucionalizados isto não é problema visto que muitos deles apoiam a ideia do globalismo e dum governo mundial. Eles são voluntariamente ingénuos, pensando que o sistema que abusa deles também os salvará.

Agora que já vimos a história da cabala da Nova Ordem Mundial e o seu caminho monetarista para o controle total dos estados-nação, é importante ver os métodos que eles usam para obter e aumentar o seu controle. Antes de fazermos isso, temos que colocar uma cara aos grupos que servem de fachada para a NOM. Muitos desses homens são membros de igrejas locais, incluindo padres respeitados, pastores, guias espirituais e diáconos. Muitos presidentes americanos, senadores, congressistas, homens de negócio e filantropos fizeram parte, e fazem parte, deste grupo. Estes homens bem intencionados estão a servir interesses mais elevados que buscam propósitos sombrios - propósitos esses que aqueles que estão abaixo deles não sabem.

A maçonaria moderna deriva das alianças entre os pedreiros da Europa Ocidental Medieval que se uniram para construir as catedrais dos bispos e os palácios dos reis. À medida que a construção de catedrais diminuiu e à medida que o Iluminismo e a reforma varriam a Europa, os practicantes do ocultismo procuraram levar a cabo encontros secretos onde poderiam conspirar sem a ameaça da Igreja Católica e das coroas que ainda existiam. Eles encontraram o que buscavam na sociedade dos maçons: estes novos e filosóficos maçons foram chamados de "maçons especulativos". Por volta do século 18 existiam mais de 5,000 lojas maçónicas estabelecidas na Europa. Muitos senhores menores e chefes de estado menores, bem como membros do clero - tanto Protestantes como Católicos - haviam, de facto, se unido à fraternidade. Tal como dito em cima, para o final do século 18, a maçonaria encontrava-se já intimamente ligada aos Illuminati graças aos esforços racionalistas extremos de Weishaupt. 

As Linhagens de Sangue
Mitólogo da NOM:
Charles Darwin
Não estando muito a par do pensamento pré-moderno, a maior parte de nós realmente não entende a importância que as linhagens de sangue tinham no mundo antigo. O mundo antigo era, essencialmente, um sistema de castas, e muitas sociedades actuais, tais como as que existem na Índia, ainda operam desta forma. A menos que se seja da  linhagem real, temos que aceitar uma certa posição na sociedade. É suposto a modernidade ser igualitária, mas as distinções de classe apenas foram reorganizadas de linhagens reais para linhagens de riqueza. A própria Bíblia preocupa-se com as linhagens de sangue visto que Jesus Cristo é a Semente Prometida, Descendente de Adão através de Noé, através de Abraão, através do Rei David a a Sua Mãe, de quem a Igreja alega Ele ter recebido a Sua Humanidade.

Para o mundo antigo, portanto, as linhagens eram tudo. Isto é importante visto que a filosofia ocultista dos assim-chamados racionalistas do mundo moderno ainda aderem a este princípio antigo. Para os ocultistas da NOM, há "poder no sangue", tal como para os Cristãos, expressão que para eles significa poder mágico. Logo, as famílias dinásticas que controlam o mundo, tais como os Rothschilds, os Rockefellers, os Morgans, os Warburgs, etc., tal como as antigas realezas, acreditam que têm que casar entre si de modo a manter a pureza da linhagem de sangue.

O livro ridículo de Dan Brown - "O Código DaVinci" - é um exemplo perfeito: embora o livro seja claramente falso, ele demonstra a obsessão do mundo do ocultismo pela pureza mágica herdada através das linhagens familiares. De facto, alguns destes ocultistas acreditam que eles mesmos são descendentes de deuses; um exemplo disto é a ideologia Satânica do Nazismo, onde Heinrich Himmler, através das SS, tentou produzir uma linhagem Ariana pura:, uma linhagem que tinha o poder dos deuses de Atlântida a percorrer dentro deles, tal como o livro "Unholy Alliance: A History of Nazi Involvement with the Occult" de Peter Levenda revela.

É através da maligna ideologia do eugenismo, o descendente do Darwinismo, que a elite Britânica encontra o fundamento para a promoção dos males do aborto, da eutanásia e da esterilização. A maior parte das pessoas não sabe, mas foi Margaret Sanger (com a ajuda da mãe de Catherine Hepburn) que fundou a Planned Parenthood com apoio financeiro dos Rockefeller para vender a ideia do aborto e da contracepção (sob o manto dos "direitos das mulheres"). Sanger convenceu a organização NAACP [= National Association for the Advancement of Colored People  = Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor] que as mulheres negras em particular deveriam ter o direito ao aborto, tudo baseado na filosofia socialista eugénica de Sanger.

Um dos grandes promotores do Darwinismo foi o eugenista Sir Francis Galton, primo de Charles Darwin e também cientista. O que as universidades estaduais, todas controladas pela elite, não dizem é que a filosofia eugénica de Galton, uma consequencia natural do Darwinismo, era profundamente Anglo-racial. Enquanto isso, o  establishment universitário falsamente liberal quer que todos acreditem que o Marxismo é glorioso, embora a sua própria pseudo-religião Darwinista seja racista até ao âmago. É por esta filosofia ocultista do Darwinismo mascarada de ciência que a elite da NOM está obssecada, e é por esta razão que abortar milhões de crianças se tornou um sacrifício enorme. Quem controla a América é um establishment Luciferiano.

O Movimento Nova Era Ecológico

É importante levar em conta que as sociedades secretas previram o suposto fim da religião. Existem muitos outros grupos que operam de uma forma independente, mas com os mesmos propósitos de destruir a religião histórica e Ortodoxa e instalar uma ordem mundial Luciferiana, global, tecnocrata, socialista e racionalista. Muitas pessoas encontram-se ignorantes do facto do Movimento da Nova Era ter tido a sua origem em grupos ocultistas fraudulentos. Madame Blavatsky, charlatã e ocultista de primeira, cunhou o termo ao notar que, em termos astrológicos, o século 20 haveria de testemunhar a transformação da Idade do Peixe, que os ocultistas associam à era do domínio do Cristianismo, para a Idade do Aquário - a era da nova ordem mundial, a ordem cósmica onde os homens iriam estar em contacto com o que ela identificou como "A Grande Irmandade Branca das entidades interestelares."

Blavatsky, tal como todos os outros ocultistas, pensava que o homem se encontrava no caminho da evolução Darwiniana rumo a divindade, e que estas "entidades" extra-dimensionais eram seres altamente avançados que buscavam formas de levar a raça humana para a idade seguinte da consciência cósmica. Os extra-terrestres da Madame Blavatsky, no entanto, mais não eram que anjos caídos [demónios] que promulgava a mesma mentira que Satanás promulgou no Jardim do Éden, isto é, que o homem poderia eventualmente passar a ser o seu próprio deus.

A feminista masculinizada carrega
o martelo Soviético para destruir
o patriarcado. ascensão 
do feminismo faz parte do plano
da  elite para destruir a família
e a  ordem social
O Movimento da Nova Era Ecológico, no entanto, não perdeu poder ou influência durante os últimos anos. A revolução hippie-sexual dos anos 60 foi uma vitória enorme para este movimento, trazendo a filosofia Oriental para o mundo Ocidental através dos Swamis e dos Beatles. Os Estados Unidos são apoiantes primários das técnicas da Nova Era, e elas são promovidas em todas a áreas da vida dentro dos seus programas. Estes programas, tais como a UNESCO, buscam inicializar os jovens nas mais variadas formas de paganismo e superstição sob a máscara de "tolerância" e "diversidade".

O Movimento da Nova Era, financiado pela elite, é também responsável pela popularidade do feminismo e da bruxaria. O propósito destes grupos é a transformação alquímica da humanidade para “Adam Kadmon”, uma figura andrógina que representa uma trascendência acima do sexo masculino e do sexo feminino, resultando num ser "divino" altamente evoluído através da tecnologia e do transumanismo. Mais uma vez vemos aqui a ideia do inexorável processo da evolução até à divindade.

Estes textos supersticiosos ensinam que através do acto sexual, o mágico pode obter poder com o qual ele pode canalizar o seu "eu superior", que, segundo acreditam os ocultistas, lhes dará maiores poderes, tais como deuses, quando eles ascenderem a ridícula escada evolutíva. Estes "egos superiores" ou "egos genuínos" são, na verdade, demónios que enganam o ocultista.

Gnosticismo e Crowley

Uma das mais poderosos sociedades secretas do século 20 foi a O.T.O., ou Ordo Templi Orientis. Por um período de tempo, esta sociedade foi liderada pelo maior ocultista do século 20, Aleister Crowley. Considerado um génio, Crowley rapidamente ascendeu as fileiras do ocultismo e tornou-se um proponente do gnosticismo antigo. A melhor descrição para a ordem de Crowley é a de que ela é uma "hermetic graduate school". O próprio Crowley encontrava-se no nível 98 e 99 dos ritos "Memphis" e "Mizraim" - ritos que a maior parte dos membros na Nova Era nunca ouviu falar. O famoso livro de Crowley "Magick in Theory and Practice", alega que a chave para a vida e para se tornar um mágico é trazer a vontade própria para o mundo; executar mudanças no mundo. As mudanças, no entanto, podem ser boas ou más. Levar a cabo mudanças no mundo através duma imposição não é necessariamente uma coisa boa.

Segundo a minha análise, este gnosticismo é a chave para se entender a explosão recente de pedofilia nos tempos modernos, no Catolicismo pós-Vaticano II. O livro do jornalista William Kennedy "Lucifer’s Lodge" documenta evidências de que os Luciferianos infiltraram-se nos mais elevados níveis do establishment da Igreja Católica, e buscam formas de usar a Igreja Católica como veículo para a religião universal da Nova Era.

O amplamente conhecido erudito ex-Jesuíta Malachi Martin, profundo conhecedor do Vaticano e amigo pessoal de João XXIII e Paulo VI, escreveu inúmeros livros em torno do estado da Igreja desde o Vaticano II. Tem que ser ressalvado antes de mais que existem evidências inegáveis e abundantes de que Martin era ele mesmo um Luciferiano. No seu livro "The Keys of this Blood", que fala do papado de João Paulo II, Martin menciona um Missa Negra Satânica que foi celebrada no Vaticano depois da coroação de Paulo VI como papa (página 632).  O motivo pelo qual isto é importante é o facto dele ter conhecido pessoalmente esses papas.

Aleister Crowley.
A razão por trás disto encontra-se o facto dos Luciferianos operarem segundo um princípio que Crowley deu o nome de “revelação do método.” Uma vez que a maior parte dos ocultistas são dualistas gnósticos, eles acreditam que o bem e o mal são dois lados da mesma moeda; ambos são, importantes e necessários. Logo, não há motivo para não se jogar dos dois lados, digamos assim. A pessoa pode ser conservadora e com bons valores morais durante o dia, e durante a noite participar em rituais negros de Luciferianismo.

Neste importante livro com mais de 700 páginas, Martin debruça-se sobre o propósito dos ocultistas do Vaticano de controlar a ordem mundial emergente. Martin admite que não há dúvida nenhuma que a Igreja Católica apóstata, a "anti-igreja" como ela a chama, é o veículo primário através do qual as Nações Unidas e os anglo-globalistas tentam reunir todas as religiões numa só, onde a religião Ortodoxa é substituída pela paganismo e pelas tradições de controle em massa. É por isso que a Igreja Católica moderna tem que ser resistida a todo o custo; se ela não for resistida, ela iniciará o mundo no Luciferianismo. Só a Ortodoxia tradicional é a força motora com força suficiente para repelir a Nova Ordem Mundial. 

O Papel dos Estados Unidos 

Levar a cabo um combate de resistência, operando sob o manto da Constituição e dos valores americanos, é inútil na luta contra os Iluminati visto que, contrariamente ao que muitos americanos podem pensar, o país foi fundado por um aglomerado de deístas Protestantes influenciados pelo Iluminismo e por ridículas filosofias revolucionárias. Qual é, então, o papel dos EUA nisto? O papel dos EUA parece ser, como disse um filósofo político, "o promulgador benigno do governo mundial."

Os EUA são cavalo-de-corrida da elite: eles funcionam como o "Big Brother" das nações, inteligentemente buscando formas de estabelecer falsas "democracias" em países com ditaduras insignificantes como o Iraque que os próprios EUA financiaram e emprestaram dinheiro durante os anos 80 - treinando Saddam como um aliado.

A revolução tecnológica do génio dos melhores e dos mais inteligentes da América é a principal arma para objectivo final da NOM. O uso do grande motor de supercomputadores e da tecnologia sem-fios está, na verdade, a ser usada para estabelecer um controle ao estilo da Skynet [do filme "O Exterminador] onde a população mundial será reduzida em 90% devido à falsa religião do Clima Verde e da adoração da Terra.

A ascensão da Skynet.
Visto que as massas foram emburrecidas através desta cultura tóxica, da comida e da água envenenada, eles vão-se tornar ainda mais emburrecidos, mais dóceis e por fim, estéreis. Por essa altura, os robôs com inteligência artificial irão ser revelados para acabar com os últimos vestígios da humanidade biológica. Sem uma filosofia coerente e sem fé religiosa, a humanidade tornar-se-á susceptível à grande decepção da utopia e da salvação tecnológica. Esta grande promessa nunca será cumprida: na verdade, toda a Internet e toda revolução da rede inteligente foi feita precisamente para escravizar as massas após um longo período de "reconhecimento" através do rastreamento e da localização de tudo na rede desde a sua criação.

Sem uma metafísica religiosa, o homem é vítima da quantificação de todas as coisas, irracionalmente subjugado sob a onda de escravatura mecânica e "racional". O ídolo que é o produto das mãos humanos será exactamente o que o escravizará (em vez de o libertar). A solução para este dilema é explicado soberbamente pelo filósofo  Dr. Philip Sherrard aqui.

Desumanização através da escravização tecnologica.




2 comentários:

  1. recomendo que leia o MANIFESTO DE UNABOMBER, A SOCIEDADE INDUSTRIAL E SEU FUTURO, que fala tambem que a elite globalista vai usar tecnologia de controle mental atraves de medicamentos avançados, isso ainda ta longe de acontecer pois a psiquiatria não chegou nesse nível ainda, mas estamos caminhando pra isso

    ResponderEliminar

  2. Mais uma vez, OS COMUNISTAS e não os fascistas, usam o racismo, o desarmamento, o discurso de ódio e a perversão do direito para levar um país ao genocídio. A MÍDIA OCIDENTAL, AO FINGIR QUE NÃO VÊ, APOIA a matança. “Lo más atroz de las cosas malas de la gente mala es EL SILÉNCIO de la gente buena” M.K.Gandhi
    VIDE http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/noticiasfaltantes/comunismo/13421-africa-do-sul-a-beira-do-genocidio-e-da-ditadura-comunista.html


    AS CONSTATAÇÕES ACIMA FORAM IGUALMENTE POSTADAS, PORÉM CENSURADAS, NOS LINKS http://www.sul21.com.br/jornal/da-verdade-embrutecedora-a-violencia-fascista/

    http://miltonribeiro.sul21.com.br/2015/05/06/lutando-na-espanha-de-george-orwell/#comment-33085

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem PROFANA e GROSSEIRA.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
-------------
OBS: A moderação dos comentários está activada, portanto se o teu comentário não aparecer logo, é porque ainda não foi aprovado.

ATENÇÃO: Não será aceite comentário algum que não se faça acompanhar com o nome do comentador. ("Unknown" não é nome pessoal).

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PRINT